Image
Miles: gênio que nunca se acomodou (Foto: Don Hunstein – Sony Music)

Por Daniel Setti

28 de setembro foi o 20º aniversário da morte de Miles Davis (1926-1991).

Apenas um post para falar da importância da obra do trompetista e compositor das suaves e melodiosas notas é covardia. Faço, mesmo assim, um brevíssimo resumo de seu currículo.

Miles participou da revolução bebop e criou o cool jazz entre os anos 1940 e 1950; conduziu três dos melhores quintetos já montados até o final da década seguinte; anarquizou o mundo do jazz ao fundir o gênero com rock e funk nos anos 1970; flertou com o pop e o hip-hop antes de morrer.

É bom que existam os vídeos, para que não precisemos nos estender tanto no momento de prestar homenagens a gigantes como Davis. As imagens de fato falam por si.

Abaixo, o astro se apresenta na rede de TV CBS em gravação de 1959 exibida no ano seguinte com o segundo destes quintetos fora de série – Paul Chambers ao baixo, Wynton Kelly ao piano, Jimmy Cobb na batehttpv://www.youtube.com/watch?v=1S4hxK3ufxY&feature=fvsrria e o inigualável John Coltrane no sax tenor – e reforço de músicos da orquestra do maestro canadense Gil Evans, com quem colaboraria em mais de um disco.

No menu, “So What”, composição de Miles que abre aquele que talvez seja o seu mais refinado álbum, Kind of Blue, do mesmo ano.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 3 =

4 Comentários

Angelo Losguardi em 17 de outubro de 2011

Puxa vida, já faz 20 anos...

Kaos em 17 de outubro de 2011

Tenho vários CDs do Miles, mas Bitch Brews é o que mais gosto, na sua mistura com a música elétrica.

Lílian em 17 de outubro de 2011

É uma obra de Arte musical! (se não existe o termo, é como consigo expressar!)

José de Araújo Madeiro em 17 de outubro de 2011

Ricardo Setti, Desculpe-nos mudar de tema, mas estamos repassando para você: Para Augusto Nunes: Reinaldo, Os PTralhas não querem a liberdade dos brasileiros e se querem domar o povo, precisarão calar à imprensa Estamos sempre concordando com você e, por isto, estamos procurando fazer a nossa parte, no possível e dentro das nossas possibilidades e limitações. Mas não está fácil e as FFAA do Brasil não devem baixar à guarda. Soluções irão aparecendo, talvez à conta-gotas, mas surgirão.O soldado brasileiro não deve ser, jamais, covarde, como um herdeiro do seu patrono, do Duque de Caxias. No entanto e com certeza, o Lula está destruindo o Brasil, sua economia, suas tradições e suas perspectivas de desenvolvimento, que nos capacitarão para nossa inserção dentre às nações civilizadas do planeta. O modelo do Lula não tem saída, mas vai pertubar por longo tempo, enqunto não houver uma reação efetiva e consistente do povo. Um povo sem escola, não consegue entender o que se trata realmente de cidadania e serve de massa de manobra, para homens sem escrúpulos do tipo do Lula e da sua primeira-ministra, a Dilma Dynamite. Lula quer apenas o poder, com o gerenciamento do Estado por um partido único, o PT, como na China e com a economia estadizada, repetimos. Para ter apoio internacional está alinhando-se aquele país e modelo, procurando desetabilizar o Estados Unidos. Aí a conversa muda de tom: Desestabilizar os Estados Unidos? Que ousadia! Todavia, os Estados Unidos são muito fortes. Que possuem empresários nacionalistas, o maior PIB do mundo e as melhores universidades; as 12 melhores universidades do mundo estão nos Estados Unidos. E tem uma democracia estável. Uma democracia estável! Quanta inteligência do Lula e é por isto que foi chamado de ¨o cara¨! Mas, o Lula é rei na terra de trouxas! O Obama está preocupado com a re-eleição e não será fácil para ele, mesmo assumindo compromissos com o povo americano. Os amercianos não são os brasileiros, quanta ousadia! E quantas pretenções dos chineses aliados aos PTralhas do Brasil, desestabilizar os Estados Unidos, para derrotá-los? Perguntaram aos americanos? Não sou economista, mas, provavelmente, a economia estatizada dos chineses, incluindo as pretensões dos PTralhas e demais ditaduras do mundo, não conseguirão derrotar o Estados Unidos. É questão de tempo! Porém devemos pensar no Brasil e tirá-lo desta sinuca de bico. Sabemos, porém, que nós brasileiros devemos entender que o Governo deve respeitar à liberdade individual e ser socialmente justo para enfrentar à Especulação Financeira Transnacional, para poder investir no povo, em políticas sociais de longo prazo, tais como escola, saúde, segurança e infraestrutura. Lula está inserido no mundo da especulação financeira, não esqueçamos dos Illuminatis e praticando uma política meramente assistencialista, simplesmente para manutenção do Status Quo e do Poder para si.E nossas commoditeis? Certamente fadadas ao fracasso essas pretensões do Lula, macumunadas com os chineses e depois de elevados danos sociais, fazendo o povo despertar do berço esplêndido em questão de dias. A China está pensando no seu modelo, na sua cultura e no bem estar da cúpula do Poder Comunista Chinês. E nós brasileiros que SIFU!Os brasileiros que SIFU? Então, o Lula e seus PTralhas ... que SIFU eles! Os chineses querem nos submeter e nos tomar às nossas commodities a preço vís, de acordo com o Lula, Dilma e seus PTralhas. Por isto devemos reagir ao Projeto e às Propostas do PT. Devemos trabalhar pela escolaridade do povo brasileiro como meta prioritarríssima. O futuro dirá e esperamos que estejamos certos. A esperança é última que morre. Porém,... prepara coração! Abçs, Madeiro.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI