Amigos do blog, este post publicado no último dia 15, continha diversos erros — alguns pequenos, outros graves.

Agradeço aos leitores que me obrigaram a rechecar as informações e a corrigir informações e fotos erradas, especialmente Paulo Aralde e Eduardo Marinheiro.

Aqui vai o post, republicado, com as informações corretas e as fotos certas. O texto original é o que segue.

Já lembrei anteriormente no blog que Detroit, no Estado de Michigan, nos Estados Unidos, foi durante pelo menos 70 anos a capital mundial dos automóveis.

Até que os japoneses, com carros mais econômicos, e de alta versatilidade, superaram os americanos em número de veículos fabricados.

Mas o Salão do Automóvel de Detroit, realizado recentemente, ainda é uma grande vitrine do que fazem americanos, asiáticos e europeus nesse terreno.

Vou mostrar aos amigos apenas fotos e nomes dos carros ali expostos, sem ficha técnica nem nada mais. É só para curtir o visual.

E, como é muito grande o número de carros — de alguns deles mostrarei detalhes internos –, resolvi facilitar a vida dos leitores e dividir o material em três posts diferentes, com os carros americanos, post já publicado, os europeus e os asiáticos.

Hoje, vários dos novos automóveis e modelos-conceito europeus:

Image
Para começar arrasando, vamos logo para o que é considerado o carro mais luxuoso do mundo: o Rolls-Royce Phantom, da centenária marca britânica hoje pertencente à BMW alemã

 

Image
Revestimento de couro branco, madeiras raras no painel, volante à direita, como manda o figurino: o interior do Phantom

 

Image
Antigamente irmão (um pouco) menos luxuoso que o Rolls, hoje concorrente — a fábrica pertence à Volkswagen alemã –, o espetacular Bentley Continental GT V8 não fica muito atrás do Phantom. Ou fica?

 

 

Image
Do grande para o pequeno: este é o Mini Roadster britânico — mas a marca pertence igualmente a uma empresa alemã, a BMW

 

Image
Também pequeno, mas alemão legítimo — e que ronca grosso: o Volkswagen Beetle Turbo

 

Image
Outro alemão, outro Volkswagen: seguindo tendência muito disseminada, este é o Jetta Hybrid, cujo motor a gasolina e cujas freadas produzem energia elétrica para um de seus dois motores

 

Image
Um SUV sólido, econômico e sobretudo seguro para ninguém botar defeito: o sueco Volvo XC 90

 

 

Image
Primeiro SUV da sofisticadíssima italiana Maserati, o Kubang (conceito) vem gerando muita polêmica por quebrar parâmetros, mas tem o carimbo da marca

 

Image
O marcante, ousado Kubang em outro ângulo: sempre um Maserati…

 

Image
Como a Ferrari não gosta de ver sombra perto, eis o 458 Spider, no indefectível vermelho-ferrari

 

Image
O interior do Ferrari 458 Spider, como era de se imaginar, faz cair o queixo

 

Image
Mesmo perto de Rolls-Royces, Bentleys, Ferraris e Maseratis, não se pode dizer que o Mercedes-Benz SL 550 faça feio

 

Image
O interior do conversível Mercedes-Benz SL 500: será que tem como melhorar?

 

Image
Sempre espetacular, um clássico: o Porsche 911 Carrera

 

 

Image
Fabricante de esportivos alucinantes, a britânica Jaguar teve um acesso de Rolls-Royce e Bentley com o XJ Hybrid

 

Image
O espetacular Range Rover Range arredonda as forma em modelo arrojado. A ex-marca britânica hoje  pertence ao grupo Tata, da Índia

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 2 =

12 Comentários

Paulo Aralde em 28 de fevereiro de 2012

Caro Ricardo. Ao ver sua reportagem, me sinto na obrigação de alertá-lo para alguns erros, como seguem: 1- Na foto do Bentley Continental, o nome da marca está duplicado, aparecendo como Bentley Bentley Continental GT V8 02. O que também não entendi foi o "02" após o nome. 2- O Mini Roadster é um modelo da marca Mini, hoje pertencente à BMW. O Cooper é outro modelo da mesma marca. 3- O SUV da Volvo se chama XC90, e não X90. 4- Como já é costumeiro, não há a presença de marcas francesas no Salão de Detroit, portanto a foto da 508 provavelmente seja de outra mostra. 5- A Ferrari vermelha se chama Ferrari 458, e não F458. 6- A foto que mostra o interior da Ferrari, na verdade é de outro modelo, a F430. 7- O belo conversível Mercedes-Benz se chama SL500, e não SL550. 8- Sobre o Opel Calibra, 2 erros: o veículo da foto é uma projeção sobre como ficaria um Opel Insignia Cabriolet. E a Opel também não marca presença em Detroit, por não ser vendida nos EUA. 9- O último SUV, não é um Land Rover Range. Se trata de Um Range Rover Evoque. E acho difícil existir uma "genética BMW", uma vez que a marca fora vendida pelos alemães à Ford no já longínquo ano de 2000. Acredito que não tenham sido erros intencionais, mas seria interessante proceder à correção dos mesmos, devido à grandeza tanto de seu nome, como da Revista Veja. Atenciosamente. Caro Paulo, É muita gentileza sua fazer essa contribuição. Vou checar cada um dos casos que você aponta e farei todas as correções. Muito obrigado por sua atenção e cortesia. Um abraço

Maverick em 26 de fevereiro de 2012

veja antes se esta correta sua fontes

Maverick em 26 de fevereiro de 2012

Vá procurar sua turma. Não digo quem é imbecil porque meus pais, diferentemente do que ocorreu com certos leitores, me deram educação. Suma daqui.

CAr em 25 de fevereiro de 2012

A Land Rover Pertencia a FORD - e nao a BMW !!! E O MINI COOPER - MINI = MARCA // PERTENCE A BMW // COOPER = NOME DO VEICULO !!

Eduardo Marinheiro em 24 de fevereiro de 2012

E novamente esqueci de um detalhe, o interior da 458 Spider não é este, esse da foto é o interior da F430 Spider, antecessora da 458, o interior do lançamento é este http://www.netcarshow.com/ferrari/2013-458_spider/800x600/wallpaper_ac.htm

Eduardo Marinheiro em 24 de fevereiro de 2012

Ricardo, cá estou eu novamente para auxiliá-lo, há algumas falhas fáceis de serem corrigidas ai neste texto também. Vamos por partes, o SUV da Volvo que ilustra a matéria é uma projeção que creio ser amadora, e o nome correto é XC90, mas o modelo ainda não recebeu alterações, já a Peugeot não esteve presente no Salão de Detroit, pois a marca não está disponível nos EUA, o modelo da foto foi mostrado em algum Salão europeu, que agora não me recordo, já o Opel Calibra, é também uma projeção virtual, o modelo não existe, e o Land Rover mostrado na matéria é um conceito que deu origem ao Land Rover Range Rover Evoque, ou apenas Evoque, que já está em produção e também não foi mostrado no Salão de Detroit. Grato pela atenção, abraços! Obrigado por sua ajuda. Recebi o material de fontes normalmente confiáveis. Vou checar tudo o que você me passou e corrigir. Não sei se dará tempo hoje, pelo acúmulo de trabalho. Mas corrigir é OBRIGAÇÃO de jornalista, e agradeço sua atenção no caso. Tudo o que você está me passando está sendo anotado. Um abraço

Marco Aurélio em 24 de fevereiro de 2012

Muinto lindo o volvo. kero um pra min. e eu sonho com 1 calibra des de pekeno rsrsrsrs gostei muinto dele!!!!!!!

Zeca em 24 de fevereiro de 2012

Então, não existe esse Opel Calibra da foto, essa imagem da Ferrari 458 do painel na verdade é da F430, não existe Volvo X90, e nem a Peugeot pôs o 508 no salão norte-americano. Obrigado pelos toques. Vou checar tudo e corrigir oportunamente. Abraços

alvaro em 20 de fevereiro de 2012

Fico com o 911. O novo Boxster 2012 é um mini Carrera GT. http://www.noticiasautomotivas.com.br/porsche-boxster-2012-aparece-sem-camuflagem-na-europa/

Ismael em 16 de fevereiro de 2012

Não tem problema, vi na globo que o i-30 bate todos eles, he he he.

Thiago em 15 de fevereiro de 2012

O modelo da Ferrari trata-se da F458 Itália Spider. Convenhamos, né!? Você tem razão. É o F458 e não F340 como está na foto. Vou corrigir. Obrigado pelo toque.

Gabriel em 15 de fevereiro de 2012

Na última foto, a do Range Rover Evoque, a legenda diz que a BMW é dona da marca Land Rover. Mas na verdade a Land Rover pertence ao Grupo Tata Leitor atento! Você tem toda razão. Foi da BMW, agora é da Tata, grupo da Índia, embora continue sendo fabricado principalmente no Reino Unido. Vou corrigir. Abração

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI