As produções dos ensaios, sobretudo os de capa e mais ainda os que comemoravam o aniversário da revista, sempre atulhavam a bagagem da editora Ariani Carneiro e da produtora (em alguns casos, das produtoras) que a acompanhavam.

Precavida, e depois de planejar o ensaio com o fotógrafo, Ariani levava todo tipo de peças — lingerie, meias, sandálias, bijuterias, joias, blusas de seda, casacos, botas, chapéus, bois de plumas e uma multiplicidade de adereços.

Em geral, a maior parte do material, tudo de primeira, e caro, acabava não sendo utilizado no ensaio. Com Deborah, não seria diferente. No final, a nudez plena, com um ou outro detalhe elegante, acabava prevalecendo, como por exemplo nesta página dupla fotografada da edição de agosto de 1999.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − dez =

TWITTER DO SETTI