Image
A presidente Dilma, com os ministros Gilberto Carvalho (à esquerda) e Fernando Haddad, recebe a direção da UNE: “reivindicações” delirantes ou bobocas (Foto: Agência Brasil)

Amigos, não resisto quando posso baixar o sarrafo nesses picaretas e farsantes que dirigem a União Nacional dos Estudantes (UNE), denominação a que o Augusto Nunes acrescentou a palavra “Amestrados”, devido à vassalagem que prestam ao governo, de quem recebem — e embolsam, felizes — um bom dinheiro, inclusive por meio de patrocínios de estatais.

Como se sabe, e como já relembrei aqui mais de uma vez, a UNE é um reduto de esquerdóides ultra-minoritários no seio da sociedade brasileira — sobretudo do PC do B, partidículo anêmico de votos, que, se não se dependurasse no pescoço do PT, não elegeria ninguém para cargo algum. Eles levam em seu seio tanto amor ao dinheiro público — Lula lhes depositou na conta, no finalzinho do lulalato, uma indenização de 30 milhões de reais pela vandalização da sede da entidade, ocorrida durante o golpe militar de 1964 — quanto ostentam horror pela democracia, sobretudo por eleições diretas na entidade: sabem perfeitamente que seriam varridos do mapa.

Encontro dos picaretas com a presidente

Bem, tudo isso relembrado, pergunto: vocês viram as reivindicações que os picaretas da UNE apresentaram à presidente Dilma Rousseff, em recente encontro no Palácio do Planalto? Foram testemunhas os ministros Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, e Fernando Haddad, da Educação.

A pauta era volumosa: nada menos do que 40 itens, em geral — para mostrar algum serviço em seu setor, já que o que fazem o tempo todo é politicagem barata — ligados ao que dizem ser a melhoria do sistema educacional brasileiro. Querem, por exemplo, destinar o equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) à educação e de 50% do Fundo Social a ser constituído com o resultado da exploração do petróleo do pré-sal para a educação.

Duvido que essas cifras resultem de qualquer conta razoável, duvido que eles saibam o tamanho das necessidades da educação no país, se o Brasil teria condições ou não de destinar tais recursos para um ou outro setor.

Mas tudo bem. Vamos em frente.

A maluquice de dar calote em milhões de brasileiros

Agora vejam outras “reivindicações”. Uma delas é uma maluquice em que setores de esquerda mais delirante vêm insistindo: “o fim do superávit primário” — ou seja, dos recursos que o governo acumula, apertando o cinto nos gastos, para pagar os juros da dívida pública, os juros do dinheiro que toma emprestado, via instituições bancárias, de dezenas de milhões de brasileiros.

A presidente Dilma, economista de formação, deve ter segurado a vontade de puxar a orelha dos jovens. Se supostamente acabasse o superávit primário, teoricamente haveria centenas de bilhões de reais para obras públicas. O pequeno problema que a medida igualmente acarretaria é que o país e todos os bancos quebrariam imediatamente, milhões de brasileiros levariam um monumental calote em suas suadas poupanças, os investidores estrangeiros sairiam correndo, haveria desemprego em massa e a paralisação da economia e o Brasil levaria uma década, ou talvez bem mais, para voltar aos patamares de hoje.

Uma piada em meio à audiência: querem meia entrada na Copa e na Olimpíada

Outros itens de reivindicação foram questões como a erradicação do analfabetismo até 2016, a criação da Comissão da Verdade e a garantia, pelo governo, de um computador por aluno no ensino médio. Aí, em meio a questões relevantes para o país que conseguiram elencar, veio a piada: querem também meia entrada para os estudantes nos jogos da Copa do Mundo de futebol de 2014 e nas Olimpíadas de 2016.

Faltou, naturalmente, combinar com a FIFA e com o Comitê Olímpico Interncional.

O presidente da UNE, Daniel Lliescu, disse depois que a presidente recebeu as reivindicações e disse que o governo está aberto ao diálogo, mas não se comprometeu inicialmente com a concessão de nenhum item.

Também sou favorável a um computador por aluno, ao fim do analfabetismo — como sou a favor do bem e contra o mal.

Felizmente, porém, a presidente soube empurrar com a barriga a conversa mole do pessoal da UNE, e as reivindicações delirantes e demagógicas, como o fim do superávit primário, ou simplesmente cômicas, como meia entrada para a Copa e as Olimpíadas — isso é tema que se coloque em encontro com uma presidente! — ficaram para as calendas gregas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =

Nenhum comentário

marins cunha em 02 de setembro de 2012

SOCIEDADE DE IMBECIALIDADES......... OS GASTOS NAS UNIVERSIDADES COM PESQUISAS SEM FINALIDADE, COM PROFESSORES AFASTADOS, COM NEPOTISMO, ALUNOS ESTUPIDOS, HOSPITAIS SAQUEADOS, REITORES GASTADORES SAEM DOS LIMITES..... O POVO QUE TRABALHA NÃO SUPORTA..... DILMA CORTA E PASSA A FACA.....VC NÃO E TERRORISTA ?

Corinthians em 05 de setembro de 2011

Setti, Acho importante lembrar que se fosse feita uma auditoria na UNE e nos responsáveis pelas confecções de carteirinhas estudantis que o abuso e o lucro da entidade são desproporcionais. É método desta entidade de picaretas vender carteirinhas estudantis para quem não estuda. Isso eu vi de perto.

Pedro Luiz Moreira Lima em 04 de setembro de 2011

Amigo Setti: Passei a conhecer a UNE com 12 anos,ganhei o compacto(explica para os mais jovens) - "O povo canta" musicas Subdesenvolvido,C.Lira e Ruy Guerra, Trilhãozinho,Se o grilheiro vem pedra vai e João da Silva do Grandeeee Billy Blanco - caso as queiram escutar no site do Franklin Martins vai encontrar. Confesso que me empolguei, mas com 12 anos e estar na UNE seria uma precocidade exagerada.Com 13 para 14 anos a vi ser destruida,incendiada e por pouco os que estavam lá mortos e massacrados. Vi na antiga TV Tupy e jornais a famosa "Queima dos Livros" em nada dever ao "saudoso" 3 Reich,sei que muitos o acham "saudoso"mas se escondem atrás de "democratas"de plantão. A UNE foi posta fora da Lei, passou a existir de forma clandestina e seus militantes presos e mortos como o caso do Grande Honestino Guimarães seu amigo e depararecido até hoje - Honestino,PRESENTE! Comparar a UNE de antes com a UNE de hoje - comparações impossivel de fazer -uma na DITADURA e OUTRA NA DEMOCRACIA. A UNE apoiar aqui e ali o GOVERNO e não totalmente é um DIREITO COMO ENTIDADE e daí discordar de chamar seus dirijentes de PICARETAS - de certa forma os invejo - fui impedido pela Força e Violencia de exercer cedo minha cidadania - e vejo esses meninos exercendo - seja mais calmo com os meninos. Um grande abraço Pedro Luiz Você tinha 12 anos, caríssimo Pedro Luiz, mas eu já era filiado à UNE de então. Daí as razões da comparação. Apoiar o governo como entidade, a meu ver, só se houvesse consulta geral aos estudantes a quem a UNE diz representar. Diz, porque não tem eleição direta, nem nada parecido. Mas, como sempre, respeito sua opinião. Abração

celsoJ em 03 de setembro de 2011

Putz... 'Empurrar com a barriga' foi cruel.

SCF em 03 de setembro de 2011

Prezada Nena 16:59, se o voto distrital (e quem sabe o voto facultativo também) for aprovado, esse Iliescu certamente não será senador, deputado, vereador, etc. pois ele vai ter de se ver com os ELEITORES, e não esse teatro petralha em que se tornou Brasília e quem gravita em torno dela! www.euvotodistrital.org.br

nena em 03 de setembro de 2011

Quer apostar como Daniel Lliescu será um senador no futuro? Lindeberg, o que foi presidente da UNE, já é, o mesmo que invadiu o local de prova do Provão na sua 1a. edição e tentou obstar a sua realização com métodos bem petistas (quebra pau!) e que hoje é cliente em quarto de hotel do zé dirceu. Se houve quem votasse nele, com certeza muitos votarão tb no Lliescu, embora este não tenha méritos nem prestígio para enfrentar uma eleição direta nem na UNEA, muito menos na UNE. Triste Brasil!

Pedro Luiz Moreira Lima em 03 de setembro de 2011

Amigo Setti e ReynaldoBH. Náo concordo com o termo Picaretas da UNE. 1- A reconstrucáo da Antiga Sede da UNE e uma obrigacáo historica de qq governo pos Constituicáo de 1988, e um predio historico de momentos importantes de nossa historia. 2- Dos opinadores aqui Setti e Reynaldo e eu - provavelmete estariamos em desepero saindo do Predio da UNE em chamas em 1964 - e os outros aqui certamente estariam com os paramilitares jogando coqueteis Molotov e tiros tb na gente.Da[i discordando do Setti e do Reynaldo na dura definicáo dos atuais e antigos da UNE, os reconheco(Setti e Reynaldo)como DEMOCRATAS e SEMPRE NA DEFESA DO ESTADO DO DIREITO - mas discordo dos 2,tachando os meninos de PICARETAS.Quanto criticas ao governo e PT,náo entro no debate, mas incentivando a CRITICA E SALUTAR A DEMOCRACIA. 3 - As ciencias socias nunca foram e nunca seráo respostas de VIA UNICA. O DEFICIT PRIMARIO e POLITICAS ECONOMICAS náo sáo VERDADES ABSOLUTAS e NEM CAMINHAM UNICOS - debater,criticar e NOVOS CAMINHOS devem sim serem mostrados e debatidos. 3 - Finalmente vendo a meninada sentada lado a lado com a Presidenta(e) me causa alegria e orgulho, estudantes e governo ouvindo e escutando propostas. Amigos Setti e Reynaldo sejam menos rigorosos no julgamento da meninada,ja merecem nosso respeito de estarem e brigarem na politica estudantil - e náo somente nos Shoppings. 4 - Aos outros - o odio que possuem para jogarem Coqueteis Molotov com protecáo de um GOVERNO DITATORIAL, náo voltaráo mais - unica alegria minha?o odio faz um mal danado ao corpo - da dor de barriga e dor de cabeca - e sem solidariedades minha. O problema, meu amigo Pedro Luiz, é que me lembro da UNE de meu tempo... Que diferença! Os de hoje são picaretas, sim. Você é que é generoso demais com eles. Esse horror a eleição direta para mim já é suficiente para caracterizá-los como camarilha encrustada num pequeno nicho de poder. Abraço

Denúncia do Arruda Setembro/2010 em 03 de setembro de 2011

Tenho todo o direito de emitir minha opinião aqui, pois este é um blog sobretudo de opinião. E de deletar comentários sórdidos, ofensivos e covardes como o seu, você, que se esconde atrás do anonimato para agredir, já que obviamente não tem argumentos.

PAULO ROBERTO URBANO DA CRUZ em 03 de setembro de 2011

A pauta de reivindicação desta turma é uma piada. Se eles fossem realmente estudantes, estariam preocupados com a falta de laboratórios, com os cortes das verbas das pesquisas, da falta de professores, da falta de melhores condições nas instalações das universidades. Ficar se metendo na política econômica e reivindicar meia entrada é coisa de lunático, pois isto em nada vai melhorar o ensino brasileiro.

antanho em 03 de setembro de 2011

. Caro Setti, . Você é um defensor da liberdade da imprensa e ao mesmo tempo é um "inimigo feroz" de todo mundo que possa te ajudar a defender a tua desejada liberdade eterna da imprensa... . Este ataque a UNE é gratuito, fora do contexto e demente... assim como atacas os politicos em geral, os sindicatos, as ONGs... ENFIM, TODA A SOCIEDADE ORGANIZADA... desnecessário dizer quanto aos partidos de porte (PT, PMDB...), ficando só agarrado aos nanicos como o DEM e PSDB, que devem desaparecer quando o PSD for homologado... . Parece que a esperança tua é que a Imprensa Mundial "da direita" que vocalizas, virá em defesa das arbitrariedades que a imprensa nativa está fazendo... Mas, com a queda do Murdoch, esta imprensa está lutando lá fora para sobreviver... não vai vir para ajudar quem está se suicidando aqui dentro... . A tua forma de agir, que já se espraiou pela imprensa partidária é um suicidio lento... que está adquirindo velocidade... . Você vai ajudar a matar esta "uma particular forma de liberdade de imprensa que vocalizas como a única forma"... E, ela vai ser enterrada e não deixará saudade... . Na lápide terá: "Morreu porque seu dono não soube cuidar...". .

selminha em 03 de setembro de 2011

Setti, o dia em que estes estudantes estudarem de verdade e deixarem de fumar maconha, que embota-lhes o cérebro, talvez poderemos ter esperança no futuro. Com esta categoria de "estudantes", e com as escolas públicas que conhecemos, fica difícil ser otimista.

nena em 03 de setembro de 2011

Ricardo, concordo com você e com o Reinaldo BH, essa turma é picareta demais para representar os estudantes do país. Além de ideopatas sonâmbulos ultrapassados, não tem a mínima noção das necessidades da educação no país, nenhuma visão de futuro e nenhuma vocação altruísta. UNEA é o nome apropriado. Não fosse, estariam atentos à criação indiscriminada de campus Brasil afora, sem as mínimas condições físicas e docentes de funcionarem, ao baixo nível de preparação escolar dos universitários. Fazem média com o governo e consomem grandes verbas para o NADA. Eleição direta já na entidade!

anonimo em 03 de setembro de 2011

Tanto a "presidenta" quanto a UNE só foram a esse encontro cumprir tabela (mostrar que existe um diálogo entre eles). Saiu dali, esquece-se tudo! E a pauta? Caramba! Comissão da verdade? Desde quando isso é preocupação de estudantes adolescentes? Isso não é idéia deles! É tão distante da vida de estudante adolescente quanto perguntar também pelos desaparecidos na Guerra do Paraguai; Mais dinheiro para a educação? Como se o problema fosse dinheiro! Deviam cobrar eficiência, gestão , metas, índices. Colocar sua visão de alunos a serviço de aprimorar o sistema. Mas qual, o negócio é "mais verba"! Principalmente se parte dela for parar na própria UNE. E, por fim, as vantagens indevidas e medíocres: meia-entrada para jogos e competições de ocasião... Para não ser associado a "estudantes" assim é que os verdadeiros estudantes ficam longe da UNE.

wilson em 03 de setembro de 2011

Não estranho afinal vadios só fazem vadiagem.

orlando silveira em 03 de setembro de 2011

A UNE é dirigida por picaretas, mantidos com dinheiro público. Nunca é demais lembrar que a entidade já foi presidida por Zé "CHEFE DE QUADRILHA" Dirceu. Teria começado ali sua desmoralização?

Markito-Pi em 03 de setembro de 2011

Seria útil, caro Setti, se V. nos informasse se este Liescu é estudante de que e onde. A um colega aí aaixo: Zé Dirceu nunca foi presidente da Une.Presidiu a UEE, em SãoPaulo.

*Mari Labbate*44% em 03 de setembro de 2011

POR AFINIDADE, OS IGUAIS APROXIMAM-SE!!! Mas que sugestivo trio, para receber o futuro da NAÇÃO!!! COITADOS... VÃO ESTUDAR, IRMÃOS... E TRABALHAR, COMO EU FIZ E TANTOS OUTROS FAZEM...

Fernando em 03 de setembro de 2011

Sei nao, picaretas, mamando nas tetas do governo enquanto usurpuem a palavra "social"... talvez saia dali uns Genoinos, Marcos Aurelios "top top" Garcia ou Jose Dirceus, o perfil eles tem. Prezado Setti, sem um autentico federalismo, nao vejo como a sociedade poderah resolver nossos problemas; eh preciso aproximar o poder aos cidadaos, encurtar o caminho entre o problema e a solucao e fazer que a conta dos problemas seja paga por um numero menor de contribuintes que, assim, serao mais cientes dos custos destes grupos de aproveitadores da coisa publica. []s!

José Geraldo Coelho em 03 de setembro de 2011

Quem decide sobre meia entrada nesses evento são os governos paralelos do Comitê Olímpico e o da FIFA/CBF. Fim do superavit primário é coisa que qualquer estudante entende como impossível. É uma piada que estudantes de verdade sabem que é impossível. Já sas várias modalidades da meia-boca a UNE é catedrática.

Noah Shuster em 02 de setembro de 2011

Sabem quando esse País vai ser desenvolvido? Nunca. Está tudo dominado. Uma grande parcela só quer uma boquinha.

Fabiano Soares em 02 de setembro de 2011

É impressionante o quão ridículos são os "estudantes" brasileiros. Na verdade, são o reflexo do povo que, na imensa maioria, só quer mordomias, mas nem imagina que alguém acaba pagando por elas. Esses dias, no jornal diário regional da rede globo aqui em MS, fizeram uma reportagem na fila do seguro desemprego...TODOS os entrevistados - devidamente ofuscados por manchas em seus rostos - disseram que não iam até a sede do Ministério do Trabalho porque lá teria alguém oferecendo emprego e isso eles não queriam (um deles disse que já trabalhou muito: 2 anos e 8 meses)! Daí ficavam em uma fila em um posto avançado só para pedir o seguro...esse é o Brasil. Esse é o perfil humano que esses estudantes refletem. Esse é o futuro dessa nação, que já acabou, só estando à espera de alguém para apagar a luz. A meritocracia foi extinta, por aquele sujeito que estava na presidência até o ano passado, quem, também, incutiu na cabeça de um monte de "estudantes" disputas que até então não existiam, como por cotas raciais, fazendo com que - mais uma - bomba relógio seja armada no Brasil. Mas deixa para lá, teremos meia-entrada na Copa...

Matheus em 02 de setembro de 2011

Nâo publico insinuações ofensivas.

lima em 02 de setembro de 2011

Acho que deveria ter uma outra entidade de estudante nacionalmante, para fazer contraste com a Une, assim, como é nos sindicatos ex. CUT, Força Sindical... Que represente realmente os Estudantes, que não fiquem fazendo politica e babação de ovo daqueles que compram a consciencia da diretoria da entidade.

Roberto em 02 de setembro de 2011

Setti, E você querendo saber quando começarão as manifestações da UNE contra a corrupção no governo. Tenho inveja do seu otimismo e sua esperança. Estou esperando, sentadinho, caro Roberto. Esses picaretas me tiram do sério.

J.R.Monteiro em 02 de setembro de 2011

A UNE é tragicomica. Sempre foi pelega e inutil, mesmo durante a ditadura. Nunca representou estudantes de verdade, só estudantes profissionais a soldo de algum aglomerado pseudo político. Tenho 65 anos, vivi a ditadura e a repressão. Na meu tempo de universidade a UNE promovia passeatas onde só iam office boys pois eles pagavam a condução, lanches e outras coisinhas. O Zé Dirceu e outros se destacaram nessa mediocridade. Nunca representaram os estudantes e o máximo que conseguiram foi a carteirinha de estudante para meia entrada.

Reynaldo-BH em 02 de setembro de 2011

É comum que tenhamos vergonha por terceiros. É aquele incômodo que nos assalta quando vemos ridículos ou farsantes expondo o indefensável, em nome do absurdo, usando argumentos impublicáveis. A UNEA ultrapassa esta barreira. Não dá sequer para sentir vergonha. Só raiva. A UNEA é hoje uma instituição de PILANTRAS que se valem de um puxa-saquismo intenso para ganhar o que, pela profissão, não ganhariam. Pois demonstram total incompetência para ter sucesso em qualquer profissão. Exceto na de acólitos e amestrados em busca de algum troco! Este é o país que o PT nos quer deixar? Esta é a herança? Quantas organizações são domesticadas à custa de dinheiro, compradas? Quanto tempo levará para que estudantes se rebelem e criem uma nova União de Estudantes? Quanto tempo? Pode ser em uma sala de algum DCE. Não precisa ser no prédio de 13 andares a ser construído na Praia do Flamengo. Que viajem de ônibus. E não em aviões com hotéis pagos pelo Governo Federal! Espero que todos (sem exceção) venham a ser funcionários públicos, como o atual e ridículo ministro dos Esportes. Em qualquer outra área, será exigido competência. E honestidade. Artigos em falta na prateleira dos amestrados. Que tenham meia-entrada em todos os Jogos da Copa! Afinal, eles jamais iriam a um jogo! Venderiam os ingressos com algum ágio! Quem vende consciência não consegue não vender ingressos! Minha esperança é que convivo com universitários todos os dias. E estes, os verdadeiros, tem até receio de se envolver com a UNEA. E, quando inevitável, um profundo sentimento de vergonha! Eles, os verdadeiros, são em maior número! E são muitos! O Brasil está se notabilizando por ter jornalistas que são a favor: camponeses que não distinguem galinha de marreco; perseguidos de ditadura que jantaram lula a doré na cadeia e por fim, estudantes que são amestrados e sequer estudam! Um dia, tenham certeza, a gente vai cobrar esta conta!

Marco em 02 de setembro de 2011

Amigo Setti: É meu amigo, a turma do privéligio não cansa de propostas desonestas, e o Governo não cansa de concordar com as exigências desses grupos q são sempre tratados de forma especial. Abs.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI