PROTESTOS: Recuo de Temer não esconde que fracasso do “plebiscito” é derrota duríssima para Dilma

A bomba do mico do “plebiscito” estourou no colo de Dilma, embora Temer é quem tenha colocado a cara para bater (Foto: Ueslei Marcelino / Reuters)

Não adianta disfarçar, não adianta colocar o pobre vice-presidente Michel Temer para, não sem coragem, colocar a cara para bater e anunciar, ele próprio, o arremesso de toalha do governo à desvairada proposta de fazer um “plebiscito”, em absurda correria, para promover uma suposta “reforma política” feita em cima dos joelhos de forma a vigorar já em 2014.

Não adianta: a derrota política humilhante, acachapante, terrível explodiu no colo da presidente Dilma Rousseff.

É uma derrota pessoal e intransferível, embora saibamos que a proposta do “plebiscito” embutia enfiar goela abaixo do país determinadas medidas de alto interesse do PT — e não das ruas, que ela supostamente pretendia acalmar com o anúncio.

“Plebiscito”, se houver, será daqui a mais de UM ANO — misturado às eleições de outubro de 2014.

E para valer só em 2016, em eleições municipais que contam pouco para o lulopetismo. Na verdade, na hipótese de ser aprovado, para vigorar efetivamente daqui a mais de cinco longos anos, nas eleições gerais de 2018…

Ficou exposto no triste e humilhante episódio, como nunca antes, a falta de capacidade e de visão política da presidente. Mesmo que não tenha sido sua a ideia original desastrosa do “plebiscito”, ela aceitou de bom grado esse cavalo de Troia embrulhado como solução à indignação popular e assumiu sua paternidade — não obstante, do ponto de vista formal, a coisa tivesse que passar pelo Congresso.

Como Temer, o alto comando do PMDB e do próprio Congresso, além de outros líderes da base parlamentar aliada, perceberam que não passaria, a toalha foi arremessada.

O traquejo político, qualidade essencial de um presidente da República, revelou-se rarefeito, se não inexistente em Dilma já quando a presidente não preparou minimamente, e com um mínimo de antecedência, a reunião com governadores e prefeitos em que anunciou a “bomba” que viria hoje a implodir.

Não houve conversas preliminares nem sondagens com os convidados para a reunião — algo obrigatório em conclaves desse porte.

Além do mais, antes de lançar a ideia, por provável inspiração dos Rui Falcões da vida, ela não consultou nenhum dos líderes partidários de sua própria base de sustentação, não consultou os presidentes da Câmara e do Senado e tampouco raposas experientes que ajudam a dar suporte a seu governo, como o senador José Sarney (PMDB-AP).

Agora, quando, espertamente, políticos em bando — sobretudo os do PMDB — tiram o corpo fora, o mico fica na mão da presidente.

E o enorme desgaste também.

Não importa que Temer haja voltado atrás (leia reportagem do site de VEJA), pressionado que foi, obviamente, pelo Planalto. Até a nota em que recuou pisa em ovos, reconhecendo, implicitamente, que o “plebiscito” continua sobre a mesa para tentar salvar a face de Dilma.

Vejam só esse item da nota:

Embora reconheça as dificuldades impostas pelo calendário, reafirmo que o governo mantém a posição de que o ideal é a realização do plebiscito em data que altere o sistema político-eleitoral já nas eleições de 2014“.

Vejam bem: “o ideal” seria a realização do plebiscito de forma a valer para 2014.

O “ideal”, para o governo.

Ou seja, agora passou apenas um tênue desejo de que esse objetivo seja alcançado.

Mas esse “plebiscito” é um mico, e a presidente pagará um preço alto pelo fracasso de uma ideia infeliz e natimorta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 1 =

Nenhum comentário

  • Isaias

    Enquanto Dilma não tiver a seu favor um fato impactante de dimensões cósmicas, a situação crítica da presidente tende a piorar até o final de 2014.

  • CLAUDIUS

    A Governanta tem o seu cérebro baldio.

  • Maria Jose

    O que será que ela vai inventar agora?
    O circo está divertido.

  • Alberto Farias

    Agora será a vez do Temer ser desmoralizado pois o verdadeiro ‘dono’ do PMDB é o Eduardo Cunha, que já avisou que não aprovará nada este ano. Aguardem os próximos capítulos.

  • pedrusko

    O que o PMDB está fazendo aí…Segurando o abanador.
    Parece um eunuco.
    Quem sabe essa aliança leve os dois partidos para o buraco negro da história.

  • Ciro Lauschner

    O que mais me impressiona é a subserviência do chefe de um partido político de tão rica historia como o PMDB.Virou um vira-latinha que encolhe o rabo e baixa a cabeça entre as patas em sinal de submissão.Ulisses Guimarães, Tancredo Neves e tantos outros históricos do PMDB humilhados por uma rabugenta ****** a qual ajudou a colocar no mais alto topo da nação.Espero que surja dentro dêsse partido alguem que levante a voz, caso contrário que acompanhe o PT para o lixo da história.

  • indignada

    Cuidado com o criador da Dilm****, isso tudo pode ser o tão falado e desejado GOLPE PETISTA. Quem conhece lula sabe que elle se desfaz de seus “cumpanheiros”quando não é mais interessante para seus delírios de poder. E em Dilm****A é só um peteleco. Lula e seus puxa-sacos estão louquinhos para dar um chega-prá-lá na monarca e assumir, de vez e de direito o poder através da prostituta-mor-PMDB.

  • moacir 1

    Setti,
    Eu vinha afirmando há dias que não passaria.Por quais insanas razões a PresipostA se prestou a pagar esse mico,eu não consigo nem imaginar.Ella é muito “pouca prática”.
    Desmoralizada a esse ponto e mais perdida do que um cego num tiroteio caboclo, que enredo os Puppeteers inventarão agora para essa Criatura?
    É criatividade demais + neurônio de menos
    Abraço

  • MILTON FEZES

    7:A Dillma é honesta e está com a razão, o Lulla é honesto e está com a razão, o Henrrique Allves é honesto e está com a razão, o Renan Callheiros é honesto e está com a razão, quem critica essas illustres personallidades tem dor de cotovello, dá-lhe Dillma!!!!! dá-lhe Lulla, é Lulla-llá!!!!!

  • Igor

    Eu acho que a grande derrota é dos eleitores que nela votaram!
    Ela, Da. Dilma, esta cantando e andando com tudo o que está acontecendo.
    Diferentemente de nós, os politicos do PT estão um passo adiante da evolução e são impermeáveis à opinião publica.

  • Biagione Rangel de Araújo

    Realmente o Temer está colocando a cara pra bater, embora sua nota tente passar a idéia de que a culpa é do planalto, quando insinua que época desejo do governo. Acredito que essa está sendo a oportunidade para a sociedade brasileira defenestrar esses 2 partidos do planalto, para o bem do Brasil.

    Na realidade o povo foi para as ruas para pedir a saída de quem está no comando dessa nação, como mostra matéria da Contas Abertas, que destaca a incompetência da gestão do Partido das Trapaças que de 2003 a 2012 deixou de realizar R$ 160,00 bilhões do orçamento em saúde, educação, estradas e outros. Isso sim é o que o povo na rua clamou e não plebiscito. Portanto, insistir nessa aberração só vai ajudar a defenestrar essa corja de seus palácios e, pelo para uma coisa vai servir, livra o país desses embusteiros, assim fará um bem danado a todos nós.

  • jose geraldo

    Que motivo,sr.Setti, já nem digo razão,o teria inspirado a usar dessa blandície com o sr.Temer,o apóstata de suas próprias lições de direito constitucional,e que agora as sacrifica subserviente a uma presidente voluntarista? O Poder vai fundo e corrompe consciências e idéias…

  • PAULO SÉRGIO/SÃO JOSÉ/SC

    O GOVERNO DILMA/LULA ACABOU. Se ele não renunciar, teremos um moribundo até 2014.

  • Maria Augusta

    Nem sempre o ideal é possível. Para o povo brasileiro, o ideal seria que essa corja estivesse na cadeia. No entanto, estão no governo.

  • pierre

    Chamar o Temer de pobre vice-presidente é esquecer que o “home” é conhecido como um especialista em Direito Constitucional e sabia ,muito bem, que a Dilma, mal assessorada, estava fazendo uma “nerda” com a ideia do plebiscito!
    E ainda levou, com o sinistro da justiça, ao Legislativo, as diretrizes para o pleito!
    Se isso não é má fé, só pode ser falta de rumo!
    Elles estão mais perdidos que goleiro da seleção… espanhola! Eh,eh,eh!

  • jose augusto da silva porto

    Não dá para publicar ofensas e xingamentos, caro José Augusto. Critique, mas não ofenda, e aí publico sem problemas, tá?
    Abraço

  • JOSÉ CARLOS WERNECK

    Prezado Setti,
    O meu entusiasmo durou pouco.

    Hoje de manhã, Michel Temer foi taxativo ao afirmar que não haveria tempo para um plebiscito para uma reforma política com efeitos nas eleições de 2014.
    Como autor de uma obra de Direito Constitucional, fulminou, a hipótese de o plebiscito sobre a reforma política aprovar mudanças válidas já para as eleições de 2014 . Depois de reunir-se com lideranças da base aliada na Câmara, o vice destacou não haver tempo hábil para a aprovação de propostas, mas, reiterou que a consulta popular, ainda, está mantida.
    “Não há mais condições – e vocês sabem disso – de fazer qualquer consulta antes de outubro. E, por isso, qualquer reforma que venha só se aplicará para as próximas eleições e não para esta”, afirmou. A consulta popular, segundo ele, deve ser realizada no segundo turno do pleito de 2014 e as alterações provenientes entrariam em vigor nas eleições subsequentes. “A maioria dos que discutiram aqui está optando pelo plebiscito junto com as eleições de 2014, no segundo turno”.
    Pensei:
    Até que enfim,uma voz de bom-senso,ao meio de tanta bobagem dita,nos úlimos dias,pelos “juristas”do Governo formados pela “WKIPLEDIA UNIVERSITY”.
    Trocadilhos à parte:
    NADA A TEMER
    Pouquíssimas horas de suas declarações, o vice-presidente recuou. Em nota, disse que o “governo mantém a posição de que o ideal é a realização do plebiscito em data que altere o sistema político-eleitoral já nas eleições de 2014”.
    As afirmações do vice causaram mal-estar no Palácio do Planalto e irritaram a presidente Dilma Rousseff. Logo depois, a assessoria da Vice-Presidência da República distribuiu nota informando que “o governo mantém a posição de que o ideal é a realização do plebiscito em data que altere o sistema político-eleitoral já nas eleições de 2014”.
    Portanto prevaleceu a abalizada tese dos diplomados pela “WKIPLEDIA UNIVERSITY”.
    E agora então:
    TUDO A TEMER!!!

  • Tucson58SP

    _Eu já sabia!
    _Quem conhece, desconfia!
    _A ocasião faz o ladrão.
    .
    Os 44% dos “não votantes” brasileiros no PT nas últimas eleições, podem gritar com todo seus pulmões essas frases.

  • Roberto Kenard

    Caro Ricardo Setti, li um texto no UOL da BBC de Londres, e quase não acreditei no que lia, tal a ignorância sobre o assunto de quem escreveu. Tratei, então, de escrever o seguinte post no blog: “Egito:
    Turma da BBC acredita que teocracia e democracia não são conflitantes”. Caso interesse a você e seus leitores, pode ser lido aqui: http://www.robertokenard.com Grande abraço.

    Obrigado, caro Roberto. Vou ler, sim.
    Abração

  • valdir xavier

    Setti, isto é uma comprovação de que neste governo não se faz NENHUM planejamento, no que comprova suas incompetências pois não sabem e não conhecem nada, e só pensam em se perpetuar no governo. Eles tem que desaparecer para sempre.

  • joel pinheiro

    A pressa é inimiga. Dá imperfeição.

  • Sylvio Haas

    Gostei do achado “cavalo de Troia” para o povo – é bem isso, mesmo!

  • edson rosalvo

    Concordo com o sr. Sylvio Hass, é um cavalo de Troia para o povo, cai como luva.

  • Rodrigo

    Caro Rodrigo, não publico em nenhuma hipótese sugestões de ruptura da ordem constitucional.

  • VAQUEIRO DO ASFALTO

    Meu caro, o Temer está temeroso com seu resto de futuro. O PMDB, fisiologista que é, serpente que serpenteia o poder, não está nem aí para ele, e ele se alia a eLLes, PTralhas, tentando salvar o resto do incêndio. Ocorre que o incêndio (Plebiscito) foi em tanque de gasolina. Explodiu. POOOOOOOOOOOOUUUU. Não ficA NADA SOBRE NADA. A governanta vai ter que abraçar mais essa derrota. E eu aqui, de camarote, tomando meu “12 anos”, ganho honestamente, e não os “35 anos do Lulla****, sugado do bolso do povo.Aqui fico vibrando e torcendo. E votando. Contra eLLes, claro. Avante brasileiros. A hora é chegada.

  • josevar

    Caro Setti. É no que dá quando se cerca só de incompetentes.O aparelhamento do Estado é a marca registrada do PT, o que tem levado o Brasil a ser motivo de piadas mundo afora.Não podemos nos esquecer que a presidente se reuniu por duas vezes com Franklin Martins antes de soltar as asneiras em rede nacional. O pior é que ela não reconhece a burrice que cometeu ao propor uma Constituinte e posteriormente um plebiscito.É DUREZA !

  • pamela

    Cada dia uma barbeiragem maior…este governo prova que serve mesmo é para gastar dinheiro com MARQUETEIROS com propagandas populistas e bolsa qualquer coisa. Agora na hora de mostrar ser capaz de conduzir um pais se mostra despreparado e mal assessorado. Vide inflação, corrupção, apadrinhamentos, aumento de ministérios. Só esqueceram que o povo não é tão bobo, que aqui não é a Venezuela e gostaria que fosse investigado a ajuda do BNDES a empresários e mensaleiros.

  • Hunter

    A mais nova trapalhada desse desgoverno:
    O vice presidente e o ministro dizem algo para em seguida serem contrariados pela chefa decadente.
    PMDB e PT estão em franca decadência com Dilma, Lula, Jose Cardozo, Michel Temer, e os aviadores Renan Calheiros e o presidente da câmara

  • Bruno Sampaio

    Bem, Setti, o que esperar de alguem que virou presidentA porque apareceu numa reuniao com um laptop debaixo do braco, o que impressionou deveras o Nosso Guia. Caramba, ela tem um laptop, deve saber MESMO tudo sobre gestao!
    =desculpe a falta de acentos= E de parenteses tambem, caramba!

  • flavio

    Efetivamente a idéia vem da cupula do pt incluindo o recluso lula que quer ver essa dona desmoralizada para tentar ele ganhar as eleições. Na verdade ela não governa é nada é cobra mandada.

  • ari alves

    Ah, eu só me interessaria por um plebiscito se fosse incluída alguma coisa sobre os direitos de nós, gays.
    Pelos direitos dos gays! Pelo casamento gay! Pela adoção de filhos por nós, gays!

  • jandira gomes

    He,he,he, as “baratas alopradas” continuam baratinadas, ainda sob o efeito das bombas de gás lacrimogênio e gás de pimenta das ruas. É só tiro no pé e tiro n’água. Suas excelências (argh) dizem e desdizem, sobre o tal do plebiscito. A gerentona, semana passada, deu uma volta nos aliados e resolveu tudo sozinha; dessa vez, os “aliados” via vice-presidente, resolveram enterrar o tal do plebiscito para este ano , junto com o aloprado da vez, ministro da Justiça…blag, blagh, blagh, a timoneira deste barco que já começa a derivar, berrou, esperneou lá da Bahia, onde se encontra, e lá foram as “baratas tontas” desdizer o que haviam dito; volta tudo como era antes, plebiscito este ano, para valer para as eleições do ano que vem. Será que Freud decifraria as mentes atrapalhadas de
    políticos tão fracos e debilóides, como os que povoam o mundo político desta sofrida Pátria amada?

  • amauri moraes

    sobre os problemas do gover e ireparavel sua estrutura social ,,,, so mesmo o SENHOR JESUS para direcionar um novo tempo novas formas de sociedade , costumes , transportes , outra nova sociedade governada por ele , SIM ELE JESUS , FILHO DE DEUS DO UNIVERSO , AMEM ……..

  • carlitos

    E a Presidenta Dilma não cortou na carne ainda!!! Tá esperando o quê? Continua gastando nosso dinheiro a rodo e maquiando as contas públicas, desgovernando com um mastodonte de 39 ministérios. Realmente, ela não quer entender o clamor das ruas.

  • Odivar Meneghetti

    Além da total incompetência do lulopetismo e os demais partidecos alugados, comprados e alienados, os petralhas pensaram que iriam eternamente nadar de braçadas cujo objetivo era transformar o PT num partido único com ajuda do marketeiro João Santana.
    Para clarear a memória destes populistas e comunistas que estão atualmente no poder segue aqui uma frase do maior estadista de todos os tempos:
    “pode-se enganar alguns o tempo todo, todos por algum tempo, mas não se pode enganar a todos o tempo todo” LINCOLN.

  • The Wall

    Mico maior que paga é o país, elegendo incapacidades política e administrativa à cadeira presidencial, por anos a fio. A conta, agora, chega salgada às mesas, públicas e políticas. Menos mal que a pública foi às ruas, assumindo o erro de deixar o desmando político mandar. No político, agora, o desmando é entre eles próprios. Azar dos que não possuem habilidade de negociar, pois o governo acaba antes do prazo de validade… Estamos com a nau à deriva, ainda ao sabor dos ventos que, embora não exatamente favorável, não trouxe maiores tormentas. Ao menos para o público, pois aos políticos, a água está na linha do afogamento.

  • Paulo Terracota

    Ao apagar de tarde o que falou de manhã o Temer teve que engolir um sapo, do tamanho do Pacaembu.

  • ETDS_br

    O “poste” entortou,entortou, foi virando,caindo…Agora está quase estatelado no chão.Para o bem do Brasil, essa farsa ambulante está a 17 meses de ganhar o olho da rua.

  • Pedro

    A Dilma fez o mais mais perfeito papel de idiota e pior, o fez com convicção. Deve ter ensaiado por horas a fio diante de um espelho conseguir dar a entonação pedida pelo João Santana, para dizer enfaticamente que iria fazer um plebiscito para uma reforma política. FAIL!!!! Como diria o povo numa manifestação: “Agora Chupa!”

  • ze do matogrosso

    Não publico nada que se refira a uma quebra da legalidade constitucional.

  • Miro

    Reforma tem que começar com a redução de Ministérios. Não existe carreira para políticos. Paguem apenas um jetom pela presença na Câmara ou no Senado. Fim para os Suplentes. Tem que ter sido votado. Fim das mordomias.

  • Márcia Freitas

    Meu Deus que casal mais feio!!

  • ari alves

    Ai, eu A-DO-REI ess Maycon Freitas, que concedeu entrevista às Páginas Amarelas de Veja.

    Quando veremos aquela lindeza toda aqui no blog?

    Nós, gays, também temos direito a ver boniteza!

  • Marmello

    Dilmá diz que os brasileiros são inteligentes,não entendi!, ela leu isso ou falou espontaneamente, falar que somos inteligentes, deve ser algum provérbio búlgaro.

  • Paulo Roberto Martins Almeida

    Grande Ricardo Setti, me parece que você é mais moderado que o Augusto Nunes e o Reinaldo Azevedo, mais parabéns pelo seu trabalho, embora eu não concorde com algumas coisas eu respeito.

    Muito obrigado pelo respeito, caro Paulo Roberto. E discordar é natural e saudável.

    Quanto às diferenças entre os blogueiros, isso é muito bom, não é mesmo? Cada um tem seu estilo, suas opiniões e seu jeito de ser. Diversidade é bom e democrático, não é mesmo?

    Um grande abraço e… continue com a gente!

  • joaol

    a dilma e o pt querem a Venezuela,se não tomarem cuidado,o povo vai fazer um egito.

  • joaol

    esse sabujo se transformou num menino de recados, tudo pelo poder,mesmo que se tenha de passar vergonha!

  • calebi

    Joga a toalha Dilma,não vê que perdeu!Ninguém está aguentando mais esse vai não vai,sem fim.

  • Augusto

    Caro Setti, o que houve com o artigo do J. R. Guzzo? Foi censurado??? Não consigo mais localizar. Abs.

    Meu prezado Augusto, por que algumas pessoas, como, por exemplo, você, imaginam que algo aqui seja ou possa ser “censurado”?

    Quem censuraria? O titular do blog sou eu. Ninguém lê nada no blog antes de eu publicar. Os blogueiros dispõem de liberdade absoluta para opinar e publicar o que lhes parecer melhor.

    E como, e por que, seria “censurado” alguém que é de VEJA, como Guzzo — além disso o grande artífice do sucesso da revista, da qual foi diretor de Redação por quinze anos?

    Por que imaginar, logo de cara, em vez de outra possibilidade, a levemente paranoica hipótese de “censura”?

    Isso NÃO EXISTE aqui no blog.

    O excelente artigo do Guzzo, por sua extensão, foi programado para o fim de semana. Mais precisamente para amanhã, sábado, às 15 horas. Por engano meu, foi ao ar antes disso.

    Então eu o retirei e o reprogramei para o dia e hora predeterminados.

    Um abraço

  • Epitáfio Mordaz

    Então, temos na praça um neologismo:
    PLEBISMICO…

  • Nena

    O que é que fez o Temer voltar atrás? Foi só a cara feia da presidanta? Um murro na mesa? Grito?Promessa de coloca-lo no castigo? Ou tem mais coisas que a gente ainda não está sabendo?

  • Fredy

    A presidente Dilma confirmou que nâo manda ninguem, acredito que por conta disso, não vai mexer nos 39 ministerios (bilionarios) ;o ministro Manteiga vai continuar (a pesar de sua fracasada gestão), o dinheiro público vai continuar sendo mal usado em obras faraônicas (tren bala), a corrupção vai continuar,etc. O PT e o governo continuam com a sua soberba e não escutam o clamor das ruas.

  • pd

    Trocando em miúdos a declaração de nosso vice-presidente: “O governo mantém a posição de que o ideal é” … rasgar a constituição!
    São ladrões safados? É o que parece estar implícito nas declarações. Mas poderiam ao menos serem inteligentes. Bastaria olharem alguns livros de história, e descobririam que nenhum sistema político é eterno. É inevitável que mais hora ou menos hora a maré vire. Durante algum tempo os mais espertos podem ficar na crista da onda, mas ao virar a maré, serão os mais honestos que ficarão com a bola, e vice-versa. Nessas horas, alguns feitiços viram contra os feiticeiros.
    À essa altura de suas vidas já deveriam saber que a própria vida é uma eterna luta entre os espertos que por vezes são safados (mas que fazem a sociedade progredir), e os honestos que por vezes são pedantes (mas que dão sentido à vida). Parece que esta velha dicotomia vem sendo discutida – no ocidente – ao menos desde os filósofos pré-Socráticos, e não há previsão de que deixe de existir.

  • Francisco Cioffi

    Eu quero saber quando vão ser divulgados os gastos com cartão corporativo da Rose Noronha, a Marquesa de São Bernardo, A Blindada. Quando vão reduzir os 39 ministérios regados com os mesmos cartões. Quando vão ser reduzidos os mais de 20 mil cargos comissionados dos cumpinchas. Os gastos nababescos em hotéis estrangeiros levando toda a entourage junto. Esta senhora não se toca ? Depois de mandar o partido abafar a Cpi da Delta agora quer a toque de caixa reforma política ?

  • leo

    Quem escreve um “comentário” como este está precisando de remédios e de tratamento psiquiátrico. Suma daqui.

  • ZM

    Alguém surpreso? Esse filme estava escrito nas estrelas, sem precisar sequer de bola de cristal. Fim do petralhismo, fim de lulla ******* e de dilma postal. Não tem e nunca tiveram projeto de pais, mínima noção do que fazer, a não ser se perpetuar no poder para acesso livre aos cofres do tesouro.Bando de incompetentes.

  • ronaldo

    Caro Ronaldo, lamento muito deletar seu comentário, mas, como exaustivamente venho explicando aos amigos do blog, e consta das regras para publicação de comentários que têm chamada permanente na home page, não publicamos textos escritos somente em maiúsculas.
    Conto com sua colaboração da próxima vez.
    Obrigado

  • ronaldo

    Caro Ronaldo, lamento muito deletar seu comentário, mas, como exaustivamente venho explicando aos amigos do blog, e consta das regras para publicação de comentários sobre as quais há chamada permanente na home page, não publicamos textos escritos somente em maiúsculas.
    Conto com sua colaboração da próxima vez.
    Obrigado

  • ronaldo

    Prezado Setti: o que deve ser feito para que nas próximas eleições o vice seja votado pela população?

    Caro Ronaldo, basta uma emenda constitucional. Mas não sei se é uma boa ideia. No passado, sob a vigência da Constituição de 1946, não havia “chapas” para a Presidência, e se podia votar para presidente em alguém de um partido, e em vice em candidato de outro partido.
    Isso cria uma situação potencialmente absurda de um presidente eleito com determinadas posturas, ideias e propostas, caso precise ser substituído, possa ver-se sucedido por alguém que tenha orientação diametralmente oposta.
    Em 1961, tivemos uma brutal crise — foi o “ensaio” para o golpe militar de 1964 –, quando um presidente conservador (Jânio Quadros) renunciou e os então ministros militares (cargos que não existem mais hoje) resolveram que o vice populista João Goulart não poderia tomar posse.
    O Congresso achou uma saída improvisada e desastrosa, que foi instituir correndo um parlamentarismo de opereta para que o presidente não tivesse poderes.
    Em 1963, num plebiscito, Goulart recuperou os poderes para ser deposto em 1964.
    Getúlio Vargas, antes disso, foi eleito com um vice, Café Filho — que o sucederia após o suicídio do presidente, em 1954 –, de orientação política completamente diferente.
    Não gosto da ideia, portanto, mas ela pode ser levada adiante pelo Congresso, se assim for a vontade da maioria.
    Abraço

  • leo

    Você nem sabe o que espera!

  • jise

    quantas vidas perdida com a ma gestao dos petrlhas.

  • Denise Rocha

    Mais um golpe de casuísmo dos petralhas abortado, o desgoverno é total e a rainha está nua!

  • ricardo

    Me preocupa ver que na verdade esses políticos continuam a criar cortinas de fumaça. Plebiscito, leis e mais leis. Mas começar a cortar gastos do congresso e afins, e realmente investir em transporte , educação e saúde, nada. Espero que o povo não arrefeça. Esse momento pode ser único. Não podemos disperdiça-lo

  • Observador100

    Caro Setti, ainda é cedo para comemorarmos. Esta quadrilha tem um arsenal enorme e não vão desistir assim tão facilmente. Penso que está na hora das manifestações recrudescerem. Caso contrário vamos para o buraco. Se deixarem eles incluem até o “controle social da mídia” no pacote. Aluta tem que continuar!

  • João Marcos

    A senhora Dilma Vana Rousseff personaliza a derrota. Já entrou derrotada em um governo mal acabado pelo seu antecessor.
    Para o bem do País podemos dizer; “FORA DILMA” !!!

  • Jefferson

    O PT insiste no plebiscito pra botar Lula na TV, eis a verdade.
    A insistência do governo e do PT em realizar este ano o plebiscito sobre reforma política, mesmo sabendo que não há tempo de aprovar as mudanças para vigorar em 2014, foi percebida pela oposição como uma manobra para expor o “ex-pizidenti” Lula na TV; assim, ele poderia fazer campanha pra si mesmo, e ainda tentar recuperar a desgastada imagem de sua cúmplice.
    O mineiro que não é bobo, Aécio Neves, pelo menos foi esperto neste caso, chamou as idas e vindas do governo em relação à reforma política de “farsa”.

  • Adalberto Roberto

    O PT insiste na “constituinte exclusiva”, censura à imprensa e outras “cositas bolivarianas” más.
    Sem povo e sem a rua, os petralhas lançaram, ontem, uma nota desesperada, onde conclama a militância a participar dos protestos de onde foi expulsa.
    Parece ter sido escrito 50 anos atrás…
    Veja no link abaixo:
    http://www.pt.org.br/noticias/view/nota_da_comissaeo_executiva_nacional_do_pt

  • Caio Frascino Cassaro

    Prezado Setti:
    Estive fora do país desde o dia oito de junho. Acabei perdendo a farra, embora estivesse acompanhando tudo lá do velho continente. Houve um dia até em que eu comecei a escrever um texto, porém dona Cris me deu um cartão vermelho e eu enfiei a viola no saco.
    Bem, é muito bom estar de volta. E, sem querer ser chato, gostaria de lembrar a você um comentário que lhe encaminhei logo após a eleição de dona Dilma e que me rendeu alguns epítetos como “canalha” e “golpista”, além da sua discordância, obviamente civilizada e educada, com relação a alguns pontos do texto. Tomo a liberdade de lembrar, em linhas gerais, o que escrevi então:
    1- Dona Dilma era uma pessoa de caráter autoritário.
    2- Dona Dilma não era petista de origem, estes últimos sendo obrigados a engoli-la goela abaixo pelo namoradinho da dona Rose.
    3- Pelo descrito no item anterior, os petistas não tinham lá grande apreço por dona Dilma.
    4- Em função da herança maldita, previ três coisas: alta da inflação, crescimento em baixa e balança comercial deficitária em 2013 (bingo!).
    5- Com as coisas dando errado, o PMDB cairia fora do governo e o Garanhão de Garanhuns diria à presidente: “Dilminha, ti vira que o “pobrema” é teu. “Num” tenho nada com isso.” O PT, bem, o PT nunca morreu de amores por ela. Não iria ser na crise que se tornaria um cônjuge apaixonado.
    6- A soma de tudo isso geraria duas coisas: um “pato manco”, que é como os americanos se referem a um político que perdeu apoio em ambas as casas legislativas, e, no caso de um grande escândalo de corrupção que enlameasse o avental da auto intitulada faxineira do planalto, o impeachment seria o desfecho lógico.
    Hoje, com o derretimento da autoridade presidencial e a incapacidade de gerenciar uma crise que até agora só mostrou o dedo do gigante, o escândalo de corrupção pode nem chegar a ser necessário para a queda da presidente. Me disseram que há um abaixo assinado na internet pedindo o impedimento de dona Dilma – com o que não concordo.
    Assim, de tudo aquilo descrevi como provável, só falta o impeachment, pois um “PATO MANCO”, a presidente já é. Àqueles que me dirigiram impropérios, aceito o pedido de desculpas. E de você, amigo Setti, me despeço com um grande abraço e com alegria por estar de volta em sua casa, porém fechando o comentário com o célebre e chato “Eu não disse?”
    Um abraço

    Prezado Caio, bem-vindo seja! E você nunca é chato. Suas contribuições ao blog, sua energia em defender suas ideias e a clareza com que as expõem são um patrimônio deste espaço.
    Um abração

  • Kitty

    Caríssimo Ricardo,
    Nestes dias tenho acompanhado bastante todos os acontecimentos que abalaram o Brasil, no bom sentido da palavra, porque foi um grande despertar do povo brasileiro..era como um globo se enchendo, enchendo até explodir..uma maré humana tomando conta das ruas portando infinidades de banners, cartazes com inúmeras frases sobre tudo o que achavam que estava errado no Brasil. E com razão!O artigo do jornalista J. R. Guzzo é um luxo. Brilhante nas suas colocações. Fantástica a explicação sobre a “reforma política” que o PT quer fazer e, que sempre esteve na pauta do petismo, esperando apenas a oportunidade de emplacá-la. O plebiscito é outra tentativa de desviar a atenção dos protestos que surpreenderam a presidente Dilma e o entorno. Claro e sem dúvidas, que o plebiscito é um instrumento legitimo de consulta popular, porém, poderia servir também de pretexto para outros fins, por exemplo, o que seria uma simples reforma política poderia virar uma reforma constitucional a partir de perguntas solapadas não relacionadas ao tema ou formuladas com um sentido não muito claro ou ambíguo, a tentação é forte, real,pois como bem sabemos, quando manipulada a democracia pode servir a propósitos nada republicanos como abuso de poder e perpetuação no poder..exemplos não faltam na nossa região!
    Estão todos, governo e Congresso como baratas tontas, sem encontrar um caminho que leve a soluções e não a trambiques e tapeações, pensando de que nós e os irados manifestantes somos idiotas e que com algumas jogadas de jerico, poderiam passar a perna e, assim, conseguir acalmar a voz rouca das ruas. Erraram, porque não foi uma reforma política nem um plebiscito que o povo pediu nas ruas, e nenhum dos pontos da consulta anunciada toca nos temas principais que levaram aos manifestantes exigir: melhorias no transporte urbano, na saúde, na educação e na segurança. Os governantes em vez de desviar o foco, poderiam ter juntado todas as frases escritas nos cartazes e nas faixas e trabalhar sobre essas reivindicações, mais do que justas e pertinentes..mas, é óbvio que isso não seria do interesse deles! Imagine, se iriam levar a sério a renuncia de Calheiros ou Alves..a duras penas conseguiram aprovar o voto secreto no julgamento de malfeitos de parlamentares envolvidos em crimes de colarinho branco, a controvertida PEC 37 e transformar o crime de corrupção, em crime hediondo! A jogada da presidente é dizer que ela ouviu as vozes de protesto, e fez tudo o que estava au seu alcance para dar uma imediata satisfação aos protestos, mas o Congresso pouco disposto de abrir mão das muitas exigências dos manifestantes, brecaram a iniciativa que a postulante de “estadista” de meio neurônio lhes propôs…A arrogância que a popularidade pré-fabricada do marqueteiro Santana e das pesquisas, como diz Augusto, compradas em lojas, não avisaram a Lula, a Dilma e aos arrogantes e bajuladores petistas entronados no governo que, no mês de junho do ano 2013, levariam o susto de suas vidas!!!
    ( Ricardo, não consegui enviar este comentário no no link: http://goo.gl/1zwQK. Ao clicar no link aparece que a página não existe ou foi movida).
    Um abração//Kitty

  • ari alves

    Já disse e re-pi-to: nesse plebiscito, eu só votaria se houvesse alguma coisa sobre o direito de nós, gays. Viva os gays! Viva o casamento gay!

  • Artur Souza

    De caxirolas a plebiscitos, Dilma não perde uma chance de dar vexame. O episódio da caxirola foi cômico, mas o plebiscito é assunto sério. Não tem nada a ver com o que o povo está pedindo nas ruas. Seu objetivo, como você escreveu, é enfiar goela abaixo do país medidas de alto interesse do PT. Ainda bem que fracassou. O que é bom para o PT costuma ser muito ruim para o Brasil.

  • Marilene L'Abbate - São Paulo

    ADOREI: “Fracasso de plebiscito é derrota duríssima para Dilma”. Força, paulista Michel Temer!

  • Milton Simon Pires

    JURAMENTO DE HIPÓCRATES NA VERSÃO DO PT

    Milton Simon Pires

    Eu juro, por Lula, eterno presidente, por Dirceu, Dilma e Rosário, e tomo por delatores todos os deputados e senadoras, cumprir, segundo meu dinheiro e ambição, a promessa que se segue: estimar, tanto quanto a meus correligionários, aquele que me ensinou esta arte; fazer conta comum e, se necessário for, com ele partilhar meus bens no exterior; ter seus eleitores por meus próprios comparsas; ensinar-lhes esta arte, se eles tiverem necessidade de escondê-la, sem delação e nem prova por escrito; fazer participar dos lucros, das licitações e de todo o resto do orçamento, meus filhos, os de meu chefe e os aliados no congresso inscritos segundo os regulamentos da organização, porém, só a estes.
    Aplicarei os regimes para o bem do povo segundo o meu poder e entendimento, nunca para causar benefício a alguém. A ninguém darei de graça, nem remédio necessário nem um conselho que induza a alívio. Do mesmo modo não darei a nenhuma mulher a chance de escapar sem assédio.
    Conservarei imaculada minha conta e meus bens em nome de terceiros.
    Não praticarei caridade, mesmo sobre um voto confirmado; deixarei essa operação aos cabos eleitorais ou para os médicos cubanos que disso cuidam!
    Em toda a casa, aí entrarei para o meu próprio bem, mantendo-me longe de todo doente pobre e de toda a sedução menos para os prazeres do amor, com as mulheres ou com os homens livres ou escravizados por compromisso de voto a cabresto.
    Àquilo que no exercício ou fora do exercício como ladrão e no convívio da classe política, eu tiver visto ou ouvido, que seja preciso divulgar, eu conservarei inteiramente secreto até que me seja útil colocar na internet.
    Se eu cumprir este juramento com fidelidade, que me seja dado gozar felizmente da vida na organização, honrado para sempre entre os eleitores; se eu dele me afastar ou infringir, o contrário aconteça depois que eu conseguir sair do país com passaporte falso.

    Porto Alegre, 1º de julho de 2013 – AVC (antes da vinda dos cubanos..)

  • Básico!

    O “ideal” do PT, NUNCA é bom para o país.

  • Ronaldo Barra

    Abaixo o plebiscito. Plebiscito é embromação!

  • Augusto

    Olá Setti. Quanto a resposta em relação ao excelente artigo do Guzzo, não imaginei “censura” da sua parte ou do blog. Talvez tenha me expressado mal. Um forte abraço.

    Está mais do que desculpado, caro Augusto.
    Um grande abraço

  • João Prim

    Dilma e seu Governo estão colhendo exatamente aquilo que plantaram e muito mal durante 10 anos, juntamente com o Lula. Aliás, qual é o objetivo de o Lula se esconder agora? Será que ele não está incentivando muitos atos contra a sua cria, para ocupar o seu lugar em seguida e vir novamente como salvador da Pátria? Espero que o eleitor não acredite nisso novamente, pois PT já é bananeira e que nem deu cacho, mas já está podre.

  • jfaraujo

    Essa idéia de plebiscito, assim como aquela da assembléia constituinte, são assuntos muito complexos e perigosos, complexos demais para a cabecinha da Dilma, parecem ser conselhos vindos de alguém com intenções muito ruins, um certo ex-presidente que, durante o seu governo, gostaria muito de ter tido a oportunidade de convocar uma mesma constituinte para se reeleger indefinidamente, para destruir a autoridade dos poderes judiciário e legislativo, e jogar as massas desinstruídas contra a oposição. É o momento da Dilma demonstrar autonomia, mesmo que seu governo esteja indo pro abismo, e não deixar que conselhos errados venham a consolidar o caos em nosso país.

  • Kitty

    Caro Ricardo, sem dúvidas o plebiscito é uma cortina de fumaça para o governo sair do olho do furacão e, o vice, depois de ter levado pitos da fera ferida: a prepotente e soberba Dilma, volta atrás e acaba apoiando a instalação da consulta popular. Seguindo os conselhos da marquetagem, Dilma diz ter ouvido a voz das ruas, que “crê na inteligência do povo brasileiro” e não acredita, nos que dizem que o povo é incapaz de entender(o plebiscito) porque as perguntas são complicadas”. Se tivesse mais de uns poucos neurônios, saberia que as ruas continuam a dizer o contrario….Complicadas, Dilma, não são as perguntas, mas as respostas que o governo teima em dar à população que foi muito clara em enumerar numa longa lista quais são suas verdadeiras reivindicações. Plebiscito e reforma política,feitas em forma afoita, só interessam a Sra. e ao seu partido,o PT!!!! O vice Michel Temer conheceu a fúria da arrogância e baixou a cabeça!!! Agora vamos escutar a voz dos Congressistas, se o plebiscito vai ou não vai…para tirar o governo do atoleiro em que se meteu sozinho. Pagaremos para ver a arte de persuasão do cacique do PMDB M. Temer e logo saberemos se “habemus” plebiscito ou não!É bem provável que vai levar mais um sonoro NÃO!!!//Um grande abraço, Kitty

  • JOBINO

    Entre o tempo de governo da Dilma mal administrador, é isso a resposta, tentou fazer um plebiscito como fosse uma capa pra esconder o que esta errado no Brasil, para abaixar a poeira dos protestos para acalmar os protestantes mais não deu e nem vai da certo, porque estamos revoltados com esse governo que agem quando lhe convém, o Brasil tem que mudar mais não é com plebiscito Sra. Dilma é com atitudes, quebrando o mal pela raiz e plantando uma boa semente para colher uma boa safra no futuro, eu too falando da educação saúde investimentos nesses setores para população, se for fazer plebiscito ou criar algum tipo de lei será para beneficio próprio dos hipócritas, porque eles não querem ver o povo se dando bem porque seria um mal negocio para eles…AO ELEITOR ESPERO NAO TER GENERALIZADO…

  • Aurélio Alves de Vasconcelos

    Critique a mim ou a minhas ideias, a não à revista. Este blog não é “a revista”, é apenas um blog independente que pertence ao site de VEJA.

  • LUG

    O autor de toda esta situação continua mudo e quedo na África, como se nada tivesse a ver com as atitudes da presidente Dilma, imposta por ele a seus adoradores como a presidenciável ideal.