Image
O Kubang, da Maserati: grife italiana exclusiva, mas feito nos EUA

Para os puristas, certamente será algo próximo a uma heresia. O fato é que uma grife para poucos, pouquíssimos, se rende a uma tendência do mercado: a Maserati, parente e concorrente da Ferrari no segmento de altíssimo luxo para automóveis, está lançando um jipe — ou SUV, como queiram –, ao estilo do Grand Cherokee americano, com vários pontos mais de exclusividade e de preço, para concorrer com outra joia do setor, o Cheyenne, da alemã Porsche.

É uma das grandes novidades do Salão do Automóvel de Frankfurt e estará à venda em 2012.

Outro grande tabu rompido: um mítico, italianíssimo Maserati será produzido nos Estados Unidos — mais exatamente, na mesma fábrica no Estado de Michigan de onde saem os Jeep Grand Cherokee, devido à associação entre a americana Chrysler, detentora da marca Jeep, e a italiana Fiat, que possui entre outras as grifes Ferrari e Maserati.

Image
O Porsche Cayenne: alvo do lançamento da Maserati

A impressão digital da marca italiana, porém, estará por toda parte, a começar pelo poderoso motor V-8 da nova geração de máquinas concebidas por Paolo Martinelli, chefe do departamento mecânico da marca, que tem mais de 30 anos de experiência nos esportivos Ferrari e também na equipe vermelha de Fórmula 1. O bicho terá um câmbio automático de 8 marchas.

O toque peninsular estará, claro, principalmente no design. O Kubang é único, embora compartilhe a grade do motor com os Maserati Quattroporte e GranTurismo e o chassis com o Grande Cherokee — neste caso, por imposição de custos.

No vídeo abaixo, quem gosta de carro verá todos os detalhes possíveis e imagináveis do poderoso Kubang:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =

9 Comentários

Think tank em 21 de setembro de 2011

Isso ai com certeza não é Jeep ou GP (General Purpose) a começar pelos pneus de perfil baixo e tudo indica que é montado sobre carroceria monobloco, portanto sem rigidez estrutural para ter uma suspensão adequada nem distancia suficiente com o solo para off road. Se nas estradas e ruas tupiniquim até pneus com perfil 75 danificam, imaginem 40 ou 45, vai até a roda para o lixo.

jose em 21 de setembro de 2011

Ricardo Comente a informação que importadora chinesa nacionalizou carros, antes da medida de aumento do IPI.

JT em 21 de setembro de 2011

A Maserati não existe mais, como uma marca autêntica, há pelo menos 40 anos. O mesmo vale para a Jaguar, Aston Martin, Bugatti e outras, que foram engolidas pelas grandes fabricantes como Fiat, Ford e VW. Tais marcas foram reduzidas a grifes, simples etiquetas que se colocam do lado de fora da roupa - no caso, da carroceria. Portanto, essa cafonice amplificada, que será a SUV da Maserati, não incomoda aos puristas. De minha parte só vou jogar a toalha quando a Alfa Romeo aderir ao mau gosto, ou quem sabe a Morgan, para ficar numa marca bem mais restrita. Esses dias vi uma dona montada numa SUV: seus óculos escuros cobriam as maças do rosto e não dava para ver as sobrancelhas, mas isso não escondia sua empáfia ao volante. Ela não dava seta e fechava os demais "carrinhos" da avenida sem a menor cerimônia. Perdi ela de vista depois que cantou os pneus numa freada de rotatória e arrancou bruscamente. Um espetáculo da ignorância, provavelmente patrocinada pelos cascalhos de um marido bem ocupado. Agora, mais ridículo do que fazer financiamento para comprar uma SUV, é pagar os tufos por esses "sub-minis" que estão lançando na praça. O que antes era carro popular do pós-guerra, virou brinquedinho de madame. Este mundo é um hospício.

Amadeus em 21 de setembro de 2011

- Uma amiga deu-me uma precisa descrição desses carrões: "Complemento de pau" -

Tuco em 20 de setembro de 2011

. Calma lá! Ferrari não tem nada de altíssimo luxo, e sim de altíssimo desempenho! E, mesmo que eu não concorde (pela radicalidade...) o que dizem por aí é que a Maserati nada mais é que uma Ferrari de pobre... http://lc4.in/jhD3 by celeraman+ .

Paulo Bento Bandarra em 20 de setembro de 2011

Você falou em jeep, ou jipe, como quiser. Como tal ela não serve. Estou me baseando no seu texto. No que você escreveu. Agora, se formos discutir as linhas para um carro urbano, as qualidades examinadas seriam outras. Como um veículo urbano ela é bonita, funcional, faróis e lanternas estilosas, anda bem no asfalto, tem um pouco de dificuldade no trânsito lotado das nossas vias urbanas superlotadas, pelo tamanho, bem como para estacionar em lugares apertados. Em Shoppings e super-mercados ela tem espaço. Mas falou em JEEP!!! Como SUV, que não é JEEP, tudo bem. É um luxo! . O termo SUV abreviatura "Sport Utility Vehicle" (Utilitário Desportivo em português) usado pelos norte-americanos designando veículos fabricados a partir de chassis de caminhonetes. . É um tipo de veículo especialmente popular que combina bom espaço interno para passageiros com a versatilidade de carga de uma Pickup. São objetos de desejo pelo status aos quais são associados. Caracteristicamente, são veículos de porte avantajado, normalmente derivados de caminhonetes, e apresentam uma configuração de design e interior em alusão aos veículos familiares conhecidos por "peruas" ou SW (station wagons). Ou seja, a capota estende-se até o fim do veículo, e internamente dispõem de banco traseiro e porta-malas. São carros tamanho família e uma boa parte deles é portado de uma terceira fileira de bancos, podendo totalizar até nove assentos para passageiros. . Jipes são: Willys/Ford, Bandeirante, Engesa, Defender, Troller, Marruá, Javali, Niva, Cross Lander, entre outros. . Tracker, Hillux, Pathfinder, Pajero, Discovery, Blazer, X-Terra, Rodeo, Cayenne, X-5, Range Rover, Tourareg são, no máximo, SUVs. Opinião do 4X4BRASIL.

Paulo Bento Bandarra em 20 de setembro de 2011

Já pensou colocar um quebra mato, um potente guincho na frente desta afrescalhadinha e colocar o carro na lama? Fala sério, isto aí é para madame ir ao super quando o marido está trabalhando. Acha que o dono colocaria o pé na lama com ela? Coisa horrorosa, essa Maserati, não, Paulo? Hahahahaha....

Paulo Bento Bandarra em 20 de setembro de 2011

De jipe ele não tem nada. Só para andar na selva de pedras em grandes aventuras para ir ao super-mercado ou ir de asfalto em viagens. Nasce sem vocação alguma para o qual foram concebidos os verdadeiros off roads. Os desbravadores, lameiros, aventureiros que percorreram o mundo fora estrada, por semanas e meses, tanto na paz, como na guerra. Vai contra o conceito mundial de menos consumismo e mais economia de material de energia. Responsabilidade social, resumindo.

Ricardo Amaral em 20 de setembro de 2011

Isso não é Maserati assim como o Cayenne não é um Porsche.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI