Será que, nesta 3ª feira, o novo presidente dos EUA — Obama ou Romney — conseguirá bater o campeão mundial de votos, o presidente da Indonésia, Susilo Yudhoyono?

Em matéria de número absoluto de votos, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, é o segundo chefe de Estado eleito diretamente mais votado da história, com os 69,4 milhões de votos que obteve quando de sua primeira eleição, em 2008.

Será que Obama consegue superar esse total nas eleições da próxima terça-feira, ou sua posição acabará ocupada pelo rival republicano, Mitt Romney?

O recordista imbatível ainda é o presidente indonésio Susilo Bambang Yudhoyono. Sua reeleição – a segunda em eleições livres na Indonésia – para um segundo mandato de 5 anos, em 8 de julho de 2009, com 73,8 milhões de votos, deslocou para segundo lugar sua própria façanha de cinco anos antes, quanto obteve 66,3 milhões de votos.

Vamos mostrar, neste post, os 15 governantes mais votados em todos os tempos.

O segundo, pelo menos até terça-feira, é Barack Obama, com os 69,4 milhões de votos obtidos em 2008.

Segue-se em terceiro lugar, na lista dos eleitos campeões de votos, o próprio Susilo e os 66,3 milhões de votos de 2004.

O quarto posto é do ex-presidente americano George W. Bush, em sua reeleição em 2004, com 60,6 milhões.

O Brasil está bem na lista: o quinto mais bem colocado é Lula, na reeleição em 2006, quando alcançou 58,2 milhões de sufrágios.

Nesse ranking, o sexto posto cabe à presidente Dilma Rousseff e seus 55,7 milhões das eleições de outubro de 2010.

O sétimo, ao falecido presidente americano Ronald Reagan, reeleito em 1984 com 54,4 milhões de votos.

A oitava posição é também de Lula, em 2002, com 52,7 milhões de votos.

MEDVEDEV, PUTIN, BUSH PAI…

Com duas exceções, os demais campeões de votos de todos os tempos são americanos, já que, entre países de população maior que a dos Estados Unidos, ou não existe o presidencialismo (a Índia), ou não existe democracia (a China).

E, evidentemente, a ordem da lista é relativa, porque quanto mais recente o presidente eleito, mais beneficiado ele terá sido pelo crescimento populacional.

A lista é a seguinte:

9º) O presidente russo Dmitri Medvedev, com 52,5 milhões de votos em 2008.

10º) George W. Bush, em sua primeira eleição, em 2000, com 50,4 milhões;

11º) O presidente russo Vladimir Putin, em sua reeleição, em 2004, com 49,5 milhões (em sua volta ao poder para um terceiro mandato nas eleições de maio passado, ele teve menos votos — 45,5 milhões);

12º) George Bush pai, em 1988, com 48,8 milhões;

13º) Bill Clinton, ao ser reeleito em 1996, com 47,4 milhões;

14º) Richard Nixon, na reeleição em 1972, com 47,1 milhões;

15º) Ronald Reagan em sua primeira eleição, em 1980, com 43,9 milhões;

Jimmy Carter quase entra na relação, com os 40,8 milhões obtidos em 1976. Fernando Henrique Cardoso seria o seguinte, na reeleição, em 1998, com 35,9 milhões.

Para o recorde do presidente indonésio cair nesta terça-feira, a diferença de votos entre Obama e Romney ou vice-versa precisa ser grande, e a abstenção num país em que o voto não é obrigatório necessitaria ser pequena, combinação difícil de ocorrer.

Teoricamente, é possível derrubar a marca, já que a população dos Estados Unidos — 312 milhões de habitantes — supera de longe a da Indonésia, com seus 243 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =

Nenhum comentário

  • Mãozinha

    Eu acho que devia ser colocada a porcentagem pra ficar mais claro quem teve realmente mais votos, pois EUA tem muito mais habitantes que os outros países citados. Por essa ótica os estadunidenses sempre terão mais votos.

  • Betty

    Nao podemos deixar de lembrar q no Brasil o voto é obrigatório, por isso temos dois brasileiros na lista!

  • Sidnei

    Uma ressalva. Devemos considerar que no Brasil há segundo turno.

  • claudio

    Creio que a votacao valida para Lula eh a do primeiro turno. Ele nunca ganhou uma eleicao no rpimeiro turno. Quem conseguiu isto foi FHC. Se FHC fosse para o segundo turno teria uma votacao maior.

  • Ismael Paulista do ABC

    Então “o cara” é Susilo Bambang. Lula, coitadinho, vem depois do Jorgibuxi…KKKKK

  • Not funny...

    Lá o voto é obrigatório como na Cleptolândia ou é um direito do indonésio?

  • veiaco

    Isto dó confirma uma coisa: Com raras exceções a unanimidade é burra.

  • Oliveira

    Ola Setti

    Um pequeno bemol. É preciso não comparar uvas com ovos. Por isso gostaria de sugerir que:
    1- Deve-se comparar o numero de votos em relaçao ao numero de eleitores. A Indonesia tem 121,504,481 eleitores logo o presidente teve APENAS 60.80%, já na Rússia, Putin em 2004 teve 71%

    2- E também se o voto no determinado pais é OBRIGATÓRIO ou não. Pois ai Obama leva desvantagem já que ele teve 52,9 % dos votos onde só 63,9% dos eleitores foram as urnas.

    3- Saber se o regime é presidencialista ou parlamentarista.Como exemplo aqui no Canada, o nosso primeiro ministro foi eleito dentro do seu distrito com 38 mil votos.

    Um abraço

    Suas sugestões são boas. Vou tratar disso. Todos os exemplos apontados são de regimes presidencialistas.

  • Sasa

    Essa lista não tem efeito caro Setti, já que nos EUA a democracia é de verdade, todos esses votos forão obtidos de forma espontanea, já no Brasil onde o voto é obrigatório a comparação fica comprometida, e nem estou computando o bolsa voto, ou melhor família!

  • Nahor Lopes

    Há 1 erro no seu artigo. A Índia tem sim o sistema presidencialista, mas a presidente é a chefe de Estado enquanto o primeiro-ministro é o chefe de governo.

    A Índia é oficialmente uma “República federal parlamentar constitucional”, segundo sua Constituição. É, pois, governada por um regime parlamentarista, no qual o chefe do governo, o primeiro-ministro, é escolhido não diretamente pelo povo, mas por seus representantes eleitos. Todos os presidentes da República dos regimes parlamentares são chefes de Estado, e seus primeiro-ministros chefes de governo.
    Abraços

  • AlexRio

    Alguém sabe se na Indonésia e na Russia o voto é obrigatório? Isso seria fundamental saber para se fazer um cálculo mais correto da percentagem votos/votantes da coisa toda.

  • Charles A.

    Esta matéria compara alhos com bugalhos.Os EUA têm uma população muito maior do que a do Brasil,cerca de 310.000.000 de habitantes, o sistema eleitoral é completamente diferente , o voto não é obrigatório e analfabetos e menores de idade não votam ;além disso, o número absoluto de votos não decide a eleição. No Brasil, o número de eleitores tende a crescer sempre muito,pois ,além do crescimento populacional,é permitido o voto até do cachorro da família, se isso for conveniente ao poderoso de plantão.Lulla é campeão de votos e de safadeza política, o que fala muito a respeito de nossa “democracia” e de nossas urnas eletronicas.Além disso, considera-se o quê? Os votos do 1º ou 2 º turnos que inexiste nos EUA?

  • gilmar

    Só tem brasileiro por que o povo brasileiro não tem direito a voto.Tem obrigação de votar,se não paga multa.