Referindo-se em público à presidente como “a Dilma”, Lupi diz que só sai se “abatido à bala”. Vocês se lembram que Orlando Silva se dizia “indestrutível?”

Lupi: num país mais civilizado, estaria demitido até pela entrevista que concedeu (Foto: Agência Brasil)

Amigos do blog, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse hoje que “ainda” não há indícios sólidos sobre envolvimento do ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), no esquema de roubalheira existente em sua pasta e divulgado na edição de VEJA que está nas bancas.

O ministro, pois, ainda não foi para a marca de pênalti.

Mas, quem sabe, num país mais civilizado, poderia até ir, pelo tom grosseiro, próximo do cafajeste, com que se houve na entrevista coletiva que acaba de conceder.

Vou pinçar uma só declaração do ministro. Vejam que beleza:

— Duvido que a Dilma me tire, ela me conhece muito bem. Para me tirar só abatido à bala –e precisa ser bala forte porque eu sou pesadão”.

Entre outras demonstrações de finesse, temos aí um ministro que se refere, em público, durante entrevista coletiva, à presidente da República, sua chefe e principal autoridade do país, como “a Dilma”.

Quanto a só sair do cargo abatido à bala, lembremo-nos de que o último ministro a ser fuzilado, Orlando Silva, do Esporte, se disse, antes do esborrachamento, ser “indestrutível”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 2 =

28 Comentários

  • Eduardo

    O Orlando era ‘porcelana’ 1,99. Esse gorducho vai desmanchar como picolé ao sol.

  • Diocleciano

    Um Ministério tem muitos funcionários; então não é porque algum funcionário esteja envolvido em ilícito que, necessariamente, a culpa seja do ministro. Há que se averiguar.
    Suponho que seja difícil para um ministro ter controle sobre todos que trabalham no ministério.

  • Geraldo

    Palocci, Nascimento, Rossi, Novais, Silva e Lupi. Resta saber quem será o próximo.

  • Em “Antologia de Contos Brasileiros”, o autor, num conto delicioso, dá ciência aos leitores de que havia um reino onde o rei, sempre que ia a
    caça, consultava seu ministro do tempo. Como a maioria dos ministros, aquele não era menos puxassacos que os outros. Disse ao rei que o tempo seria o melhor possível, que não choveria, etc., e tal. No caminho da caçada, sua majestade encontrou um camponês que puxava um asno pelo cabo, e que tinha dois balaios cheios de hortifrutis… De bom humor, o rei se dirigiu ao campônio, que lhe avisou que haveria grande mudança no tempo, e que iria chover. Risada geral. A comitiva, semelhante a do Sarney, riu, sem saber o porquê. Como um camponês ignorante poderia entender de tempo, se o ministro de sua majestade afirmara que o tempo seria ótimo para caçadas? – Foi meu asno, alteza. Quando ele alterna as orelhas, poderá ventar. Quando as coloca sobre os olhos, tempo firme. Quanto estão viradas para trás, muita chuva. Mais risada. Bem, para encurtar o caso, só de escaldapé, o rei pagou uma semana. Demitiu, e ainda colocou sob grilhões o ministro do tempo, deu aposentos reais ao agricultor e, mal dos males, nomeou o asno para ministro do tempo. Aí é que se deu o erro, pois daquele dia em diante, todos os asnos do reino quiseram ser ministros.

  • Marco

    Amigo Setti: Esse segue a risca. A lei de Getúlio Vargas: “Os ministérios se compõem de dois grupos. Um formado por gente incapaz, e outro por gente capaz de tudo”.Abs.

  • Natal

    Esse “duvido que a Dilma me tire” é mais que uma afronta (que mesmo eu detestando Dila, acho que como presidente, ela não tem de ouvir), Setti, é um desafio. Parte de alguém que, ou tem bala na agulha, ou está em completo desespero; é a fala de um destemperado. Vamos ver se a”gerentona” é mesmo, hum… “macho” e vai mandá-la catar coquinho ou virá com o velho “temos inteira confiança no ministro”…

  • Caio Frascino Cassaro

    Prezado Setti:
    Como assim, “a Dilma”? Além de tudo o sujeito não tem nem compostura nem educação. A presidente tem que ser tratada com mais respeito por esse cidadão, que é seu subordinado e lhe deve um tratamento cerimonioso, a altura dos cargos de que ambos estão investidos. A presidente, até o momento,tem se conduzido com recato e discrição condizentes com o cargo, bem ao contrário de seu antecessor, e deve por isso mesmo deve ser tratada de acordo com a liturgia inerente a esse mesmo cargo. Quer saber? Você é muito educado, Ricardo. Isso tudo ultrapassa com sobras a cafajestagem. E a culpa é sim do ex-presidente, que deixou essa turma se refestelar no poder e tratar o governo como se fosse um sindicato ou um clube – no caso, clube dos cafajestes. Deu no que deu. Os caras se acham inimputáveis, exatamente como o Apedeuta. Só que a presidente não parece disposta a bancar esses sacripantas, embora também não faça um grande esforço para se livrar deles, que têm caído apenas por conta das denúncias veiculadas pela imprensa e não por uma ação oriunda da vontade política do governo. Por outro lado, esta situação parece vir muito a calhar para dona Dilma, que assim elimina as ratazanas sem precisar comprar briga com o Apedeuta – afinal, o chamado “batom na cueca” não tem como justificar, não é mesmo?
    Um abraço

  • Octávio

    Vocês entenderam mal. Ele quis dizer “bola”.

  • Tuco

    .

    Falastrão.
    Fanfarrão.


    .

  • Dexter

    Mesmo que ele não tivesse intenção de tirá-lo, afora virou questão de honra e autoridade.
    É esperar para ver.

  • Vera Scheidemann

    É incrível como todos eles desempenham
    até o final esse papel lamentável. Nenhum deles
    tem a dignidade de “pedir o boné” enquanto
    rola a investigação. Vão se rastejando
    penosamente até o amargo fim. Que vergonha !
    Vera

  • *Mari Labbate* EMAS44

    SETTI, o Ministro Lupi desafiou o Universo com a seguinte condição: ou o PODER, ou a MINHA VIDA! ESCOLHA FEITA, igual a do “Senhor dos Mares”! Assemelham-se muito, em seus radicalismos! Precisamos tomar cuidado com as palavras que lançamos ao Vento! O Universo possui ouvidos perfeitos…

  • Roberto souza

    É o mesmo roteiro seguido pelos valentões anteriores que foram chutados da esplanada dos Ministérios, só houve algumas adaptações do texto original para melhor se adequar ao momento e ao personagem principal.

  • roberto

    Mala é mala!
    Apesar do Lombrosiano Lupi estar mais para contâiner!

  • Flavio

    A VERDADEIRA REVOLUÇÃO DEVE VIR DO BOLSO!
    Os contribuintes deveriam criar um sindicato, uma agremiação, e decidirem por uma greve em 2012, explico, os grevistas não pagariam o IR de 2012 e segs. até que a corrupção seja varrida do Brasil.
    Pagar R$ 10.000,00 ou mais de IR pra esses corruptos ficarem roubando para o partido ou em benefício próprio é que não dá.
    A idéia é boa, mas alguém tem que coordenar a greve.

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Bem quando existe afirmação do tipo “lombrosiano” mais fico com duvidas da culpabilidade do Min.Lupi.

  • carlos nascimento

    Alguns idiotas – quem seriam, adivinhem – já perderam à modéstia.
    Vários já a vergonha na cara – é cinismo puro – que raça asquerosa.
    Para completar o “ciclo da mediocridade”, estava faltando um larápio emparedar à Presidente, pronto, o ciclo se fecha, ele disse na lata ” duvido que a Dilma me tire”, quer dizer, tem bala na agulha, agora só resta uma única saída, ou a “dilma” demite, ou definitivamente os brasileiros devem “demitir” a Presidente, não serve para nos representar e tolerar esse tipo de afronta.
    Presidente Dilma, a senhora não é Presidente apenas dessa corja, ainda nos representa, portanto, em nome da INSTITUCIONALIDADE, demita esse péssimo exemplo de……………

  • J.R.Monteiro

    Pois é, a Dilma achava que ele era só incompetente, agora sabe que é ladrão tambem. Já deveria ter sido defenestrado há alguns meses quando ela interferiu diretamente no seu quintal, demitindo seu comparsa. Foi um aviso claro, mas o pateta entendeu errado, achou que era importante e foi em frente na gatunagem. Dançou…

  • ze domatogrosso

    Sra. Presidenta…passa a mão na garrucha, que esse ministro de tão podre, cai com tiro de festim…num gasta munição não, que vem caça grossa por ai…

  • Pedro Luiz Moreira Lima

    Amigos:
    Um dos acusadores do Governador Agnelo – desfez a acusação e disse que foi COMPRADO pela OPOSIÇÃO para dar o depoiemento contra Governador.
    Independente quem esta mentindo ou falando a verdade – a imprensa deveria averiguar sua fonte antes de publicar e agora? como fica? a credibilidade do órgão informador?
    Esta errado!!!uma denuncia deve ser checada e não jogada de maneira irresponsavel como esta sendo feito.Quanto a mim uma saraivada de acusações na base do fulano disse,sicrano falou e fica somente nisso – para mim a credibilidade foi para a cucuia é isso que a Imprensa está a fim?

  • Francy Granjeiro

    Onde os tucanos de SP botaram US$ 1,6 bi da limpeza do Tietê ?Saiu na Folha (*), na primeira pagina
    Poluição no Tietê esta pior do que há 18 anos.
    Na Grande São Paulo, avaliação de 5 dos 6 pontos é inferior à de 1992; gasto foi de US$ 1,6 bilhão.

    Navalha
    Que beleza !
    US$ 1,6 bilhão jogados no lixo.
    Onde foi parar essa grana ?
    Cadê os 90 piscinões que o Padim Pade Cerra ficou de construir ?
    Por que, na campanha fracassada de 2010, o Cerra mandou vender esgoto no Acre ?
    Cadê aquele cano que ele ia construir de Sergipe ao Ceará?
    E Farol de Alexandria escreve no Globo uma catilinária (pobre Cicero !) contra a corrupção nas ONGS.
    Corrupção de ONG …
    Isso é grana que não sensibiliza tucano de São Paulo.
    Tucano de São Paulo é de US$ 1 bi pra cima.
    No metrô
    No Robanel dos Tunganos.
    E nas águas do Tietê.
    Agora no verão, quando a chuva encher o Tietê, o Padim vai dizer que foi Deus.
    Será que foi o Todo Poderoso quem sumiu com o US$ 1,6 bi ?

    Qualquer morador de São Paulo que tenha passado pela Marginal do Tietê ao longo de anos a fio viu o tamanho, o vulto e o ritmo das obras que ali se fizeram, que incluíram a retirada de milhares de toneladas de sedimentos do leito do rio, a eliminação de milhares de pontos de esgotos clandestinamente lançados ao rio, a construção de estações de tratamento pela indústria, com assistência técnica do Estado, a concretagem das margens do rio, para evitar desabamento, e o plantio de dezenas de milhares de mudas de árvores.
    Não sumiu, não. Basta não ter má-fé para constatar.
    Agora, se não resolveu milagrosamente o problema das enchentes em SP é porque a complexidade do fenômeno exige muito mais do que a dragagem do Tietê.

  • Observador100

    Bem feito para a presidente. Quem manda acobertar bandidos. Eles se merecem!

  • Carlos

    Desculpe-me, Carlos, mas seu comentário é grosseiro e ofensivo demais para publicação.

  • José Américo C Medeiros

    No mercado de leilões que se tornou a “governabilidade” lulista esse foi apenas mais um lance da política rasteira a que estamos submetidos.
    Roubam-se, desviam-se, achincalham-se as instituições, afrontam-se a Constituição, mas o objetivo de manter o poder pela união (coligação) nefasta permanece acima de tudo.
    Estamos, e agora a Presidente Dilma, acuados pela mais baixa politicalha jamais vista na “históriadessepaís”.

  • Corinthians

    Pedro Luiz Moreira Lima – 09/11/2011 às 0:57
    E as gravações de conversas que a Globo mostrou envolvendo Agnelo ?
    De nada valem ?

  • GlorInha de Nantes

    Inusitada e celeremente, extrapolou até prá cima da rrousseff, tal a desfaçatez com que exerce o Poder dentro da parte cedida a sua gangue. Sua cabeça, a esta hora, já levou um balaço.
    .
    Nem o partido tem, agora, qualquer razão para sustentá-lo. Ultrapassou o limite. Avançou o sinal. A manutenção de Ministro depende, única e exclusivamente, de quem o nomeou. E a sorte do Ministro está nas mãos da rrousseff.
    .
    Prá sorte dele, não foi nem será decidida a bala. Mas, por uma poderosa bala : __ “Sua situação tornou-se insustentável. Caia fora!” __ dirá a rrousseff, no momento de exonerá-lo.
    .
    Qual o significado de tanta arrogância?! Contra quem direcionou suas frases tão bombásticas?! Tanta empáfia, tanta demonstração de descontrole verbal, prá quê?! Está fora, ministro lluppi! Agora, uma vez fora do Ministério do Trabalho, no lugar de mero jogo de cena, vai ter que trabalhar. Tens comPTência em quê?!

  • Luiz

    Caso a Presidente não demita o Ministro, após as declarações dele, fica a impressão que ela não exerce o seu poder sobre os seus subordinados.

  • Markito-Pi

    E Wagner Rossi, o ” firme como uma Rocha.?”
    Mas, já que este jornaleiro sugere, por que não uma bala?Bem no meio da testa? Por cafajestagem explicita, afora os outros malfeitos.