Image
O planeta Saturno, a 1,6 bilhão de quilômetros daqui, com um volume 764 vezes maior do que o da Terra: pode haver água lá. Enquanto isso…  (Foto: NASA)

Cientistas acabam de descobrir que possivelmente exista água no planeta semi-gasoso que é o gigantesco Saturno, a 1,67 bilhão de quilômetros da Terra — no período em ambos estão mais afastados –, com um volume 764 vezes maior que o do nosso planeta e ao redor do qual orbitam 62 luas, uma delas detentora de atmosfera.

Invejo os cientistas que dedicam suas vidas e carreiras a mergulhar nessas dimensões colossais, incapturáveis — enquanto nós, jornalistas, especialmente no Brasil, somos tantas vezes profissionalmente obrigados a acompanhar picuinhas ridiculamente insignificantes diante da imensidão do cosmo.

Ah, que raciocínio óbvio, que lugar-comum, não?

Pois é, mas é o que me ocorreu hoje de manhã, ao saber da notícia das prováveis chuvas em Saturno.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =

7 Comentários

Kitty em 21 de abril de 2013

Caro Ricardo, Adorei ler este seu desabafo, acredite eu penso o mesmo que você..me fascina ler sobre o espaço porque, no fundo, nutro a esperança de que cientistas descubram a existência de uma outra civilização nalgum planeta, além da Terra. Cada vez que leio sobre a possibilidade de que possa haver água ou apenas vestígios dela e penso que, nesses frios e solitários planetas, um dia poderia ter existido vida ou certas formas de vida..Resisto pensar que estamos sós nesta incomensurável vastidão que é o espaço sideral e, que a nossa bela Terra seja a única que alberga vida! Se fôssemos a pensar na nossa extrema pequenez, na nossa insignificância, tal vez, deixaríamos de ser tão egoístas,mesquinhos, soberbos e, não desperdiçaríamos nossas vidas com coisas irrelevantes, como você bem frisa com toda razão, com picuinhas. Corremos atrás de riqueza, status, poder como se fossemos viver para sempre. Caro Ricardo, adorei este seu rapto de fragilidade perante a imensidão do cosmos. Ricardo, não menospreze a sua profissão de jornalista porque, como você gostaria estar no lugar dos cientistas que escrutinam minuciosamente as galaxias com o intuito de achar vida ou simplesmente água ou ter respostas sobre a nossa origem, eu gostaria ter sido jornalista como você e possuir o seu dom da palavra ou da escrita!! Um abração, caro amigo Ricardo//Kitty

Felippe em 13 de abril de 2013

Fala, Setti. Tem razão. E mais dolorido é notar que o coração da bandeira brasileira vislumbra o espaço sob a perspectiva do 'meu' Rio de Janeiro: O Cruzeiro do Sul. abraços,

Corinthians em 13 de abril de 2013

Setti, Na verdade acho que é um alento - saber que há coisas maiores que a moral de muitos representantes por aqui, e que mesmo com a avançada ciência que a humanidade tem ainda estamos engatinhando em relação à imensidão que é o Universo. Já emendo a sugestão de publicar a ótima entrevista de Fabíola Gianotti que liderou a descoberta do Bóson de Higgs em seu espaço se possível. == E claro, como dis o ditado, perde-se o amigo, mas não perde-se a piada... Soube que Dillma acabou de ler este post e imediatamente colocou as melhores mentes científicas do Brasil - Mercadante, o garoto do Miojo, do Hino do palmeirinha, do trousse, sindicalizados da FFLCH e claro, Mantega para ressucitar o PAC - agora o projeto para acabar com a seca no nordeste vai ser a transposição das águas de Saturno, com previsão de previsão de previsão de quem sabe, sei lá até que pode ser entregue em setembro de 2013. As más línguas dizem que a data de entrega foi fixada pelo marqueteiro João Santana, que trabalha de graça para engrandecer o Brasil, mas isso não foi confirmado oficialmente... afinal oficialmente ele não trabalha para o governo. Ahahahahahaha... Abração, caro Corinthians.

João Augusto em 12 de abril de 2013

Setti, solidarizo-me com voce quando diz que deve debruçar-se sobre picuinhas rídiculas, causando naseas..mas tem-se que ir além do Bojador (Pessoa),neste caso ir além de Saturno.Descupa-me a brincadeira, mas Rita Lee, já o fez, não? Por favor, não se preocupe com o obvio, pois desse modo voce nos ajuda a discernir melhor, as artimanhas, os meandros, as teias, os cantos das sereias. Abraço saturniano Outro grande abraço para você, caro João Augusto.

fernandoboi em 12 de abril de 2013

setti, esta imensidao do cosmo e o tamanho da falta de carater do lula.

Carlos Alberto Boff em 12 de abril de 2013

Ricardo endosso suas palavras e se quiser encher a tela do micro com uma bela imagem do muito belo Saturno, toque Silence - Charlie Haden & Chet Baker: https://www.youtube.com/watch?v=fXZR4zxMDeA Acho que fica bom Abraços. Muito bonito, mesmo, caro Carlos Alberto. Tive o privilégio de ver o Charlie Haden ao vivo e até peguei um autógrafo dele para meu filho Daniel, que, além de jornalista, é músico. Ele escreveu: "Daniel, keep playing!" Abração

Andrea Munhoz em 12 de abril de 2013

Ricardo, De forma alguma acho seu raciocínio óbvio e menos ainda um lugar-comum. Principalmente em um país ainda preso em um eterno "ora, direis, ouvir estrelas". É excelente pensar em termos infinitamente maiores, pois amplia nossa mente, abre nossos olhos, enaltece o caminho que trilhamos.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI