Vejam esta notícia do site de VEJA: o governo de São Paulo reforçou o policiamento na capital para evitar que a onda de “arrastões” empreendida por bandidos em restaurantes estrague o Dia dos Namorados, quando muitos casais saem para jantar.

Deus do céu, que país, este, não? Mais polícia porque… é Dia dos Namorados.

Não poderia ser mais romântico.

Leia reportagem aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − sete =

Nenhum comentário

Jeremias-no-deserto em 14 de junho de 2012

Há uma série de coisas a se considerar nese post.Primeiro, o governador de São Paulo não " aumentou o efetivo policial porque hojé é dia dos namorados", mas o fez como resultado da pressão da sociedade e também dos interessados que exploram o comércio de hotelaria e restaurantes.Segundo, pe estranho que um ato administrativo que visa a segurança da população sucite reação tão adversa, como vista aqui em algunms comentários. Seria o caso do governante simplesmente ignorar a situação, relaxar e gozar, como faria a Marta e deixar o crime organizado tomar conta da cidade?São Paulo tem inqüestionavelmente a melhor polícia do Brasil e tem combatido a criminalidade de forma implacável.Mas esses assaltos não pertencem à mesma família dos crimes de natureza previsível e sob o controle dos organismos policiais.Eles têm o mesmo DNA dos reiterados assaltos aos caixas eletrônicos,das residências, dos shoppings.Não são levados a efeito por um ou outro criminoso, mas é sempre uma quadrilha numerosa que age rápido segundo um esquema tático quase militar.Eles têm a assinatura de organizações criminosas poderosas, provavelmente s mesmas que aterrorizaram a cidade alguns anos atrás incendiando ônibus, carros em um mutirão de violência que deixou a população da maior cidade da América Latina totalmente atônita.Por estranha coincidência, na ocasião estávamos, como agora, em ano eleitoral.A quem interessa criar um clima de instabilidade total da segurança na cidade e indispor a população contra seus governantes, taxando-os de ineptos?Vamos refletir sobre o fato: porque São Paulo, tendo a melhor polícia do país vê subitamente esse tipo de criminalidade organizada aumentar abruptamente enquanto outras grandes cidades do país, dotadas de polícias sem estrutura alguma para combater esse tipo de crime não são perturbadas em suas rotinas de vida? O que explica que só a cidade de São Paulo seja alvo preferencial dos fascínoras?Não me venham com o argumento mentiroso e imbecil que é "culpa do governo tucano". Parodiando a historiadora americana Ayn Rand, os inimigos políticos de São Paulo sabem que os seus governantes atuais não são ruins, mas querem que o povo pense que eles são ruins.

Vera Scheidemann em 13 de junho de 2012

Como o Dia dos Namorados foi ontem, certamente os arrastões hoje já serão liberados... Vera

Ricardão em 13 de junho de 2012

Ixe Ricardão, tá censurando mensagens é !? Posta tudo aí amigâo.

Alex em 13 de junho de 2012

Estado governado por tucano é assim...Vive só de propaganda.

Daniel em 13 de junho de 2012

E peço desculpas publicamente, pelo erro na grafia de palavras. E somente nelas. Sabem como é, o vício do MS Word com telinha de celular. A Sasha Meneguel que o diga.

Daniel em 13 de junho de 2012

Que comentário esdrúxulo, nobre Ricardo. Em qualquer País do mundo, aumenta-se o fetivo em comemorações e festas. Tal data não deixa de ser uma comemoração nacional, assim como, a Copa do Mundo, por exemplo. Mas eu entendo, sua intenção era destacar a insegurança onipresente, a falta de educação (entenda-se: instrução) do povo ladrão-brasileiro, e sua medíocredade. Mas veja o comentário desses infelizes abaixo/acima: você precisa instruí-los melhor. Faça isso pelo Brasil.

dpiresmont em 12 de junho de 2012

Não há investimento em segurança pública. Isso não dá voto. Votos dão as bolsas e, quem paga as bolsas, fica refém de bandidos e assassinos. Não há vagas em delegacias, presídios porque não há investimento, mas o povo continua elegendo o PT, cujo presidente prometeu novos presídios e não cumpriu. O povo reclama da falta de segurança, da saúde pública, da educação, mas continua votando no governo do PT que é responsável - ou irresponsável? - pelas necessidades básicas do país e as trata com descaso. Entre construir e equipar um hospital ou um presídio, o Governo do PT prefere doar para UNE (União Nacional dos Estudantes) 30 milhões pra construção de uma sede. Imaginem! 30 milhões numa sede. Com esse montante construiria e equiparia uma universidade, um grande hospital. Eleitores petistas, são os grandes responsáveis pelas muitas vidas ceifadas pela violência alarmante em todo o país.

Ana em 12 de junho de 2012

Não vejo policiais na rua! só anda aparecendo a turma de direitos humanos pra bandido .

RICARDO em 12 de junho de 2012

RICARDÃO, É o país da impunidade. - É o país em que a menoridade penal abarca todos aqueles menores de 18 anos, independente do crime cometido; - É o país que permite que esse mesmo "menor" ou maior possam ter encontro íntimos (na prisão) com namorada ou companheira para aliviar a tensão causado pelo seu confinamento; - É o país que deixa o já condenado pelo tribunal do júri em liberdade enquanto seu processo não transita em julgado; - É o país que concede progressão de regime, sem que o condenado seja, antes, submetido a exames sobre sua real periculosidade para a sociedade; - É o país que permite ao condenado sair 5 dias por ano, sem qualquer vigilância, enquanto cumpre a sua pena; - É o país em que a pena máxima a ser cumprida pelo detento é de 30 anos, ainda que seja condenado a 300!; - É o país que trata as vítimas de violência com desprezo, enquanto o algoz é agraciado com auxílio-presidiário; É, repito, o país da impunidade.

zecapere em 12 de junho de 2012

Fiquei com vergonha dessa desfaçatez do Governador de Sampa. Moro no Rio Grande do Sul, mas é de corar mesmo. E os demais?

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI