Image
Whitney Houston em foto tirada em fevereiro de 2011 no mesmo hotel Beverly Hilton em que seria encontrada morta (Foto: Getty Images)

A vida é dura e o mundo, muitas vezes, é cruel. Esse truísmo absoluto acaba de se verificar com a cantora Whitney Houston, uma das mais bem sucedidas estrelas pop de todos os tempos, encontrada morta no sábado na banheira do apartamento que ocupava no mitológico Beverly Hilton Hotel, em Beverly Hills, Califórnia.

Depois de frequentar as paradas de sucesso por anos a fio, de abocanhar discos de ouro e prêmios de toda sorte, de fazer sucesso no cinema e de acumular uma fortuna de centenas de milhões de dólares, a cantora, às voltas com inúmeros problemas pessoais e com a adição a drogas, tinha sido esquecida e estava sem dinheiro.

Tal como ocorreu com tantos outros ídolos da música popular — o último grande exemplo foi Michael Jackson –, uma vez morta, suas gravações voltaram a estourar de vender, e a gravadora Sony Music, detentora de boa parte de sua obra, reajustou fortemente os preços de suas canções, em ação muito mal explicada.

Leiam no site de VEJA.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + doze =

9 Comentários

Jogar ou não jogar no google,eis a questão em 17 de fevereiro de 2012

Se ela tivesse praticado o turismo hospitalar isso não teria acontecido

olivia.t. delima em 15 de fevereiro de 2012

É uma pena que isso tenha acontecido.Tinha uma voz linda e suas canções eram muito boas!

Sergio em 13 de fevereiro de 2012

Não entendo como esse povo consegue torrar centenas de milhões de doletas. Torram em poucos anos o que milhares de pessoas não ganharão em uma vida. Deus não dá asas a cobra.

Vera Scheidemann em 13 de fevereiro de 2012

Que pena ! Muito, muito triste. Vera

Luiz em 13 de fevereiro de 2012

Artista que se mete a namorar e casar com artista, tem chances maiores de não se dar bem!!! Enquanto as drogas não bateram à sua porta tudo estava bem! QUE PENA! QUE PENA! Mais uma vida auto-reduzida!

Marco em 13 de fevereiro de 2012

Amigo Setti: Essa era uma das poucas q tinha uma melodia verbal cantante quase como um conjunto sinfônico. Pena q não cuidou d sua vida pessoal. Abs.

Patricia m. em 13 de fevereiro de 2012

Lei da oferta e da procura, no caso da Sony. E nao foi o mundo cruel que destruiu a carreira dela, foi ela mesmo atraves do uso de drogas. A Madonna eh da mesma epoca e esta ai, firme e forte vendendo disco adoidado. Essas celebs problematicas tem comportamento auto-destrutivo e a culpa eh do mundo cruel?

Patricia m. em 13 de fevereiro de 2012

Entao a Sony nao pode reajustar os precos nao? O mercado eh livre, compra quem quer. De mais a mais, discordo que o mundo eh cruel. Ele eh ate bem condescendente com essas celebs auto-destrutivas. A Madonna surgiu na mesma epoca e esta ai, firme e forte vendendo discos adoidado.

duduvieira10 em 13 de fevereiro de 2012

Prezado RS; Uma das vozes mais linda e extraordinária voz que se tem notícia se cala para sempre, assim como a de Amy. Há muito que W.H. já não cantava, tempos atrás ví uma foto sua que fiquei horrorizada, parecia que havia passado um trator em cima dela. Com muita tristeza que lamentamos essas perdas que tantos nos alegrou e agradou. Poder extraordinário do submundo das drogas é uma coisa que não preocupa a sociedade, diante da sucessão de tregédia crescente que abate sobre ela, vítimas das drogas, parece ignorar-se. sds.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI