ATT15452174

Amigos, a malfadada caçada a elefantes na África protagonizada pelo Rei Juan Carlos, da Espanha, continua rendendo no país — especialmente no campo da piada.

Vejam esta genial animação digital, ou como quer que se chame. A interjeição do elefantinho ao ver o jipe que se aproxima um dia já foi palavrão, mas hoje é de curso comum até em horários da tarde na TV.

Pode significar desde um “meu Deus do céu!” até um “pqp” — em geral, mais este…

LEIA TAMBÉM:

Encrenca para o Rei: aparece uma princesa — que não sua rainha — na história da caçada na África

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 14 =

11 Comentários

João Roberto Moraes em 25 de maio de 2012

Obrigado pela amenidade,nesse país de escândalos...!

J.B.CRUZ em 14 de maio de 2012

A ALMA HUMANA É INDECIFRÁVEL...

Raquel em 14 de maio de 2012

Que gracinha!!!

regina em 14 de maio de 2012

"Dê poder a um homem e verás quem ele é"

SergioD em 14 de maio de 2012

Ricardo, muito obrigado pela resposta pronta e completa. Abraços

SergioD em 14 de maio de 2012

Ricardo, a única coisa que estranho no caso do Rei Juan Carlos matando elefantes é o volume de críticas dentro da Espanha. Não conheço o país, nem tenho informações seguras sobre as preferências culturais de seu povo, mas há alguns anos as "Corridas de Touros" eram festivais equivalentes a clássicos como Real x Barça e os "Toreadores" verdadeiros ícones nacionais, como Cristiano Ronaldo e Messi. Como disse, não sei se esses eventos ainda ocorrem, acho que em Barcelona não mais, ou se ainda atraem um público massivo e fiel, assunto que deve ser de seu conhecimento, aliás, profundo sobre a Espanha. Fica aquela pergunta me martelando em minha cabeça: matar touros por diversão pode? Se a cultura espanhola permite isso por que criticar tão duramente um Rei que saiu para caçar elefantes num país que o permite quando a população selvagem cresce a ponto de começar a interferir com a vida das populações? Que pessoas de outros países, que tenham consciência preservacionista (Será que existem realmente?) e não pratiquem matança de animais por esporte critiquem o Rei, tudo bem. Mas numa sociedade que permite a prática violenta e sádica das touradas partirem para criticá-lo de forma massacrante é uma tremenda incoerência. Reafirmo minha total ignorância sobre o alcance que as corridas de touros têm no país hoje em dia, mas pelo volume das críticas dirigidas ao monarca as praças de touros devem viver às moscas. Ou então existe muita hipocrisia na Espanha de hoje. Para mim esse episódio arranha a imagem que fazia do Rei Juan Carlos, mas não chega a embotar a imagem de defensor da democracia espanhola que ele encarna tão bem desde aquela malfadada tentativa de golpe. Abraços Caro SergioD, As corridas de touros continuam atraindo enorme público na maior parte da Espanha, inclusive em regiões onde se questiona a ligação com a Espanha, como o País Basco. Existe todo um mundo à parte dedicado aos touros: "fiestas" dedicadas a santos, semanas taurinas, uma célebre corrida dedicada à imprensa, revistas e sites especializados, transmissões de TV, coleções de livros -- o que você imaginar. Isso se espalha também pelo Sul da França, país em que 63 cidades têm arenas de touros -- algumas cidades de bom porte, como Nîmes, por exemplo. Os toureiros são celebridades estelares, boa parte deles tem muito dinheiro. Na Catalunha, as touradas foram proibidas a partir deste ano, como escrevi na ocasião, com um tom inequivocamente político, como se para dizer "nós não somos como vocês, não somos espanhois". Mas continua existindo em determinadas regiões da Catalunha, e ainda mais protegida como "patrimônio cultural", uma festa chamada "correbous" que, no meu modesto entender, é uma tortura para os touros: colocam uma armação entre os chifres dos animais e, sobre ela, mechas que se transformam em tochas. E as pessoas ficam "brincando" com os touros visivelmente alucinados com essa situação. Já a incoerência que você aponta entre matar touros num espetáculo e matar elefantes na África como um esporte, observo que os touros não são animais selvagens e muito menos estão ameaçados de extinção. Quanto ao prestígio do Rei, mantenho o que escrevi: ficou seriamente arranhado, e está difícil de recuperar, porque, simultaneamente a essa grande mancada, num momento em que a Espanha vive uma crise gravíssima, há outros problemas abalando a credibilidade da família real, a começar por negócios escusos feitos pelo marido da mais jovem das duas filhas do rei, Elena, o ex-atleta e ídeolo do handebol (esporte muito popular na ESpanha) Iñaki Urdangarín. Abraços

Paulo Bomfim em 14 de maio de 2012

Olá, Setti. Vi o vídeo do caçador de elefantes e fiquei impressionado com aquele animal gigante sendo abatido... pra que!? Pra diversão? Enfim, elefantinhos são engraçados, hehe. PS: o nome desse tipo de "imagem em movimento" é Gif, que são algumas fotos organizadas para parecerem um vídeo (veja o link abaixo, do wikipedia - acho que você é um louco por informação também, como eu, hehe). Abração. http://pt.wikipedia.org/wiki/Graphics_Interchange_Format

Teresinha em 12 de maio de 2012

Estou encantada com a graça do elefantinho! Espero que ainda entendam que destruir vidas por prazer fútil é sinal de falta de inteligência humana.

eder em 11 de maio de 2012

kkkkkkkkk...

Kitty em 11 de maio de 2012

Caro Ricardo, reconheço que a piada é muito boa, mas se olharmos para a patética realidade dos últimos acontecimentos, envolvendo o rei J. Carlos, com a muito triste matança de elefantes só por prazer, me pareceu uma crueldade desnecessária para uma pessoa que ocupa uma posição importante que deveria estar fundamentada nos bons exemplos que, inclusive, defende, por um lado a preservação dos animais, e por outro lado aponta para eles e os mata por esporte. Eu perdi a estima ou qualquer admiração que pudesse ter tido por ele. Foi decepcionante! O elefantinho é tão fofinho, alegre, passeando com os seus pares..pense, caro amigo, de repente uma bala certeira no meio da testa e tudo acaba.Muito cruel!Perdoe-me por sem tão sentimental, às vezes até demais, mas tenho pena de ver animais sendo massacrados, maltratados, chutados e mortos pelos homens que deveriam se diferenciar deles por serem racionais, inteligentes e por terem a capacidade de entender o que estão fazendo!!! Um carinhoso abraço///Kitty

Ismael em 11 de maio de 2012

Ótimo. Muito bom.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI