Image
O coronel Mário Sérgio Duarte, que pediu demissão do comando geral da PM do Rio: atitude rara (Foto: VEJA)

Num gesto raro entre ocupantes de cargos de confiança, o comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Mário Sérgio Duarte, pediu demissão do cargo diante do fato de um oficial por ele designado para o comando de um batalhão, o tenente-coronel Cáudio de Oliveira, ter sido indiciado como mandante do assassinato da juíza de Direito Patrícia Acioli, em Niterói, no dia 11 de agosto.

Gesto raro porque nada liga o coronel Mário Sérgio ao crime, mas o comandante da PM considerou necessária sua saída por declarar-se o “único” responsável por nomeações na corporação que dirigia.

Há interpretações que inidicam que o coronel foi para o sacrifício para preservar o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame.

Não tenham dúvidas, amigos do blog, que a saída do coronel significará uma perda para a PM do Rio de Janeiro, por seu empenho em limpar a corporação de maus elementos e pela grande franqueza com que comentava os defeitos e problemas da corporação, que pretendia corrigir.

Vejam as razões nos links que coloquei depois da notícia abaixo, do site do Estadão:

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Comandante-geral da PM do Rio deixa o cargo

O comandante-geral da Polícia Militar (PM), coronel Mário Sérgio Duarte, pediu exoneração do cargo na quarta-feira, 27, requisição aceita pelo secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame. Segundo nota da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro (SSPRJ), “o nome do novo comandante geral da PM será divulgado o mais breve possível”.

Em carta enviada a Beltrame, Duarte diz que deixa a função para “não deixar nenhum espaço para dúvidas quanto a minha responsabilidade no processo de escolha dos Comandantes, Chefes e Diretores da Corporação”. Ele explica que se refere ao “indiciamento do Tenente-Coronel Cláudio Luiz Silva de Oliveira no homicídio da Juíza Patrícia Acioli, e sua consequente prisão temporária”.

A nota da SSPRJ informa que “o ex-comandante Mário Sérgio reconheceu o equívoco e ciente do desgaste institucional decorrente de sua escolha, pediu, voluntariamente e em caráter irrevogável, para deixar o comando da PM”. Duarte está de licença médica em decorrência de uma cirurgia.

Confira a íntegra da carta enviada pelo coronel Mário Sérgio Duarte a Beltrame:

“Exmo Sr Secretário de Estado de Segurança José Mariano Benincá Beltrame

Dirijo-me à V. Exa para solicitar exoneração do cargo de Comandante Geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. O motivo de fazê-lo se fundamenta na necessidade de não deixar nenhum espaço para dúvidas quanto a minha responsabilidade no processo de escolha dos Comandantes, Chefes e Diretores da Corporação, preservando, de quaisquer acusações injustas, as pessoas que me confiaram a nobre missão que assumi comprometido com a honra, e agora deixo, norteando tal decisão neste mesmo imperativo de valor.

Sobre o caso particular que me impõe esta decisão, o indiciamento do Tenente Coronel Cláudio Luiz Silva de Oliveira no homicídio da Juíza Patrícia Acyoli (sic), e sua conseqüente prisão temporária, devo esclarecer à população do Estado do Rio de Janeiro que a escolha do seu nome, como o de cada um que comanda Unidades da PM, não pode ser atribuída a nenhuma pessoa a não ser a mim.

O Rio de Janeiro, senhor Secretário, está em franco processo de recuperação de sua imagem como lugar de tranqüilidade pública e paz social não por acaso, mas, seguramente pela aplicação de um conjunto de ações norteadas pela clareza das idéias. O Estado, sua população, cada pessoa que por aqui transita em busca de paz e bem, devem continuar confiando nesta Política Pública que privilegia a vida, descontrói o ódio e reacende esperanças. Ao tempo que vos agradeço pela confiança depositada e o apoio nos momentos mais difíceis, solicito-vos que encaminhe este pedido ao Exmo Sr Governador, a quem também explicito meus eternos agradecimentos pela oportunidade e a honra que me concedeu ao nomear-me Comandante de minha amada Instituição. Deixo de fazê-lo pessoalmente por me encontrar hospitalizado, convalescendo de uma cirurgia.”

CONFIRAM, NESSES DOIS LINKS, PORQUE A SAÍDA DO CORONEL É UMA PERDA PARA A PM DO RIO DE JANEIRO:

Maus PMs são uma praga”, diz atual comandante da PM do Rio

A exemplar  atitude do comandante da PM do Rio

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − onze =

Nenhum comentário

Razumikhin em 05 de outubro de 2011

O Cel. Mario Sergio agiu corretamente. Deu uma aula de responsabilidade para o Executivo, o Legislativo e Judiciário. Parabéns Coronel!

Tuco em 03 de outubro de 2011

. Ora, ora, Grande RSetti! Ouso manifestar-me acerca de tua resposta ao comentário do senhor Carlos Nascimento (2/10 - 11h49), ao qual peço permissão. Não há "se" nesta história! Não é crível que numa polícia militar infectada por todas as doenças sociais e morais um comandante e um secretário de segurança nada saibam. Além disso, conforme farta exposição pela Veja, os departamentos de inteligência alertaram a cúpula do espesso chorume que escorria aos borbotões! O que temos, isso sim, é um filmeco de faroeste onde não há sequer um mocinho: só bandidos! Se algum mocinho há, trata-se de exceção - a prestar-se a confirmar a regra. .

EXTREMA DIREITA em 02 de outubro de 2011

ATITUDE RARA E GRANDIOSA. COMO DIZIA JÂNIO QUADROS QUANDO INDAGADO SOBRE SUA RENÛNICIA " O NOBRE JORNALISTA SE SURPREENDE COM A MINHA RENÚNCIA PORQUE NO BRASIL , NEM SÍNDICO DESMORALIZADO PELOS CONDÔMINOS, RENUNCIA".

carlos nascimento em 02 de outubro de 2011

Ricardo, Depois da reportagem da Veja e da opinião do RA, como vc está avaliando a permanência do Beltrame,dá uma força ai meu amigo. Se o Beltrame sabia dos abusos e irregularidades praticadas pelo tenente-coronel Cláudio, o governador Sérgio Cabral deveria mandar demiti-lo agora que o coronel Mário Sérgio deixou o comando da PM. A questão é que a folha de serviços prestadas pelo Beltrame até agora não é nada desprezível.

Corinthians em 02 de outubro de 2011

Ailton - 01/10/2011 às 8:54 É impressionante o quanto você não cansa de dizer bobagens e fazer falsas acusações. Mas na lógica petista, ou para sua "idéia fixa" os fatos de nada valem, só sua torta opinião e acusações vazias. Mas estava pensando - deve ser inveja de ter alguém concordando comigo... -- A fonte que peguei não é de sindicato nenhum, por favor verifique - a lista vem da fonte https://salariodeumpm.wordpress.com - dê uma olhada - é a mesma lista que você mandou, só que com uma diferença - não há cálculos duplicados ou inexistentes, como a periculosidade. É a tal desinformação - periculosidade não é obrigatório para os PMs e não é pago na Bahia, tanto que isso foi discutido pelo executivo: http://www.tribunadabahia.com.br/news.php?idAtual=47435 Vou até ressaltar esta frase: "Vamos tentar negociar todas, mas ressaltamos a incorporação na folha da gratificação de periculosidade, auxílio acidente e a redução de tempo de aposentadoria de 35 para 30 anos para as mulheres da PM". Assim como você insiste em desinformar como no caso dos Sanguessugas - que ocorreu no governo petista com a base aliada petista e não teve relação com o PSDB. ALiás a relação do PSDB com os Sanguessugas é coisa de "aloprado" segundo Lulla. Até senadora petista levou falso dossi&ê na cabeça. Outra é o desvio do Fundef - ocorreu durante o governo tucano, mas o desvio não foi realizado por ele. Outra é os tais computadores superfaturados - naquela época a Apple podia oferecer computadores a preço de banana, mas o fato do monopólio exercido pela Microsoft com Windows e Excel foram fatores decisivos para a compra - assim como Lulla o fez agora durante sua gestão, apesar de saber que o Linux é muito mais barato (é de graça e a manutanção é mais barata), acabou por comprar o sistema operacional Windows, devido às exigências do que já fora implementado. E ainda ganhou uma graninha para palestrar por lá. O Banestado é algo que foi vergonhosamente investigado e todos saíram livres, claro, devido à ação do relator da CPI, o Mentor, do PT - como não podia deixar de ser. Quem acha a;giuém santo é você, que para defender o PT faz o de sempre - desinforma, desvia a atenção, aceita punições somente "se outro alguém for punido" ou "mas só quando tal coisa acontecer", e até mente se necessário. Mas isso é irrelevante, pois o ponto aqui é que salário somente não é "cura" de corrupção nenhuma. Investigação séria e punição são os únicos remédios. E claro, que acabe com essa palhaçada de governante, principalmente o mais importante como o presidente (e também vice-presidentes, presidente do Senado, etc.) parem de defender o indefensável, dizendo que nem todos devem ser tratados como "pessoas comuns", ou que são "conspirações da mídia e da oposição", ou que "não se faz governo com a vassoura na mão". Isso é patético e só diminui o país.

Doni em 01 de outubro de 2011

Policiais no país com excessão de Brasília, estão ganhando salário de fome. Pior é a mídia macumunada com governadores, anunciar um percentual de reajuste, que não condiz com a verdade, sendo que o reajuste é aplicado apenas no salário base.Pior ainda é manter um regime militar, para lidar com as necessidades do contribuinte. Pior ainda é não poder se manifestar devido ao regime por melhores salários,sendo que o judiciário simplesmente ameaça e o resjuste vem e julgam ilegal nossas greves. Pior de tudo é ter secretário de segurança que não sabe nada de polícia ou sempre mamou nas tetas,indicado por governador. Pior de tudo é saber que o ser humano é atraído pela violência, senão programas policiais não estariam infestando os horários da televisão. Pior de tudo é saber que nunca acabarão com o militarismo, pois se isso acontecer muitos perderão dinheiro, começando pela mídia seja qual for, acabarão os demandos do legislativo,executivo e judiciário contra essa categoria.Pior de tudo é saber que só somos lembrados nas situações negativas. Se somos tão ruins e incapacitados lancem uma campanha para acabar com as polícias militares.

Tuco em 01 de outubro de 2011

A "heróica" saída do "herói" MSDuarte não suportou nem uma semana... A Veja coloca os pingos nos is. Talvez seja prudente reavaliar este tópico - até porque Jornalismo tem de ser exercido na plenitude da Verdade. http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/pm-do-rio-%E2%80%93-%E2%80%9Cabuso-de-autoridade-lesao-corporal-constrangimento-ilegal-prevaricacao-maus-tratos-tortura-homicidio-e-violencia-a-mulher%E2%80%9D-essa-e-a-ficha-de-oliveira-mesmo/

Ailton em 01 de outubro de 2011

'delitosos'! não, peço entendder "DELITUOSOS'

Ailton em 01 de outubro de 2011

Caro Corinthians e seus nomes, vários. Porque eu ia dizer diferente, ou mentir? nos sites disponivilizados a mim, um policial de SP ganha apenas R$1,180 o que é mentira, esses site são corporativos de entidades de classe, eles são manipulados, veja a tabela de todo o Brasil. Nesse endereço existe uma Tabela oficial dos clubes de sargentos do Brasil, ultima atualização/ Maio 20/Maio/2011), não podemos usar tabelas de sindicatos, isso por motivo de pequenas distorções. Consulte a tabela, um policial 1ª classe na Bahia recebia R$2.557,00 básico somado ao salario, o soldado recebe proventos, gratificações e prêmios, o que resulta em um menor salario de R$3.500 contra R$4.000 para soldado 1ª classe há mais tempo no quadro (veterano), em ambas corporações, PM e Bombeiros, (Após três anos de curso, e ao jurar a bandeira, o 'praça' é promovido de imediato a soldado 1ª classe) Recruta após jurar bandeira passa de imediato a esses proventos. http://www.salariospm.xpg.com.br/ Como ficam os salários dos militares, sem os triênios, no final de 2010: Coronel – R$ 10.227,30 (soldo) mais periculosidade: R$ 12.401,60 Ten. Coronel – R$ 9.532,27(soldo) mais periculosidade: R$ 10.796,58 Major – R$7.906,16 ( premios e periculosidade: R$ 9.999,87 Capitão – R$ 6.407,22 (Com premios e periculosidade: R$ 8345.69 1º Tenente – R$ 5.530,45 (Premios e periculosidade: R$ 7.200,62 Subtenente – R$ 3.313,37 (premios e periculosidade: R$ 5.283,61 1º Sargento – R$ 2.952,14(com pemios e periculosidade: R$ 4.566,32 2º Sargento – R$ 2.952,14 (com premios e periculosidade: R$ 4.111,99 3º Sargento – R$ 2.952,14 (premios e periculosidade: R$ 3.633,73 Cabo – R$ 2.712,86 (premios e periculosidade: R$ 3.788,63 Soldado do de 1ª Classe: R$ 2.557,50 premio e mais periculosidade: R$ 3.512,75 Corrupção no PT. Corrupção de Pallocci e nomes mencionados... (...)realmente eles não precisavam ser corruptos, afinal ganham muito bem para cuidar do país, embora voce diz que os TUCANOS são TODOS Santos e honestos, me permita lembrar de alguns datos delitosos desse pessoal ewmplumado, fatos como o SSerra, e seus 300 cúmplices, todos do PSDB e DEM que “arrombaram” o BANESTADO a ARAUCÁRIA juntamente Bornhausen levaram U$30.0 bi(diz PF) ou U$147.0(como fala a MPF), FUST´280 mil computadores superfaturados junto a microsoft, Aplle vendia os mesmos computadores quatro vezes mais barato. SUDENE-de 1995 a 2002, foram desviados R$1,40 bilhão, em 653 projetos na era FHC Levaram R$89,0 milhões das compras de ambulâncias, crime conhecido como Sanguessugas SIVAN- U$60,0milhões para a Raytheon e E-Systems ganhar a licitação, ganhou e instalou os radares. Privatizações- Ricardo Sérgio, tesoureira do Sserra e FHC, recebe R$15,0 milhões do Sr.Benjamin Steinbruch para vencer a concorrência da Vale. DNER- escândalo de corrução, PF diz que grupo governamental ligado ao ministro dos transporte do Sr. FHC, desvia R$425,0milhões. FUNDEF- Policia Federal diz que foram desviados R$412,0 milhões do fundo das escolas pelogoverno tucano. ALSTON- financia a campanha de FHC e Sserra, então a ALSTON recebe gordos contratos nas esferas, nacional e estadual, recebe contrato do consórcio da linha amarela do metrô de SP, esse trecho desaba em Pinheiros e mata sete pessoas. Cacciola, fatura R$8,50 bi de Reais com super desvalorização do Real, recebeu informações privilégiada de dentro do governo FHC, para realizar manobra. Daniel Dantas- Com informações privilégiadas, desvia U$14,0 bi dos fundos de pensões das estatais BB,CEF,Furnas, CHESF, Itaipú, etc. Etc. . OBS: Todos os nomes e fatos relatados acima, são peças de longas investigações e todos fazem parte dos processos e relatórios da POLICIA FEDERAL e Min.Público Federal.

Jujuba Salgada em 30 de setembro de 2011

O que vejo como policia aqui na cidade do Rio morando a 9 anos,é triste ,mas muito tirste mesmo.Sendo a policia militar mais antiga do Brasil posso dizer que a boa policia se acabou a nos anos 80 com administração de um senhor hoje enterrado no sul do pais a sete palmos.Em nove anos reparei que aqui os pms não batem continência,só vi isto acontecer pela televisão.Já vi pms depenando um carro roubado,pm já me parou com carro pra perguntar quanto eu tinha pra perder.Vi pms com cordões de ouro tão grossos e oculos de surfistas ,bebendo cerveja fardado ,largam carros sozinhos e abertos na rua pra filar comida dos restaurantes que usam vagas nas calçadas.E o mais engraçado é ver eles andando nos bairros não tão importantes politicamente com seus fuzis deitados nas portas em direção ao cidadão e nos bairros chiques elas estão apontadas para o céu.Aqui no Rio o serviço 190 é um absurdo de ruim ,pelos atendentes sem qualquer qualificação ou padrão .Agora o chefe desta coisa sera o comandante da PM ,e disse que vai investigar a ostentação de riqueza ,sera facil ,basta irem proximo de batalhões e delegacias irão ver os carrões deles .No Rio tem outra coisa interessante pra este comandante resolver,aqui até a girafa da Quinta sabe que seguranças de bicheiros são todos pms ,comece por estes então senhor comandante .

Corinthians em 30 de setembro de 2011

Ailton - 30/09/2011 às 10:32 Já wue em outro post você ficou com saudades de mim até me acusando de usar vários "apelidos" (mas depois sem voltar pra responder), venho aqui novamente contestar o que você diz. Antes de mais nada, apesar de concordar que os salários devem ser sim incrementados (principalmente para as corporações que arriscam suas vidas), a melhor resposta para a corrupção não é salário, e sim punição. Pallocci não recebia um salário merreca, nem Dirceu, nem o pessoal do Ministério dos Transportes, nem do Turismo, nem da Agricultura. A corrupção que está aí é justamente pela impunidade, onde até o governo defende que não é necessário "faxina", que alguns não devem ser tratados como cidadãos comuns... Se salário fosse a única resposta não teríamos a situação de hoje. Quanto ao salário dos policiais da Bahia, parece que novamente você se equivocou nos valores. Dei uma procurada e parece que até vão fazer uma reinvindicação salarial... http://www.pec300.com/2011/04/relacao-salarial-das-policias-militares.html http://abordagempolicial.com/2011/09/o-salario-dos-policiais-militares-da-bahia/

Ailton em 30 de setembro de 2011

Salário é a melhor resposta para a corrupção, não adianta trocar os comandantes, remanejá-los entre quartéis, se vão sempre comandar uma tropa mal paga e mal atendida pelo estado, um estado que eles defendem com as suas vidas no exércicio pleno do seu dever . A solução é pagar um salário digno para o efetivo policial. Aqui na Bahia, até 2005 o estado pagava R$680,00 para policial e bombeiros, tinhamos diversos problemas, probelmas iam desde a simples corrupção do "molhar à mão" para livrar de infrações de transito até filiação de policiais ao narcoitráfico, criação de grupos de extermínios, extorsões, subtração de 'patrimonio' de narcotráficantes, solturas de traficantes e assaltantes de bancos, mediante pagamento de pesadas somas em dinheiro, até asslatos alguns cometiam etc. Desde 2006 a Bahia paga de R$3.500 ao mês para policiais recém incorporado, um veterano recebe R$4.20mil (soldado 1ª classe). Com a valorização dasp olicias, nos (população) quem ganhamos, praticamente temos uma nova policia e a corregedoria ficou sem trabalho. Muitos policiais se associam ao crime por purta vingança, ele defende o estado com a sua vida e o estado não reconhece, não o valoriza, não dá as condições necessária de subsistência para eles e sua familia. No dia que o Ria pagar R$4,0 a um PM a corrupçao acabará.

carlos nascimento em 30 de setembro de 2011

Caro Ricardo, Tempos difíceis os atuais, contemplamos horrores em várias esferas, a era da mediocridade produziu assombros que nada mais nos surpreende, quando alguém toma uma decisão coerente já é um avanço, o militar fez o óbvio, um oficial sob o seu comando é "suspeito" de agredir à legalidade, isso eu diria é inconcebível, perdemos uma Magistrada e acabou-se a CREDIBILIDADE do sistema, portanto, não restou outra saída ao Oficial Comandante, entregar o comando. O que fazer ? Na medicina, quando um paciente está com as células contaminadas pelo câncer, não há meio termo no tratamento, ou se aplica o tratamento adequado - quimo ou radioterapia - ou a remissão irá liquidar com o doente. Penso que o aparelho Institucional de segurança do RJ esteja totalmente comprometido, tanto a pirâmide como a base se entrelaçam, numa parceria cada vez mais explícita com a ilegalidade, se não me falha a memória, o ex.Secretário do Governo Garotinho - Alvaro Lins - foi condenado por ser sócio doas malfeitos, logo os resquícios dessa gestão ainda estão por lá. É tarefa muito difícil, requer coragem e dignidade, convenhamos os atuais políticos - Cabral e sua claque - não são exemplos de liderança que possam comandar esse choque radical nos aparelhos de segurança. A sociedade carioca tem que se mexer, pressionando, é necessário fazer um plano idêntico ao que foi levado a efeito em N.York, quando o projeto TOLERÂNCIA ZERO, sob o comando de Giulliani, colocou nas grades todos os tipos de colarinhos, do branco ao encardido, dos astros de basquete ao atores de Hollywood, transgrediu, CADEIA......CADEIA...... isso é a única saída, caso contrário, lá na frente novas Patrícias serão sacrificadas. Um abraço Carlos Nascimento.

Vera Scheidemann em 30 de setembro de 2011

Pois é, Ricardo, assim agem os homens dignos, infelizmente cada vez mais raros hoje em dia. Fiquei muito chateada com a saída do Coronel Mário Sérgio, mas aplaudo o seu gesto. Ele prova que, além de honesto e competente, sua figura vai continuar a merecer o respeito da população do Rio de Janeiro, minha pobre cidade, que insiste em ter tantos policiais dedicados à prática do mal e do crime. Um abraço ! Vera

Tuco em 29 de setembro de 2011

. Digam o que disserem sobre as qualidades desse senhor, mas a verdade é que ele nunca teve condições de ser comandante de coisa nenhuma. Cego e surdo. Nunca viu nada, nunca ouviu nada. É incompreensível que alguém atinja o mais alto ponto de uma polícia militar sem saber que há uma polícia bandida paralela! .

Corinthians em 29 de setembro de 2011

Concordo com Reynaldo-BH mais uma vez. E acrescento - não é perda para o Rio de Janeiro, mas sim um ganho inestimável em ver um homem atuar com dignidade, assumindo sua responsabilidade. Isso é incrivelmente raro, principalmente na política. Qual seria a outra opção ? Ele dizer-se "traído" e continuar no trabalho ? Isso além de anti-ético iria levantar muitas suspeitas, afetando o trabalho para o qual ele se proporia a continuar... Ao primeiro indício, ou acusação (falsa ou não) de alguma irregularidade, a bola de neve estaria formada e o trabalho estaria completamente prejudicado. Que o Rio de Janeiro veja o que é um homem digno e siga seu exemplo. Ao demitir-se, ele preservou o cargo, o trabalho e ainda deu exemplo. São só ganhos para o estado, desde que o estado aprenda a reconhecer e aplicar os exemplo dados.

selminha em 29 de setembro de 2011

Setti, são tão poucos! Não podemos nos dar ao luxo de perder os bons elementos, neste Rio de Janeiro tão pobre em políticos e policiais honrados. Lastimável. Parabéns pelo artigo

Reynaldo-BH em 29 de setembro de 2011

Pode ser até que a motivação seja a de preservar o Beltrame. Não creio. Escreveu o pedido de demissão a partir de um quarto de hospital, via Blackberry. Dignifica o homem, o profissional e mostra um exemplo para a PMRJ. Só sinto pelo Comte. Mário Sérgio não ter percebido a quem servia. O clima de impunidade e desmando que é a raiz dos males do Rio. E que está patente no comportamento de Sérgio Banal, digo Cabral e sua trupe de saltimbancos. Na era Garotinho - que em nada difere da atual, somente no estilo - o pesquisador Luis Eduardo Soares foi demitido ao vivo em um programa matinal da Globo. Ameaçado de morte pela banda podre da Polícia, exilou-se nos USA. E escreveu um livro memorável: "Meu casaco de General", em que contava o que viveu como Secretário de Segurança. Certamente é menos do que o C|el,. Mário Sérgio sofreu com a parceria do Governo do RJ com as milícias, com a corrupção descarada e com a falta de atenção a quem combatia o crime, como a juíza Patrícia. Estes fatos, mesmo que aparentemente desconexos, formam o caldo de cultura que corrompe e corroí os aparelhos estatais de Segurança. Cel. Mário Sérgio foi somente digno. Nestes dias, já é muito!

Natal em 29 de setembro de 2011

Passei a admirar esse oficial depois de uma entrevista sua nas páginas amarelas de Veja, não me lembro a data. E agora, diante de seu pedido de exoneração, pode-se confirmar sua retidão de caráter. Num mundo onde as pessoas medíocres se agarram de todas as formas num cargo qualquer, ele mostra grandeze e despreendimento. Se tivesse metade desse caráter, era o Secretário de Segurança que deveria tê-lo antecedido nessa decisão. Não dúvida que era grandeza demais do Comandante da PM para um Secretário pequeno demais.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI