São Paulo: desafio para Alckmin será repetir a surra histórica que Serra aplicou em Mercadante em 2006

Alckmin e Mercadante

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), candidato ao governo de São Paulo, é o favorito disparado até para ganhar no primeiro turno as eleições em que concorre contra o senador Aloizio Mercadante (PT e aliados) e o deputado Celso Russomano (PP).

Desafio difícil será dar em Mercadante a surra aplicada pelo hoje claudicante candidato presidencial tucano José Serra nas eleições passadas, em 2006.

Mesmo num pleito em que concorreram 10 outros candidatos, inclusive o ex-governador Orestes Quércia (PMDB), Serra, que deixou a prefeitura de São Paulo para ser candidato, não apenas levou no primeiro turno com 12,3 milhões de votos (57,93% do total, praticamente o dobro do total de Mercadante (6,7 milhões, ou 31,68%).

Numa amplitude de vitória jamais vista no maior estado da Federação, ele venceu em 623 dos 645 municípios paulistas, e Mercadante em somente 22.

Mais que isso: o candidato que hoje não consegue chegar perto da até há pouco desconhecida Dilma Rousseff obteve mais da metade dos votos válidos em 609 municípios paulistas – e Mercadante em somente 3.

Vitórias passadas, porém, de nada servem na política, exceto, talvez, para consolo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 4 =

Nenhum comentário

  • Marco

    Caro R. Setti : É preferível a vitória q não humilhe o adversário. Essa é a melhor, na minha modestíssima opinião !
    Abs.

  • Camada von Ozonio

    BIGODE POR BIGODE, O TIRIRICA TERIA MELHOR DESEMPENHO…

  • Ricardo Frondizi

    Calma aí, meu caro, a eleição ainda não chegou…

  • Thomaz Rossi

    Acho que vai ser difícil porque tem esse candidato do Maluf, o Russomano, Ricardo, que vai pegar votos do Alckmin.

  • massa

    A democracia brasileira dependerá da vitória dos tucanos em São Paulo, independente da competência de Alckmin, qualquer DEMOCRACIA depende da existência de um partido de oposição capaz de se contrapor aos governantes, sem isso, não haverão vozes capazes de fiscalizarem o governo e defenderem a imprensa livre neste país.
    São Paulo é o único Estado da Federação capaz de se contrapor a máquina Federal.
    Infelizmente o Congresso não funciona, o modelo legislativo e judicial do Brasil é ineficaz, sendo assim, só resta os Estados pra fazerem oposição.

  • francisco penin

    Setti,
    O debate da Record, entre os candidatos ao governo do estado,provocou-me uma dúvida atroz, que a seguir explicitarei. Mercadante, criado em família “burguesa”, filho de general , deve ter estudado em bons colégios, quem sabe até no conceituadíssimo Colégio Militar, mas apresenta uma falta de sintonia impressionante com o português (o idioma, que doravante denominarei “manuel”). Pois bem, não sei porque cargas d’água o candidato, em vez de atacar seus concorrentes,apelou à ignorância , e toma a dar porrada no pobre “manuel”, já tão maltratado pelo distinto público petista. A cena de pugilato explícito foi testemunhada por milhões de brasileiros, que, atônitos, não sabem a quem apelar. Como você, caro Setti, recomenda o cultivo do bom humor, o melhor a fazer é não se agastar. Um abraço.

  • Todo dia estamos vendo notícias sobre falhas tanto no Metrô como na CPTM. O que realmente está acontecendo? São falhas inexplicáveis e acontecem sempre no horário de maior circulação. Não quero aqui fazer nenhuma teoria da conspiração, mas tem algo de podre nestas falhas. Já vimos à mobilização de sindicatos contra o PSDB como a APEOESP, por exemplo, e qual seria a melhor mobilização de um setor que lida com transportes cuja manutenção tem de estar impecável? Não quero acusar ninguém, mas se formos pensar bem são coisas muito estranhas que estão acontecendo. Garanto que os metroviários não estão contentes com a nova linha 4 cujas composições não necessitam de condutor, além do fato que esta pertence a iniciativa privada, consórcio Via Quatro. Sabemos também da ânsia de poder que tomou conta de um certo partido aqui no Brasil, pronto é só juntar o útil com o agradável e o problema está criado. Já tem petralhas espalhando a noticia de sucateamento do METRÔ e CPTM, vejam só o governo está investindo em novas composições que vem até com ar condicionado e tem gente falando em sucateamento. O governo do estado de São Paulo não pode deixar passar batido estes fatos, isto tem de ser investigado e o MP também tem de fazer a sua parte nisto. Vamos ficar atentos, repito mais uma vez não quero fazer nenhuma teoria de conspiração mais algo está estranho.

  • Markito-Pi

    Um bom consolo, Setti. O velhaco( mestre e doutor?) mercadante não consegue sequer repetir a média histórica do eleitorado petista que oscila entre 28 e 32%.Fica 4 pontos abaixo, por enquanto, o que significa 1.200.000 desenganados.
    Como em outro post V. comentou a ausencia de 5 bons parlamentares, taí o consolo: O congresso se livra deste cretino.

  • antonio lopes

    Acho que em S. Paulo haverá surpresa como houve em 2008, quando
    O Alckmin que era favorito para disputar o segundo turno com a Marta
    Foi surpreendido, e ficou fora da disputa.

  • Valentim

    Tem jeito sim, o merca, de ganhar uns caraminguás
    de votos à mais: é só elle renegar a “cosa nostra” chamada pt/pmdb, chamar aos prantos o comissário
    berzoiniev e, de joelhos os dois, aos berros dizerem de onde veio a bufunfa que foi apreendida com os tais “aloprados” em 2006 como apelidou o arrotante palanqueiro profissional,
    que como sempre não sabiadenada, para pagar o tal dossiê fajuto contra o Serra.
    Mesmo correndo o risco de acabar
    os dois, que nem o coitado do Celso Daniel e
    outros discordantes da famiglia.
    Aí, quem sabe né?…Se forem e voltarem a pé de Aparecida, os eleitores resolvam dar uns votinhos
    pra elle…sòmente em 2014. Nessa, já era.

  • DENIZ

    PARABENIZO ESSA QUE É SEM DUVIDA A REVISTA E MEIO DE COMUNICAÇÃO MAS SERIO E DE MAIOR CREDIBELIDADE DESTE PAIS,AMANHECI HOJE E PROCUREI EM VARIOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DO MEU ESTADO A TAMANHA VERGONHA QUE PUBLICOU ESSA REVISTA SOBRE MATO GROSSO DO SUL,É LAMENTAVEL OS POLITICOS AGORA COMPRA MPE,DESEMBARGADORES E CORONÉIS SÓ FALTA COMPRAR NÓS E ENTERARMOS VIVOS!………..PARABENS SR´ RICARDO SETTI PELA VOSSA REDAÇÃO

  • DENIZ

    SOMOS ESQUECIDOS PELOS GRANDES VEICULO DE COMUNICAÇAO GLOBO E OUTROS MAS TEMOS A VEJA QUE ESTA EM TODOS OS LUGARES E SEMPRE COM ESSA IMPARCIALIDADE PARABENS. PUBLIQUEM MAIS SOBRE ESSE TERREMOTO DA POLITICA SUL-MATOGROSSENSE!

  • Adriana Rolando

    Caro Ricardo,

    O que me estarrece na disputa para o Governo do Estado de São Paulo, é o despreparo dos candidatos que fazem oposição ao Geraldo. Os debates, inicialmente programados para elucidar, mostrar conhecimento, se transformaram em palco para que ofensas descabidas sejam proferidas e, em um festival de números, da educação principalmente, tema recorrente do Mercadante, que não condizem com a realidade?

    O que eu pergunto: a quem interessa que o espírito enganador prevaleça? Ou, ainda, porque São Paulo diz, segundo as recentes pesquisas, um solene não ao PT? Coincidência ou apenas constatação dos paulistas? Ser massa de manobra não é o perfil do povo de São Paulo. O que as propagandas oficiais, e diga-se de passagem, as vezes ilegais conseguem, não foi suficiente para nos fazer cair no “belo conto” editado pelo Lula.A condução da campanha do Geraldo vai de encontro as expectativas de quem apoiou esses dezesseis anos do governo no estado, óbvio. Portanto, acho provável que essa marca seja mantida, caríssimo.

    Um grande abraço.

    Ps. Ricardo, por favor me responda com (como diria minha mãe) pureza d alma, pq o Mercadante, senador eleito com 10.497.348 votos, insiste no tema educação, como se os números de São Paulo não fossem infinitamente superiores ao de outros estados? Pq ele desconsidera que o ensino em nível nacional é pífio? Pq ele se incomodou com um menino que está na 5 série, e segundo “ele” não aprendeu nada, e a mãe o procurou chorando, não observa que o presidente “destepaíz”, seu líder máximo, em todos os sentidos, incluindo o famoso “irrevogável”, até hj se vangloria de naõ ter estudado? Se não é contraditória sua fala, não seria oportunista meu amigo? Que exemplo nos têm sido dado, pelos homens e mulheres desse governo, no que concerne a moral e ética?

    Me pauto no seguinte, se você entra para ganhar, ótimo, mas desconsiderar as regras, que existem em uma sociedade é para quem definitivamente esqueceu por completo os valores, especificamente os que tornam uma sociedade habitável. Ou nos tornaremos sociopatas.

    Até mais.

    Cara Adriana,

    Comentário bem fundamentado, como sempre.

    Não sei responder — nem quero — pelo que diz o senador Aloizio Mercadante.

    A resposta a ele será dada nas urnas, como a todos os demais candidatos, né?

    Abraços e volte sempre.

    Ricardo Setti

  • Marcelo F

    Ora, o Merdandante foi escanteado pelo próprio Lula e pelo PT, por não ter correspondido aos desejos do partido na defesa dos interesses maiores do lulismo. Tivesse sido um militante exemplar, ele teria legenda para disputar uma das duas vagas no Senado, onde estava. Quem disputaria com Alckimin seria o senador Suplício, que ainda tem quatro anos garantidos de senatoria pela frente. Disputar vaga na câmara seria humilhação demais para o bigode falante. Teve de aceitar a disputa com o PSDB na marra. Não tem convicção, sua campanha é frouxa e sem graça. Nem na garupa do Lula ele consegue subir.
    Menas mal para São Paulo, que promete eleger Netinho espanca e Martaxa relaxa e goza. Sem falar no Tiririca de Tróia (carregará cinco deputados do PR na barriga).
    Sds.,
    de Marcelo.

  • Hugo Venturini

    Estou convicto de que Alckmin vence no primeiro turno e isto é o que mais importa. Se não repetir a vitória avassaladora de José Serra em 2006, pelo menos deve enterrar a pretensão de Mercadante definitivamente…ou não…

  • Taate

    Celso Russomanno está certo quando ataca os programas de Alckmin. Pois minha amiga está na espera de sua moradia em um dos conjuntos habitacionais da CDHU
    De que adianta construir e não entregar? ou entregar casas com a laje rachada e o aquecimento solar quebrado?
    Isso está errado, temos que votar em quem tem propostas boas e que tem um ótimo histórico, como o dele.

    Gosto não se discute. Você gosta do Russomano, que posso fazer?

    Ele é tão mal informado (ou tem tanta má-fé) que chegou a dizer no último debate entre os candidatos a governador que a participação de São Paulo no Produto Interno Bruto caiu de 50% para 30% nos últimos dez anos. É a maior barbaridade!

    São Paulo não tinha 50% do PIB há dez anos — se chegou a ter a metade da riqueza do Brasil, terá sido nos anos 40, 50 –, e muito menos caiu para 30%. Hoje, o estado tem 34% da riqueza nacional. Russomano chuta números e dados o tempo todo sem o menor critério, é um cara-de-pau que não merece respeito como político. E, felizmente, será varrido para baixo do tapete nesta eleição.