Jogadores de futebol, como sabemos, não costumam brilhar em declarações à imprensa — inclusive porque os mais famosos hoje em dia são estritamente orientados por seus assessores a não dizerem mais que platitudes –, mas foi muito boa e significativa a frase de hoje do capitão da seleção brasileira, o valente e sempre eficiente zagueiro Lúcio, referindo-se, obviamente, ao empenho de jovens jogadores em brilharecos que não têm levado o Brasil a parte alguma na Copa América da Argentina:

— Mais vale o nome no distintivo que está na frente da camisa do que o nome que vai atrás da camisa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =

7 Comentários

GlorInha de Nantes em 12 de julho de 2011

Ao Lúcio, nosso total respeito! Sua garra, seu comando,, seu brio, entretanto, surgem tal qual um contraponto à atitude da maioria dos jogadores da seleção. Não é de hoje que assistimos a fracassos sucessivos, com um sentimento de que estamos sendo enganados, traídos, humilhados, vilipendiados. . Será a Copa América mais uma Copa da Inclusão?! Observando esses jogos iniciais do Brasil, em gramados portenhos, chego a acreditar que os “milhonários” do futebol penitenciam-se! . A Era da Mediocridade instala-se. Prega-se que jamais se deveria vencer “pobres”, “fracos”, “coitadinhos”. Lança-se o arrogante compassivo olhar sobre a realidade dos países “companheiros”! . Mano Menezes preocupa-se com o fato de o adversário não ter-se esforçado mais! Nossa seleção entrega-se aos “inferiores”, para que se esforcem mais!!! . Desde quando decidem, por nós, assumir essa postura desprezível diante dos adversários?! Arrogantemente, passamo-nos por “bonzinhos”!? Queremos?! . Tal qual, quando da Copa do Mundo em terras africanas. Resultado : a África do Sul tem maiores e melhores cicatrizes que qualquer outro país-sede de competiçōes globais! E a população mais desfavorecida continua sendo a maior vítima! . A Era da Mediocridade é mais ampla, profunda e extensa! E avança! . A Argentina será a Campeã!? Os comentaristas torcem para "Los Hermanos" argentinos!? Why?! Ah! Sim! Evidente! Fazem os Argentinos o que tem que ser feito! Nada além do que deles é esperado por todos nós! Já a nossa seleção, . . .Nossa?!

JT em 12 de julho de 2011

Pois é... só que o nome que vai no escudo da seleção é da CBF, não do Brasil. Não existe mais seleção de futebol, e de país nenhum. O que existe são times privados que ostentam as cores de um país, e com isso colhem patrocínios gigantescos, como se a americana Nike e a suíça Nestlé fossem mais patriotas do que a própria torcida brasileira, por exemplo. Não assisti a jogo algum dessa Copa América, repleta de jogadores que gostariam de estar em férias. Uma pena que não tenho tempo de levar adiante a idéia do Movimento Slowfoot, mas deixo o link para quem quiser saber mais à respeito: http://slowfooter.blogspot.com/

O autor de " Lula é minha anta " foi demitido da revista cujo redator chefe é Mario Sabino em 12 de julho de 2011

O Nacionalismo em si não é um mal. Falar mal do Brasil para criar polêmica é chato, previsível, medíocre e banal.

Ed Castello em 11 de julho de 2011

Caro Setti, vendo a declaração do Lucio, veio à tona a inevitável comparação com o vôlei masculino e o futebol feminino. Ambos foram derrotados ontem.  Mas ficou uma verdade: a preparação para vencer a próxima competição já começou! Na seleção de futebol masculino, o que se vê é o interesse comercial superando qualquer outro interesse. Some os salários de todos os jogadores da seleção masculina de vôlei. Não dá o que o Neymar ganha! Para ficar só com essa comparação... Absurdo. Não estou aqui discutindo se o Neymar é craque. Mas  de todos que estão na Argentina, poucos tem dignidade de vestir a camisa brasileira - Lucio entre esses! O nosso ataque no próximo jogo será Ganso, Pato e Neym... Ops! Ganso, Pato e Pavão! E vamos em frente!!

moicano tatuado em 11 de julho de 2011

Faltou acrescentar: "se penteados e tatuagens fossem sinônimos de bom futebol, penitenciária e hollywood disputariam todas as finais de copa do mundo". Que terminariam empatadas. E Pelé, Crujff, Puskas, Tostão, Zico, Zidane e alguns outros que não trocaram o futebol pela "palhaçada", seriam hoje anônimos ninguém.

Carlos Alberto Boff em 11 de julho de 2011

Lucimar da Silva Ferreira - Lucio tem uma qualidade rara hoje em dia: Brio, além de outras tantas. Seu comentário é perfeito.

carlos nascimento em 11 de julho de 2011

Ricardo, Oportuna sua observação, o esporte é coletivo, o "individualismo" exagerado de alguns atletas, acabam comprometendo o brilho da Seleção, como costumo ser sempre franco, não omito nada, já dou nomes aos bois - Robinho, Neymar, Daniel Alves - devem levar um corretivo do Mano Menezes, talvez um banco de reservas, para terem reflexões, buscando entender que na SELEÇÃO em primeiro lugar estará o resultado positivo do conjunto, depois sim, as atuações individuais poderão ser realçadas, que o nosso técnico, enquanto for tempo, se mire em Telê Santana, que conseguiu montar a Seleção de 82, onde Zico, Socrátes, Falcão e Cia.tinham exata noção do que era prioritário, apesar do fiasco do sarriá, êles continuam sendo uma seleção de grande respeito em nosso consciente. Bota no banco, que essa rapaziada deslumbrada, cai na real. Bem, já fiz a minha parte, agora falta vc falar um pouco do seu grande ídolo - Lionel Messi - até aqui nenhuma palavra do fiasco argentino, será que o pessoal do Barcelona anda pressionando o meu amigo RS ? rs.rs. rs.rs. abraços Carlos Nascimento.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI