Image
Pastor RR Soares viaja muito, e não pode pegar fila para passaporte (Foto: Divulgação)

Coitadinho do pastor R. R. Soares, que se autodenomina “missionário” e é o dono da “Igreja Internacional da Graça de Deus” – sim, aquele mesmo que ocupa interminavelmente as madrugadas de várias emissoras de TV.

“Ele viaja tanto, tanto, tanto, que na hora de fazer fila, ele pega a de prioridade diplomática”, justificou o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), ao tentar explicar porque, em nome do Senado da República, pediu passaporte diplomático para o pastor e para a mulher dele, Maria Madalena Bezerra Soares.

Vejam os eleitores do Rio de Janeiro a que se dedica o senador.

Atenção!

Passaporte para o “missionário” é em nome do Senado!

Image
Senador Marcelo Crivella: passaporte diplomático para o titio RR Soares (Foto: Waldemir Barreto / Agência Senado)

Crivella pediu o passaporte em nome do Senado da República. Como se se tratasse de assunto do alto interesse dos representantes eleitos pelo povo para representar os Estados e o DF.

O que é que tem a ver o “missionário”, e ainda mais sua mulher, com o interesse público, com o Senado?

Que moleza é essa?

Ah, antes que me esqueça: o pastor é tio do senador.

E a mulher do pastor é irmã do “bispo” Edir Macedo, dono da Igreja Universal do Reino de Deus.

Sarney toma a atitude certa e desautoriza a mamata

Espera-se que o chanceler Antonio Patriota, mais sóbrio do que seu deslumbrado antecessor, Celso Amorim – aquele mesmo que se referia a Lula como “nosso guia” – dê um jeito de mudar os regulamentos que permitem esses abusos.

E, depois de meses de críticas, deixe-me elogiar o senador José Sarney, presidente do Senado, que hoje desautorizou, expressamente, a seus colegas que peçam ao Itamaraty passaportes de terceiros.

Image
Sarney: nada de passaportes para terceiros (Foto: Pedro França / Agência Senado)

“O senador não pode e não deve pedir (passaporte)”, afirmou Sarney. “Não é atribuição nossa pedir passaporte para terceira pessoa”.

Que assim seja, em nome, no mínimo, do decoro do Itamaraty, para não dizer dos senadores que abusam de seus mandatos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 4 =

27 Comentários

Jucy em 17 de março de 2013

Antes de tudo,quero informa-lo que não tenho procuração para defender RR. Soares ou qualquer outro homem ungido por Deus.Pois eles ja tem Deus para defende-los e nenhum esta preocupado com a sua opiniao ou de quem quer que seja,sobre eles.Quer você queira ou não,ele e ungido por Deus! Se você esta preocupado com R.R.Soares,significa que você assiste o programa Show Da Fe.Este seu comentário não serve pra nada,mesmo assim,Deus permite que você divulgue o mesmo:1)Porque Ele nos da o chamado livre arbítrio. 2)Deus esta trabalhando na sua vida e vai manifestar a Sua Gloria,como Ele fez com Saulo de Tarso,que perseguia e mandava matar os Cristãos,transformando-o em um dos grandes Apóstolos (Leia isto na Biblia no livro de Atos capitulo-9 versículos-1 a 31).Se você e inteligente,deve ter uma Bíblia.Mas,se não tiver,adquira uma.Pode ser também em livraria católica. 3)Nao se preocupe com a vida dos outros.Pois você,acredite ou não,no dia do acerto de contas com Deus,ou seja, no dia do Juízo Final,Deus não vai lhe pedir relatório sobre a vida das outras pessoas mas vai lhe apresentar o relatório da sua vida,pois Ele anota tudo o que fazemos de ruim e o bem que deixamos de fazer.Pense nisso:ninguém tem o direito de julgar os outros,só Deus.Use a profissão e o talento que Deus lhe deu para divulgar coisas úteis,que sirvam para melhorar a vida do seu semelhante.Seja agradecido a Deus pelo dom que Ele lhe deu.Vou colocar o seu nome no Livro de Oração da igreja e vou orar por você,como sempre faço por todas as pessoas que já estão na minha relação.Deus continue lhe abençoando.Sim,pois você já e muito abençoado.

Sueli weiss em 18 de janeiro de 2013

Na minha opinião a sociedade brasileira gosta de envolver evangélicos em comentários desagradáveis. Referindo-se ao passaporte concedido ,criticado, recebido por R.R. Soares acho justo. Realmente ele viaja muito e com a missão de evangelizar o povo. Sou evang. da sua Igreja e considero as ações internacionais e até internas desenvolvidas ,maravilhosas,necessárias,esclarecedoras e abençoadas. falem de pobreza,criminalidade seca, saúde precária de falta até de fios para cirurgias nos hospitais públicos,dsemprego e outros temas; deixem em paz quem propaga o amor do Senhor. Func Publica Estadual PR Sueli Weiss.

Ines em 17 de janeiro de 2013

Jamais entenderei as leis brasileiras,pois mais desonesto é,mais a lei brasileira o protege e o beneficia.Simplesmente vergonhoso!!! Por este e tantos outros motivos,penso em devolver meu passaporte brasileiro,pois me considero uma brasileira honesta...

jader pereira em 06 de dezembro de 2011

Meus prezados, todos nós(acredito eu) somos bem crescidinhos pra achar que Sarney fez isso por ser militante da ética na vida pública!Sem me delongar,ele o fez, por ser partidário da Ética da Conveniência e não da Ética da Convicção,que seria o correto.Só para citar o caso mais recente envolvendo seu nome:lembram-se do episódio do helicoptero naquela propriedade privada lá no Maranhão?

adriana maria stransky martins em 05 de dezembro de 2011

Raça de canalhas, mentirosos,e o próprio governo é conivente com essa bandidagem. Tem um sacana que distribui chave, meia, caneta e água para salvação e milagres na sua vida, se vc pedir o carnê do dízimo. O povão merece...

carlos r. tavares em 28 de novembro de 2011

o ze sarney as vezes muito raramente tem um lampejos de cidadania. acho que melhora do halzeimer.ou é a conciencia pesada pelo que ja fez de ruim ao pais.

Mary em 28 de novembro de 2011

Religiosos, qualquer um, são prepotentes na idéia de que são diferentes, mas somos todos da mesma raça e com os mesmo desejo de ser melhor que os outros(inclusive eu).Religiosos e políticos são farinha do mesmo saco.

Reginaldo Gadelha em 27 de novembro de 2011

Que vergonha !! Gesto digno de uma comédia pastelão......

Gustavo Castro em 27 de novembro de 2011

Resposta ao fernando pawlow: Repito o que disse no meu comentário do dia 26/11. Se uma religião pode ter este documento para seus líderes, por que outras também não podem?! Mesmo sendo Vaticano um Estado, os cardeais (brasileiros) usam os seus passaportes (brasileiros) para o “interesse da nação” – BRASILEIRA?! Acrescentando: Os cardeais são brasileiros? Tem o passaporte diplomático expedido pelo Vaticano? As viagens são em missão diplomática? Qual assunto de interesse para a nação brasileira é tratado pelos cardeais? De forma alguma quero atacar ou acusar de qualquer coisa a instituição Igreja Católica, muito menos defender os líderes religiosos não-católicos citados. Se é necessário tratamento diferenciado para líderes religiosos (fato que eu não tenho opinião e nem me interessa debater este assunto), que se crie uma novo tipo de passaporte ou algo que lhes confira tal tratamento. Mas em nenhum dos casos se justifica o passaporte diplomático. PS: concordo plenamente com a resposta que obtive no comentário anterior, e fico muito feliz com a consideração e respeito aos leitores deste blog (grupo em que me incluo). Obrigado, caro Gustavo.

100destino em 27 de novembro de 2011

Os canalhas fazem o que querem porque nós permitimos , e com nossa omissão autorizamos . Simples assim.

fernando pawlow em 27 de novembro de 2011

Caro Setti, leio com frequencia sua coluna,leitura (muito bem,diga-se)recomendada por Augusto Nunes em sua coluna a nós,seus leitores. Textos bem escritos, equilíbrio nas opiniões e tolerancia metafísica a comentaristas obtusos,primarios.Tolerancia que se torna defeito quando comentaristas agem com evidente disposição de confundir,não de debater com honestidade mínima. Passaporte diplomatico para cardeiais penso ser um Direito quando eles vão ao Vaticano,que é Estado.Até onde sei ,isto difere enormemente do que ocorre com o dito missionário.Não sou catolico praticante,penso mesmo que é um dos absurdos nacionais o numero de feriados catolicos que este país carrega(deixando de produzir)em país laico.Isto sim é grave e deve ser combatido com energia.Comparar um cardeal em missão diplomatica ao Vaticano a um missionario que até onde sei não é representante de ninguem com exceção de si proprio em viagens do interesse de seu proprio empreendimento religioso,porém,me parece forçação de barra ao extremo.Abraços do Pawlow

josy em 27 de novembro de 2011

pq se ele e capaz de vender a palavra de deuso ele pode tudu depois do rei edy macedo

esmeralda em 27 de novembro de 2011

IMPRESSIONANTE, COMO TODO MUNDO, SEM VERIFICAR VERACIDADE, EMBARCA EM QUALQUER NOTÍCIA QUE DÃO.CONHECENDO O COMPORTAMENTO ILIBADO DO SR. RR SOARES, TENHO A CERTEZA DE QUE SE ALGUÉM LHE OFERECEU ISSO, ELE NÃO ACEITOU!! Vcs são tão tontos, que nos comentários misturaram até drogas com este servo do Senhor!!

adroaldo em 26 de novembro de 2011

Se os bispos católicos podem,então é de direito que as outras denominações religiosas também possam,ou há discriminação,preconceito,como noto em alguns depoimentos aqui conferidos. Bispos católicos também não deveriam ter esse privilégio. Passaporte diplomático só para quem exerce ou vai exercer missão no exterior em nome do país -- esta é a simples norma de uma só linha que deveria reger a questão.

Gustavo Castro em 26 de novembro de 2011

Eu não sou defensor de nenhum destes "bispos" que aparecem na televisão, vendendo milagres, etc. Mas, neste caso, sou obrigado a discordar desta polêmica toda. O Brasil é um Estado Laico, não deveria conceder este tipo de passaporte para religiosos. Não entendo o porquê de todo esse alvoroço agora. Está errado, mas cardeais católicos sempre tiveram este tipo de "regalia" (sem ofender). Se uma religião pode ter este documento para seus líderes, por que outras também não podem?! Mesmo sendo Vaticano um Estado, os cardeais (brasileiros) usam os seus passaportes (brasileiros) para o "interesse da nação" - BRASILEIRA?! Se tem uma regra, que ela tenha mesmo peso para todos, independente de ser católico, protestante, espírita, umbandista, dentre tantos outros líderes religiosos que existem no Brasil. PS: independente dos princípios éticos destes. Abraço Sou totalmente contra que se conceda passaporte diplomático a cardeais católicos ou a quem quer que seja que não esteja de alguma forma representando o país em missão oficial no exterior. Para mim, a regra deveria ser esta, e simplíssima. Não estou discriminando ninguém, caro Gustavo. Mas o senador pedir, em nome do Senado da República, um passaporte para seu titio televisivo -- e para a titia também -- é um entre tantos exemplos de como os que chegam ao poder se acham donos do país.

nino em 25 de novembro de 2011

Tá tudo dominado...

MARCELO-RS em 25 de novembro de 2011

Realmente ja passou dos limites todos esse falsos profetas que se autodenominanm de bispos, apostolos e sei lá quanta outra coisa que inventaram agora? querem privilegios de DIPLOMATA? é muito claro TODO O QUE GERA GRANA E VANTAGEM ESTA RELACIONADO A POLITICOS E IGREJAS!!! CORRUPÇÃO!!

Geneurônios em 25 de novembro de 2011

Estas igrejas e seus pastores devem ter ligação com o tráfico de drogas e armas. Só não vê quem crê!!!

Think tank em 25 de novembro de 2011

Qual a razão de se elogiar o dono do Sarneykistão? A aberração é tamanha na Cleptolândia que agora tem que elogiar quem pede que as regras institucionais seja cumprida? E o passaporte expedido à famiglia do chefe do MENSALÃO-2005, o Itamaraty e PF continua nos embromando? Caro Think Tank, você tem toda razão em que Sarney, no caso, não fez mais do que obrigação elementar. Mas eu o critico tanto que achei bom fazer a ressalva. Sim, a aberração na Cleptolândia é tanta que quem cumpre a lei precisa ser elogiado...

Rafael em 25 de novembro de 2011

É um absurdo!O pior e mais imoral é a relação de parentesco entre o senador e o pastor. Mas o RJ merece o que tem.

SCF em 25 de novembro de 2011

Prezado Setti, entendo haver uma questão moral que envolve isonomia: se as autoridades católicas têm esse passaporte desde sempre, então é justo que bispos evangélicos também o tenham. Não importa o que os ateus e detratores vociferem, o fato é que o missionário Soares é pregador e faz missões de evangelismo internacional há mais de 30 anos, e sempre deu um bom testemunho do Brasil lá fora. Agora, se querem tirar o passaporte diplomático, que se tire DE TODOS, A COMEÇAR PELA PARENTELA DO LULA, QUE NÃO TEM NENHUMA FUNÇÃO PÚBLICA OU SOCIAL.

Vera Scheidemann em 25 de novembro de 2011

Complementando meu comentário anterior: sou católica mas não sou parcial. Concordo com a Isabel - nenhuma autoridade religiosa deveria ter o tal passaporte. Vera

Vera Scheidemann em 25 de novembro de 2011

Pelo visto a farra da distribuição dos passaportes continua. É uma vergonha ! Vera

antonio em 24 de novembro de 2011

esses "pastores" fazem tantos milagres, curam tantas doenças - até agora eu só no ví curar emmoródas ao vivo- e ainda naõ descobriram um milagre para "desmutiplicar as filas, ou andarem sobre os mares.

ClênioCórdova em 24 de novembro de 2011

É por este e outros motivos que não acredito mais nestes pastores safados.

Tuco em 24 de novembro de 2011

. Já que o assunto são esses confortáveis documentos, como ficou aquela vergonha dos passaportes da Lula*** Family? Que eu saiba, ficou como estava: todo mundo com o seu. .

Isabel em 24 de novembro de 2011

A lei tem que ser para todos. Se os bispos católicos podem os outros religiosos também podem. Ou corta o passaporte de todos ou não corta de nenhum.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI