Faz um barulhão daqueles o silêncio do ex-presidenciável do PSDB José Serra sobre a oficialização, ontem, quarta, 13, do novo partido, o PSD, invenção do prefeito de São Paulo e seu pupilo Gilberto Kassasb (ex-DEM), com evidente pretensão de deixar a oposição e aderir ao governo.

Tudo o que se tem até hoje a respeito do assunto é a declaração à agência de notícias Reuters de uma fonte próxima ao ex-governador, no dia 21 do mês passado, e que pediu aos jornalistas para não ser identificada publicamente, assegurando que Serra “não incentivou” a criação do novo partido.

“O Serra não estimulou o novo partido. Para o Serra, não há interesse neste partido”, disse a fonte, na ocasião. Serra também não teria incitado a saída do Kassab do DEM – aliado histórico do PSDB — e muito menos concordaria com a ideia de uma futura fusão do PSD com partido que integre a base da presidente Dilma Rousseff, algo que, aparentemente, Kassab passou a descartar.

A manobra de Kassab afasta dos tucanos aliados importantes e, se tiver algum êxito, prejudicará as aspirações tucanas de voltar à Presidência em 2014.

Apesar disso, Serra até agora não veio pessoalmente a público para dizer como ficam suas relações políticas com o prefeito. Em suma, ainda não colocou a cara para bater.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =

Nenhum comentário

fafa em 17 de abril de 2011

Surpreendente as professias da Karla - 14/04/2011 às 20:23 Sinceramente, Serra conseguirá ser pior do que parece, em isto sendo verdade. Ai realmente, é a vaidade em primeiro lugar. Bem, mas acho que ele pelo menos já acordou que o queridinho agora é o Aecio Neves. Melhor que ele, certamente, é.

Leandro em 16 de abril de 2011

Se for este o "trabalho" do Serra, só vem a provar que se trata de um político menor, preocupado apenas com sua vaidade pessoal. Se tivesse uma visão de estadista, pensaria primeiro no bem do País, depois no do partido e por último em si. Vamos aguardar.

Marcelo em 15 de abril de 2011

Respeito bastante o Serra como companheiro tucano, mas já tô com um pé atrás. NUNCA vou dar um voto a essa corja oportunista/traidora do Kassab - que, por sinal, ainda não chegou ao meu Rio Grande do Sul (embora tenha quase absoluta certeza que nosso amado governador Tarso Genro já deve estar em negociações, conhecendo o corvo que ele é) - e eu não duvido que o Serra esteja por trás disso tudo. Já tem gente apelidando o partido da boquinha brasileira de "Parte Serrista do DEM". E o pior de tudo: muita gente genuinamente de oposição tá gostando dessa ideia porque tem a Kátia Abreu no meio. Só sei que vai ser muito engraçado se, depois de tantos anos vendo os militantes "tucanos" paulistas mais bairristas acusarem o Aécio de traidor, 2014 trouxer pra gente uma disputa entre Dilma (PT), Aécio (PSDB) e Serra (PSD). Se o ego do Zé Serra se mostrar mais alto e ele trair o partido que o trouxe ao poder, serei oposição a ele também. Serra, respeite sua história honrada e reconheça que a sua chance, infelizmente, já foi! Dê espaço a novos nomes que não estejam intrinsecamente ligados ao tucanato paulista (melhores nomes, pra mim, seriam Aécio ou Beto Richa). O PSDB nunca lançou um candidato a presidente de outro estado, e as campanhas paulistas não tem surtido muito efeito desde 2002.

dilson em 15 de abril de 2011

sou serra ate a morte,nao importa psdb ou psd serra 2014 ja.vitoria -es

Mario Arone em 15 de abril de 2011

Acho que o próprio Serra está por trás desta criação. Gilberto Kassab está esvaziando o DEM em SP, e partirá depois para cima do PSDB, nada me surpreenderá, se após um embate entre Serra e Aécio, o próprio não desembarque do PSDB, para o PSD.

Jota em 15 de abril de 2011

Quanto mais a oposição se fragmentar e se dividir, melhor para o lulopetismo.

Nonato Medrado em 15 de abril de 2011

Serra é a criatura política mais superestimada da história da República, do império, da colônia, e desde os pajés e caciques mais remotos dentre os nossos velhos pais. Como uma farsa do naipe consegue ter a sobrevida que tem? Eu sei! Ou desconfio, pois não sou um descerebrado, não importa o que digam os moldeques de recado do soi-disant eterno candidato mas preparado. Lembrei-me e uma frase, não sei se do Millôr ou do Sérgio Porto: em outras palavras, quer dizer o seguinte: E daí que seja preparado? Soda cáustica também é preparada, mas só serve pra desentupir privada.

Jose carlos em 14 de abril de 2011

É, seu serra, é bom coçar a careca, mesmo.... o governo que temos hoje é graças ao seu partido!

Karla em 14 de abril de 2011

O PSD é a legenda - do tipo stand by - que José Serra adotaria, para sua candidatura à presidência. Caso os tucanos decidam por Aécio Neves. Nada mais do que isso. Nem as andorinhas mais inocentes acreditam que Kassab tenha neurônios aguçados o suficiente para uma manobra tão ousada e de um sucesso que, em termos relativos, mostrou-se surpreendente dado o número de recrutados logo na largada. José Serra já mostrou que vai brigar dentro e fora do seu Partido. Enquanto Aécio procurava se apresentar como o arauto do novo PSDB, José Serra manobrou para desidratar o tucano no nascedouro. Pode perfeitamente ser isso, prezada Karla. É aguardar pra ver. Abraços

esther correa em 14 de abril de 2011

Oi Ricardo O Serra nunca dá a cara p/ bater. Por isso é que o acho um covarde. Como é que é? Como é que pode uma pessoa da oposição não dar a cara p/ bater? Esse é o Serra. Nunca fala nada a respeito de coisas e partidos que dizem diretamente respeito a ele. Ai, ai, ele não quer se comprometer. Votei nele, porém, acho-o muito fraco p/ ganhar quaiquer eleições. Ele já provou isso.

Roberto Kenard em 14 de abril de 2011

Estranho esse PSDB. Bom, escrevi o artigo "Neurônios de Lula continuam na Faixa de Gaza", a respeito do que disse o ex-presidente sobre o belo e sensato texto de FHC. Aqui: http://www.robertokenard.com Dê uma lida. Grande abraço

Rodrigo em 14 de abril de 2011

Ricardo, sempre ouvi que José Serra age forte nos bastidores. Então...

Agilmar Machado Filho em 14 de abril de 2011

Estou ansioso para ver a resposta que os eleitores de São Paulo darão ao Kassab.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI