Silêncio de Serra quanto à virada de casaca de Kassab tem um nome: omissão

Está fazendo um barulhão danado o silêncio sepulcral do ex-governador paulista e ex-candidato à Presidência José Serra (PSDB) sobre a possível ida para o PMDB — e para as hostes governistas — de seu aliado e protegido, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM).

Serra pretende ser o grande líder dos tucanos, e certamente é um dos grandes nomes da oposição, goste-se ou não dele.

Grandes líderes, porém, não silenciam em momentos assim.

A isso chama-se omissão.

Deixe uma resposta para fafa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =

Nenhum comentário

  • Celinha/Marília-SP

    Caro Setti, esse silêncio perturba, de verdade. Qualquer um que admire o Serra (e não tenha informações privilegiadas) está com a pulga atrás da orelha agora. Ou seria isso um sinal de rendição? Vamos acompanhar. Abração!

    Outro abraço pra você. E obrigado!

  • Ricardo

    Alguns alegam que é uma forma de evitar que o PMDB caia nas mãos do PT, mas não cola muito…

  • carlos nascimento

    Ricardo,
    Concordo plenamente com suas considerações, já passou da hora do SERRA sair do atual estado de DEMÊNCIA, sim demência, pois não posso crer que um politico que aspire ser Líder do País tenha esse tipo de comportamento.
    Ontem postei comentário na coluna do AN pedindo que o Serra tome um chá de simancol e fale, sugeri inclusive que êle vá ao RODA VIVA.
    Vamos aguardar.
    Carlos Nascimento.

  • Diocleciano

    Uma coisa é certa: com essa atitude Kassab acaba de perder o apoio que tinha da grande imprensa paulista (globo,veja,estadão,folha…). E se ele aliar-se ao PT aí o sarrafo vai comer pesado. Basta ver o que aconteceu com Gabriel Chalita.
    Reinaldo Azevedo já deve está armando sua artilharia.
    A imprensa defensora do PSDB logo levantará algum malfeito de sua administração. Que deve ter aos montes; mas não interessava dilvulgar devido à aliança com o PSDB.

  • Julio

    Ricardo, insisto, o futuro do Serra é no PMDB. Contra Dilma ou Lula é a única chance que ainda possa ter.Júlio

  • Carlos Costa

    “Grandes líderes”,a pouco, meu amigo disse-me,que essa lagartixa do serra perdeu a eleição,por puro preconceito com o povo Paulista.Acho que não,a resposta foi dada,pelo jornalista, neste artigo.
    “Grandes líderes”.
    Até um cachorro molhado,com um grupo de marqueteiros,seria eleito, nesta última eleição,para presidente.
    O que falta são “GRANDES LÍDERES”,homens compromissados com o bem público,homens com moral na cara,homens que não se vendem,homens com dignidade,com cárater…convenhamos; isso não existe no Brasil,só existem vendidos,sem vergonha na cara.

  • Anderson

    As análises daqui estão muito maniqueístas. Nem sempre é o bem, contra o mal. Apesar de o Serra ser o candidato do Bem (Urgh).
    A questão é: com o Kassab no PMDB o PT fica mais próximo e faz uma força política para enfraquecer (ou pelo menos preocupar!) a frente Geraldo/Aécio.
    E o Serra tá em silêncio porque tem que ficar. Ninguém quer ouvir o que ele vai falar e corre risco do que o que ele falar não ser o que ele defendeu nas eleições e nem o que ele acredita.
    Então, fica quieto Serra que assim você aparece mais…

  • costamcs

    Ricardo, não me estranha essa atitude do Serra. Ele foi omisso na última eleição quando deixou para o último minuto para se confirmar candidato, enquanto Lula e Dilma percorriam o Brasil inteiro. Foi omisso, também, quando não soube aproveitar o legado de FHC, rebatendo a altura as falsas acusações de Dilma, e quando não soube usar contra ela, Lula e o PT os inúmeros absurdos que cometeram no poder. E pensar que no início da campanha ele usou uma foto do Lula, faz chorar de ódio quem esperava dele uma oposição de verdade.
    Como é uma pessoa centralizadora e arrogante, no momento só deve estar preocupado com o que seus seguidores chamam de traição ao PSDB: a tentativa de Sergio Guerra de se reeleger presidente. Ainda não entendi aonde está a traição. Por acaso o partido pertence ao Serra? Todos devem ficar esperando a sua majestade se pronunciar se quer ou não ser presidente do PSDB para então os outros poderem se articular?
    Eu tenho lido aqui na Veja, naquele blog que é um feudo serrista, que há pessoas que odeiam o Aécio Neves tanto quanto dizem odiar o PT. O pessoal diz que o Aécio é um traidor e que por culpa dele o PT venceu em MG. Ok, pode até ser. Mas aí eu digo: E por culpa do Sr. Serra nós perdemos no Brasil. Tá bom assim?
    Abraços, Marcia Soares

    Valeu, cara Marcia. Obrigado por seu comentário. E volte mais vezes aqui, tá?

    Abraços

  • anonimo

    Ué? E pq o Serra vai se meter na grande confusão do DEM?
    Já não basta a confusão no PSDB?

  • Silvio

    É possível que Serra esteja em uma sinuca de bico,pois, caso Kassab vá mesmo para o PMDB, o ex-governador será responsabilizado pela “traição”, por ser seu padrinho político.Caso isso não ocorra, Serra terá que encontrar uma fórmula dentro do PSDB paulista, para que o prefeito seja candidato a governador pelo DEM, de forma exclusiva, ou seja ,sem um competidor tucano.O que me parece inviável.Ou ,se está articulando uma terceira via, Kassab vai primeiro e Serra o segue logo depois na direção do partido de Temer,viabilizando assim ambas as candidaturas; Serra à presidência e Kassab ao governo.Esta última alternativa, no meu entender, seria um duplo suicídio político, pois os paulistas se sentiriam traídos e se negariam a votar nos dissidentes.Daí, o silêncio indecoroso de Serra.

  • fafa

    Nem tao grande lider assim, não é Setti?
    Penso que daqui a pouco tempo, Serra será enterrado politicamente e esse “grande lider” será esquecido.

    Não escrevi que ele é “o” grande líder da oposição, mas sem dúvida é um dos grandes nomes com que a oposição conta, embora, para mim, sua vez como candidato a presidente já passou definitivamente.

    Abraço

  • fafa

    Mas sinceramente, esse silencia´só pode ser justificado por um interesse pessoal de poder, o que Serra sempre deixou transparecer.
    Serio Setti… voce acredita que Serra será (?) o grande lider da oposição? Sobretudo depois da campanha feia do ano passado, onde abraçou os valores direitistas mais ultrapassados?
    Não creio que ele possa representar o interesse da maioria dos brasileiros. Sinceramente, não acredito!

    Eu escrevi que ele pretende ser. Para mim, é um dos dirigentes importantes da oposição, mas sua vez de ser candidato a presidente definitivamente passou.

  • Rosa Maria Pacini

    Não me espantaria nenhum um pouco se o Serra migrasse para o PMDB, pois toda essa movimentação do Kassab provavelmente tem o aval dos serristas, com os quais ele é muito ligado. Aí, sim, fariam “algum sentido” as sandices que o Serra cometeu na campanha presidencial, bem como o seu silêncio atual. Mas, concordo com você: a hora de ele ser candidato à presidência já passou.

  • Altamiro Martins

    Prezado Setti,

    Mudando um pouco de assunto, mas ainda sobre o José Serra, você sabe o que há de verdade em relatos acerca da demissão do Maestro John Neschling da Osesp, na gestão Serra? Pode ser que seja apenas fofoca, mas as supostas circunstâncias mencionadas me pareceram reveladoras de um temperamento mesquinho, autoritário.

    Quem o demitiu foi o presidente do Conselho da OSESP, o ex-presidente FHC. Neschling é um homem talentosíssimo e muito controvertido. Havia muita oposição a ele na OSESP, ele criou muitas arestas. Não estou inteirado de detalhes, mas foi nessa linha.

  • Kitty

    Olá Ricardo,boa noite!!!!
    Sempre o ex-candidato Serra me inspirou confiança
    e respeito.A pesar dos erros cometidos durante a
    corrida ao Planalto,talvez,por falhas na estrategias escolhidas pelos conselheiros de campanha, eu,ainda tinha esperança que houvesse
    uma reviravolta,pelo fato de ter conseguido chegar
    ao segundo turno.Estou decepcionada pela paralesia
    que acomete ao PSDB,passam a impressão que ainda
    não souberam afinar o discurso.Se cogita até a possibilidade do Serra ladear-se para o PMDB de Temer por causa do Kassab.Não acredito nisso!!!!
    Têm muita gente de olho no PMDB dessidente,e desde
    a morte do ex-governador Orestes Quercia,está orfão
    de líderes.Quem será o herdeiro dessa fatia importante do Partido? Não menos importante são as
    picuinhas entre o Serra e o Aécio.Todos nos sabemos
    que não há espaço suficiente para dois galos em um
    galhineiro!!!
    Ricardo,estou ansiosa de assistir o programa na TV,
    onde o PSDB vai veicular um “revival”do partido,
    sem medo de mostrar os grandes logros positivos
    da era FHC.Quanto á Serra,pediría que não seja omisso,espero dele uma posição.Queremos ouvi-lo!!!Nos deve esso aos 44 milhões que votaram nele.

  • Roberto P. Pedroso

    Caro Ricardo,
    Desculpe mais uma vez estar utilizando um post para fazer uma pergunta sobre um assunto totalmente diferente.
    – Porque nada se noticia sobre Aluysio Nunes, ele teve uma votação expressiva, caso ele recebesse apoio dos meios de comunicação não seria uma forma de construir um opositor de peso no Senado Federal com um maior apoio da população que votou nele?
    http://robertopontocom.wordpress.com/
    – Quando ao Serra sinceramente eu também gostaria que ele adotasse uma postura mais ativa e próxima do grande número de Brasileiros que confiaram seu voto nele.

    Caro Roberto,

    Pouco se noticiou sobre o senador Aloysio porque, tal como os demais eleitos pela primeira vez na eleição de 2010, ele só está tomando posse hoje.

    A tendência agora é ele aparecer mais.

    Abração

  • Ricardo Quintana

    Caro Senhor,
    Infelizmente, o Sr. José Serra é a maior decepção enquanto político, ainda mais de “oposição”. Por sinal oposição a que? ao eleitor?

  • Skander

    Onde está você José Serra?
    Notei que continuas “twitando” com amenidades do futebol e algumas críticas amenas ao governo. Na minha opinião não é “twitando” que você vai fazer jus aos votos que lhe demos para presidente e que devem agora ser usados para fazer oposição ferrenha ao governo que aí está, cobrando promessas de campanha, propondo alternativas consistentes, mostrando-se ao seu eleitorado que ainda tem fôlego para enfrentar nova candidatura começando pela superação das brigas internas do seu partido.

    Vamos lá…

  • O que querem as mulheres de 20 ?

    Aí fica no ar aquela pergunta chata, mas necessária ( uma verdade inconveniente como diria o Al gore ). Afinal, o que quer a oposição ?