Foi um acontecimento, uma explosão: com 106,5 milhões de telespectadores, a transmissão do Super Bowl 2010 — a decisão da National Football League (NFL), a liga de futebol americano — se tornou o programa mais visto da história da TV americana, batendo um recorde que perdurava há 27 anos: as 105,9 milhões de pessoas que, segundo o instituto Nielsen de pesquisas, assistiram ao capítulo final da série M*A*S*H*.

Neste domingo, 6, às 22 horas de Brasília as atenções estarão concentradas tanto na partida entre os arqui-rivais Green Bay Packers e o Pittsburgh Steelers quanto num novo possível recorde de público. Não é por acaso, portanto, que um comercial de 30 segundos nos intervalos da transmissão pode custar em média 2,2 milhões de dólares — razão pela qual as agências entram em furiosa competição de criatividade que torna os anúncios, criados especialmente para o Super Bowl, uma atração à parte.

Além de incluir o espaço publicitário mais caro do mundo, o Super Bowl se tornou um dos eventos esportivo mais lucrativos do planeta. A decisão deste final de semana deve render espantosos 10 bilhões de dólares, praticamente o PIB do Afeganistão.

Os ingressos para acompanhar os touchdowns ao vivo no estádio custam entre os 1.500 e 20 mil dólares. Mesmo assim, o Cowboys Stadium, em Arlington, no Texas — sede dos campeoníssimos Dallas Cowboys — terá a lotação de 111 mil lugares esgotada.

Outro número impressionante envolvendo o Super Bowl é a quantidade de alimentos devorada durante o evento – é o segundo dia de maior consumo de comida nos Estados Unidos, atrás apenas do Dia de Ação de Graça, celebrado sempre na quarta quinta-feira de novembro. Segundo a Snack Food Association são consumidos, por exemplo, cerca de 5 milhões de quilos de batatinhas, 6 milhões de quilos de abacate e 2 milhões de quilos de pipoca.

Assista abaixo um dos comerciais milionários que serão exibidos durante o Super Bowl no domingo. Amanhã, colocaremos no ar mais três.

Veja só:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 14 =

6 Comentários

wilson em 05 de fevereiro de 2011

Setti seria bom levar o bando dos 13 digo clube dos treze para aprender como se consegue público, dindin muito dindin e dar dirvesão ao torcedores. E não esta jequice bancada pelo plimplim com ameaça de piorar com a emissora do bispo de mamom.

jfaraujo em 05 de fevereiro de 2011

É incrível ver como os veículos estrangeiros estão invadindo os EUA. Entre as propagandas apresentadas anexas ao texto, não há uma de veículo americano.

Joe em 04 de fevereiro de 2011

Caro Setti, obrigado pelo post. A primeira partida de futebol americano de assisti foi em 1986 e apaixonei-me pelo esporte. De lá para cá sempre procurei acompanhar as temporadas, cujo coroamento é o Super-Bowl. Fico sinceramente emocionado ao ver a abertura, um espetáculo esportivo que se alia ao civismo. O respeito de que goza o torcedor nos USA é impressionante. Certa vez entrei para assistir uma partida de futebol americano quando já transcorrida metade do primeiro quarto (assim compra-se ingresso mais barato dos cambistas - lá também tem), peguei um elevador, fui até o meu assento e, muito embora o estádio estivesse praticamente lotado, o meu lugar estava lá, aguardando por mim. Outras vezes, assistindo baseball, acompanhei o povo cantando "The star spangled banner" e é de arrepiar. A letra aparece em um telão, normalmente de alta definição, e todos, inclusive os estrangeiros, cantam. Bem, falando dos comerciais, usualmente eles são produzidos para a veiculação no Super-Bowl e são extremamente aguardados, porque se sabe do empenho dos publicitários em fazer o melhor comercial possível, a um custo estratosférico. Finalmente, uma curiosidade em relação ao preço dos carros anunciados. Pela cotação de hoje, temos: VW Passat = R$ 46.700 VW New Beetle = R$ 33.400 Kia Optima = R$ 33.400 Audi A8 = 130.000 Ai que tristeza quando comparo com os nossos preços ... Por essas e outras coisas que você descreve é que os EUA -- o Grande Satã para as esquerdas -- são o colosso que são. Respeito é bom e eu gosto, e lá tem de sobra. E também fiquei estatelado com os preços dos carros. Meu Deus do céu! O que o IPI e o ICMS fazem com o bolso do consumidor brasileiro, não? Abraços

jfaraujo em 04 de fevereiro de 2011

A propaganda do besouro é muito bacana!!!

Seilon em 04 de fevereiro de 2011

Pena que a TV aberta do Brasil não o transmite... É mesmo...

cacalo em 04 de fevereiro de 2011

que maravilha, que execução. em compensação, enquanto aguardava o início do jn tive o desprazer de assistir a uma das mais ridículas e malfeitas cenas que vi na vida, um barquinho, teoricamente no meio de uma tempestade, com dois dentro, sequinhos, sequinhos, numa novela da zi globe, nosso padrão de qualidade... pobres de nós... Valeu, Cacalo, amigo. Obrigado pela presença constante aqui. Um abração

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI