Tráfico de influência que envolveria Dirceu faz oposição convocar empresário para depor no Senado

Amigos, os partidos de oposição no Senado — PSDB, DEM e PPS — querem convocar o empresário Fernando Cavendish para depor, depois que reportagem publicada na edição desta semana de VEJA mostra seu envolvimento em suposto caso de tráfico de influência junto ao governo por meio do ex-ministro José Dirceu.

“Com alguns milhões, seria possível até comprar um senador para conseguir um bom contrato com o governo”, diz Cavendish na reportagem, que tem o título de “O segredo do sucesso”.

Um problema: a convocação depende do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Leia reportagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × três =

Nenhum comentário

  • Alvaro

    Caro Setti
    Vou modificar o último parágrafo.
    Um problema: Como depende dele, e se o chefe cobrar cobrar pela transação?

  • Not funny

    Essa tal “oposição” vai convocar o empresário para barganhar a cota para ser comprado?
    Com tanta oferta, alguns milhões pode vira algumas centenas de merrecas.

  • Mauro Pereira

    Caro Ricardo Setti, boa tarde. Espero que tenha passado um ótimo final de semana com os seus.
    Esta é uma rara oportunidade do Senado Federal recuperar um pouco da dignidade pulverizada ao longo dos últimos anos por denúncias de corrupção e subserviência explícita ao Executivo.
    O empresário, amigo do governador do Rio de Janeiro, atingiu a honra daquela Casa. Se José Sarney, presidente da instituição recorrer à prática de ouvidos moucos para minimizar a acusação seríssima, deveremos, então, entender que realmente pode-se se comprar um senador da República e não será necessário nem muitos milhões de reais.
    Ou a base aliada convoca o empresário para confirmar ou desmentir a reportagem de Veja, já que a oposição não tem número suficiente para tanto, ou estarão confirmando o que grande parte dos brasileiros já desconfia: tem senadores à venda!

  • Marco

    Amigo Setti: Nesse mundo dos negócios se tornou um hábito o sucesso cheio de astúcia,isso decorre de quem se conhece particularmente bem e de como saber se servir dele.
    Abs.
    PS: Saudações ao Mauro Pereira. O nosso poeta da realidade.