Matéria de 1969: Uma democracia sem romantismo

O esquema da reabertura política não atenderia aos radicais e nem teria"os sonhos de uma democracia romântica"; os chefes militares não se opunham à reabertura do Congresso

Matéria de 1969: Uma democracia sem romantismo O vice-presidente Pedro Aleixo, autor da reforma constitucional, e Costa e Silva (Foto: Agência O Globo)
uma-democracia-sem-romantismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + catorze =