Image
O chanceler russo, Sergei Lavrov, cumprimenta o secretário de Estado norte-americano, John Kerry: de acordo, mas evitando provocações (Foto: Reuters)

Uma boa surpresa para a paz na Península Coreana: o governo russo, que depois da guinada nacionalista encetada pelo presidente quase vitalício Vladimir Putin não perde uma oportunidade de confrontar os Estados Unidos, disse hoje concordar com a posição de Washington na crise com a Coréia do Norte.

Vejam só:

Da Editoria Internacional do estadão.com.br

O chanceler russo, Sergei Lavrov, disse em Londres nesta quarta-feira, 10, que o Kremlin concorda com a posição do governo americano na crise com a Coreia do Norte, mas advertiu que qualquer movimento militar pode dificultar a chance de acalmar a tensão na Península Coreana.

Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Yun Byung-se, pediu que Rússia e China usassem sua influência junto a Pyongyang para contornar a situação.

“Não há desacordos com os Estados Unidos sobre a Coreia do Norte, disse Lavrov durante uma reunião de chanceleres do G-8 em Londres. “Mas ninguém deve assustar ninguém com manobras militares. Há uma chance de as coisas se acalmarem.”

Exercícios militares conjuntos dos Estados Unidos e da Coreia do Sul em março, após um teste nuclear norte-coreano, agravaram a retórica agressiva de Pyongyang.

“Através de uma estreita colaboração com a Rússia e a China, o governo sul-coreano continua realizando esforços para persuadir a Coreia do Norte a mudar sua atitude”, detalhou Yun durante um comitê parlamentar, em declarações divulgadas pela agência “Yonhap”.

Além disso, Yun disse que a comunidade internacional está unida “de maneira coerente e decidida frente às ameaças e provocações, aos testes nucleares e ao lançamento de mísseis” de Pyongyang.

A Coreia do Norte, cujo isolamento é cada vez mais pronunciado, conta com Rússia e China como praticamente seus únicos aliados, sobretudo no aspecto econômico, embora se desconheça a capacidade das duas potências para frear as intenções do regime de Kim Jong-un. / REUTERS E EFE

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + vinte =

14 Comentários

Corinthians em 13 de abril de 2013

Setti, Perguntar não ofende: Adianta renegar a carta de apoio à Coréia do Norte e manter o desejo de criar um estado semelhante aqui no Brasil de acordo com seu programa partidário ? Não, não adianta, meu caro Corinthians. Abração

Daniel B. Silva em 11 de abril de 2013

Na minha opinião de leigo e ignorante no assunto, me atrevo a dar um conselho aos americanos: cuidado, muito cuidado com Russos e Chineses.

Fernando Costa em 11 de abril de 2013

Mas o PT, o PC do B e o PSB, de Eduardo Campos, estão dispostos a pegar em armas pra defender aquela aberração política. Gostaria de ouvir uma declaração do Patriota sobre as provocações da Coréia do Norte.

Luiz C. em 11 de abril de 2013

Esta hostilidade por parte da Coreia do Norte tem dia e hora para terminar: No exato momento em que atracarem nos portos daquele País, vários navios com contêineres cheios de comida para o faminto povo norte coreano.

ricardo em 11 de abril de 2013

Bem..,até agora pelo que vi,quem está ao lado da Coréia do Norte é o pt e outas siglas comunas do Brasil.Desejo de coração,que todos eles desembarquem na Coréia para defendê-los - afinal,companheiro que é companheiro,jamais foge da luta -, em caso de guerra.O mundo e principalmente o Brasil ficaria bem melhor.O ar ficaria mais puro.

arilson sartorato em 11 de abril de 2013

Só O PT e seus aliados estão ao lado do governo psicopata da Coréia do Norte, como não poderia ser diferente.

gilson acácio de oliveira em 11 de abril de 2013

Não é verdadeira a informação de que Rússia e China seriam praticamente os dois únicos aliados da Coréia do Norte : PT, PcdoB, UNE, e mais alguns idiotas aqui da banânia, assinaram manifesto condenando os EUA e apoiando a democrática Coréia do Norte. Só não vê quem não quer: se eles apoiam essas democracias de Cuba, Venezuela, Coréia do Norte, Irã, etc, a petezada pretende "democracia" idêntica para nós. Fora PT, fora Lula, fora Dilma.

Ismael Pescarini em 11 de abril de 2013

Graças à carta de apoio do PT e graças à entrevista do embaixador brasileiro no DC, sabemos que a Coréia perdeu a Rússia mas ganhou o Brasil como forte aliado. Sem duvida, contribuir com um regime genocida e terrorista é uma super consistente estratégia de paz para a região.

Leonardo X em 11 de abril de 2013

A esquerda brasileira, convictamente regressista, deve estar acusando a China comunista de revisionista. Ela anda um pouco desorientada com a morte do guru Hugo Chávez e o silêncio dos dirigentes da matriz cubana e deve estar esperando Maduro resolver o problema da campanha eleitoral. Mas assim que receber novas diretrizes de Caracas, ela vai se manifestar sobre com mais veemência do que pode uma simples nota de protesto.

Bruno Sampaio em 11 de abril de 2013

Chega uma hora em que até mesmo um simpatizante do comunismo se toca que lugar de louco é no hospício!

Japona em 11 de abril de 2013

Se alguém está surpreso com o destempero bombástico do jumjimjam não deve perder tempo. Todo comunista é assim mesmo: o superlativo do idiota. É por isso que seus filhotes, os esquerdistas, não são lá muito bons da cabeça. Alguns falam relinchando; outros vivem rastejando com língua bifurcada; outros ainda são duros como coprolitos, ou seja, cocô fossilizado, e por aí vai....

Marcondes Witt em 11 de abril de 2013

A meu ver, interessante entrevista feita pelo jornal Diário Catarinense com o embaixador brasileiro na Coreia do Norte, diplomata de carreira natural da catarinense Blumenau, publicada na última 6ª feira. Óbvio que não se pretende defender o regime norte-coreano. É uma entrevista com alguém que vive naquele país, e considerando as limitações inerentes à função, traz uma visão 'do outro lado'. Link: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/mundo/noticia/2013/04/entrevista-coreia-do-norte-chama-embaixador-do-brasil-para-explicar-tensao-4096693.html O material é interessante, de fato, caro Marcondes. Um abraço e obrigado por tê-lo propiciado para os leitores.

Rosalinda em 10 de abril de 2013

Licença, Ricardo Setti. Mas não está na hora de fazer uma consistente abordagem sobre o retorno triunfal da inflação - do tomate ao vinho de mesa? Veja só as especulações bastante pedestres de um próximo: Meu cunhado Alfredo, tão débil mental que parece eleitor petralha, às vezes tem uma epifania. Durante uma de suas cogitações exotéricas de filosofia política tudo indica que ele sacou mesmo o lance de Dilma Rousseff e do PT. Não foi ela mesma a dizer, em público e em alto e bom som, que não sacrifica o crescimento pela inflação? Pois então, olha só a sacação do bastardo do Alfredo: Madame la Présidente deu a senha para os grandes (e pequenos) do setor de alimentação fazerem a farra de preços até meados de 2013. Os preços estacionam e o distinto público se conforma e conforta. No próximo ano, ano eleitoral, eles (os empresários) enchem as burras dos petralhas & associados. Com direito a choro. E nunca foram tão felizes...Elles! O cara não é bom, esse Alfredo? Cara Rosalinda, tenho publicado com frequência posts sobre o problema da inflação no blog. Curiosa e infelizmente, eles têm pouca leitura. Mas continuo e continuarei publicando. Um dos mais recentes está no link http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/declaracoes-de-dilma-na-africa-do-sul-amarram-as-maos-do-banco-central-no-combate-a-inflacao-pessimo-sinal/ Abraços

luiz em 10 de abril de 2013

E apareceu uma lista de animais irracionais apoiando a Coreia do Norte, nesta lista aparece o famigerao PT e alguns partidos denominados comunistas ( Bando de idiotas ). PT, PARTIDO DA ÉTICA E DA MORAL. FORA LULA, FORA DILMA, FORA PT.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI