Delúbio Soares, centro do furacão do escândalo do Mensalão como tesoureiro do PT, foi expulso do partido no mesmo ano em que a maracutaia veio à tona — 2005.

Mas ele mantém um blog, Companheiro Delúbio, com direito a estrelinha do PT e tudo.

O mais interessante do blog do “companheiro Delúbio” é o item “Quem sou”, que resume sua biografia. De uma sobriedade absoluta. Nem uma palavra, nem uma vírgula sobre o Mensalão, sobre ser no momento réu de crimes graves perante o Supremo Tribunal Federal e sobre sua expulsão do PT. A biografia é seca e formal como a de um espartano general. Como não menciona os crimes de que é acusado, também não se defende.

É como se nada de mais sério tivesse ocorrido em sua trajetória a partir de 2005.

Confiram vocês mesmo aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + dezoito =

Nenhum comentário

Luiz Augusto em 22 de janeiro de 2011

Ricardo, As biografias de impolutos senhores como José Sarney e Renam Calheiros (sites pessoais e do Senado) também escondem muita coisa. Confira.

Jose Fernando em 22 de janeiro de 2011

Delubio, quero prestar-lhe uma homenagem, dedicando-lhe uma frase muito profunda, do deputado federal mais votado do Brasil. Enjoy it! “Porque você votando em mim, eu vou estar em Brasília, e vou estar, na realidade fazendo ‘o coisa’ da vida de nosso… Brasil, a nossa vida, o nosso momento, ‘o nosso coisa’, que nós temos”. by tiririca

Rosa Maria Pacini em 21 de janeiro de 2011

Setti, o PT está empenhado, tendo Lula na liderança, a "provar que o mensalão nunca existiu". Assim sendo, não há porque estranhar a ausência de qualquer referência a este episódio, até porque seria esperar demais desse safado, e de seus comparsas, qualquer manifestação de honestidade e de transparência. É verdade, cara Rosa. Infelizmente. Abração

Diocleciano em 21 de janeiro de 2011

Já diz o historiador Marco Antonio Villa que os membros do legislativo são comprados pelo executivo desde a época de José de Anchieta. Mas esse caso envolvendo alguns membros do PT parece que chocou a imprensa. De qualquer modo o processo ainda está em andamento, vamos ver no que é que dá. O ministro Joaquim Barbosa deve andar muito ocupado com esse caso. É bom lembrar que o Azeredo, lá das Minas Gerais, pelo qual sabe-se lá por que seus pares puseram a mão no fogo, já foi INOCENTADO pelo STF.

gaúcha indignada em 21 de janeiro de 2011

Aguardo ansiosa o julgamento deste Petralha no TSF, assim como os outros 40. Afinal a Lei é igual para todos. Ladrão vai para a cadeia (em especial ladrão de dinheiro PÚBLICO). E a Erenice, íntima da Criatura, será que volta ao Planalto também??? ACORDA CIDADÃO BRASILEIRO!!!

bruxa velha em 21 de janeiro de 2011

E pelo jeito ja esta voltando...

SergioD em 21 de janeiro de 2011

Ricardo, pelo que comento aqui no BLOG você conhece a minha orientação política. Mas comentar o que sobre esse caso do mensalão? Não dá. Só não me surpreendi na época por que nunca acreditei em partido político formado por vestais, como queriam da a entender na época. Um abraço

Daniela Contin Garcia em 21 de janeiro de 2011

Ts,ts,ts. Típico comportamento petista..."Não vi nada", "Não sei de nada". Portanto, pra que se defender desta enganação instalada em sua mente petista? Vou me enganar também, lerei todos os dias este blog com a crença de que o que ele postar será verdadeiro... Brincadeirinha Ricardo...

L.Candeia em 21 de janeiro de 2011

"Nosso Delúbio", como diz o "genialguia", é apenas um dentre os muitos vermes patogênicos que compõem a "casta" da facção partidária a qual serve. Há tempos apareceu em matéria da "Veja" no papel de "paraninfo" (pasmem!) de turma formanda em curso superior... Que critério terão usado os jovens para tão "brilhante" escolha? Ou impuseram?

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI