Image
Em nota, Rui Falcão, do PT, lamenta genericamente “mortes”, mas sua PRINCIPAL preocupação é a com a estabilidade do que o estalinismo brasiliero chama de “ordem democrática na Venezuela”. Na foto, Facão, feliz, posa ao lado do tiranete Nicolás Maduro (Foto: Struckert)

A nota distribuída pela direção nacional do PT a respeito dos gravíssimos fatos em curso na Venezuela é cínica e mentirosa.

Tudo o que ocorre no país, em suma, é culpa única e exclusivamente “da oposição”– a feroz repressão oficial a manifestações de protesto, os bandidos fascistas a serviço do regime que atiram a esmo pelas ruas, os apagões seletivos de energia elétrica em diferentes regiões do país com o objetivo de tirar do ar a internet, que é cada vez mais o único veículo para mostrar a verdade, as invasões ilegais de residências pela polícia, a depredação de patrimônio privado (documentada) por agentes da “Guarda Nacional Bolivariana”.

A nota lamenta mortes, genericamente, e sua PRINCIPAL preocupação é a com a estabilidade do que esse partido estalinista brasileiro chama de “ordem democrática na Venezuela”.

Não há uma linha sequer, uma frase, uma só palavra que indique haver qualquer responsabilidade do regime truculento de Nicolás Maduro na atual situação.

Com o devido pedido de respeito aos leitores pela grosseria da afirmação, a nota do PT dá vontade de vomitar.

E mostra nas mãos de quem, infelizmente, estamos.

Leiam e comentem essa peça indigna e infame, que leva como primeira assinatura a do presidente do PT Rui Falcão:

Nota do PT acerca da Venezuela

O Partido dos Trabalhadores (PT), diante dos graves fatos que vêm ocorrendo na República Bolivariana da Venezuela, torna público o que segue:

1. Condenamos os fatos e ações com vistas a desestabilizar a ordem democrática na Venezuela; rechaçamos ainda as ações criminosas de grupos violentos como instrumentos de luta política, bem como as ações midiáticas que ameaçam a democracia, suas instituições e a vontade popular expressa através do voto.

Lembramos que esta não é a primeira vez que a oposição se manifesta desta forma, o que torna ainda mais graves esses fatos.

2. Nos somamos à rede de solidariedade mundial para informar e mobilizar os povos do mundo em defesa da institucionalidade democrática na Venezuela, fortalecer a unidade e a integração de nossos povos.

3. Nos solidarizamos aos familiares das vítimas fatais fruto dos graves distúrbios provocados, certos de que o Governo Venezuelano está empenhado na manutenção da paz e das plenas garantias a todos e todas cidadãos e cidadãs venezuelanas.

São Paulo, 18 de fevereiro de 2014.

Rui Falcão

Presidente Nacional do PT

Mônica Valente

Secretária de Relações Internacionais do PT

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =

TWITTER DO SETTI