Image
Até o cemitério é feito de conchas em Fadiouth; lá, aliás, repousam lado a lado muçulmanos e cristãos (Foto: Timo Tikka)

É um destes lugares que, em muitos aspectos, parecem extraídos de um romance de realismo fantástico.

Localizada a pouco mais de 100 quilômetros a sudeste de Dakar, capital do Senegal, a ilha de Fadiouth possui uma incrível particularidade “urbanística”: todo o revestimento de suas ruas, várias paredes de casas e até mesmo o piso de seu cemitério são feitos de conchas.

Fartamente cercado de manguezais, os habitantes do vilarejo insular – que é conectado ao continente por uma ponte – sempre tiraram boa parte de seu sustento vendendo ostras e outros moluscos. As toneladas e toneladas de conchas vazias resultantes do processo de extração, realizado em outras ilhotas próximas a Fadiouth, eram trazidas e usadas peculiarmente como uma espécie de pavimento.

E os que visitam Fadiouth garantem que esta é apenas uma das características chamativas da ilha.

Os relatos sobre a simpatia e amabilidade dos locais, de etnia serer, predominante no Senegal, são quase unânimes, bem como as histórias a respeito da tradição local de tolerância. Cristãos, que formam a maioria da população, convivem em plena harmonia com a minoria muçulmana, dividindo espaço até mesmo no cemitério e no seio de uma mesma família.

Assistam ao vídeo, da National Geographic, sobre Fadiouth (infelizmente com legendas apenas em inglês):

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + dois =

9 Comentários

Dulce Regina em 10 de julho de 2014

Setti, voltei a esta pauta. Estávamos tão decepcionados no dia que ela saiu, que esquecemos de comentar sobre o tema. Povo educado, saber conviver com o contrário, é um privilégio. Sobre o lugar, acredito que deve ser muito quente e árido, as mulheres encantadoras nas suas vestes coloridas. E uma pergunta- " neste lugar, não se anda com os pés descalços, não ? Abraços, Dulce Regina Pés descalços? Parece que não dá...

Renato Carvalho em 09 de julho de 2014

Que exemplo fantástico! Sim, é possível viver em harmonia, apesar das diferenças. Afinal, são elas que tornam a vida tão interessante. Grato, mais uma vez, Setti.

Dulce Regina em 09 de julho de 2014

Caro Setti, o sr. Antoninho devia estar assistindo o jogo (???) sozinho ontem, ai extravasou por aqui. Assisti a Tabelinha Veja X Placar, gostei muito, hoje torço pela Holanda, assistir um Brasil X Argentina é sempre empolgante. Na enquete do blog eu acertei, acho que a Alemanha leva esta Copa. Abraços, Dulce Regina

Alan XY em 08 de julho de 2014

Cruzes! até que enfim um lugar de tolerância nessa região.

Antoninho em 08 de julho de 2014

Ou entao, um HEXA de gols contra!

Antoninho em 08 de julho de 2014

O Sr. tem q fazer um Post com o seguinte titulo PIOR Q O MARACANACO!

Antoninho em 08 de julho de 2014

Depois de o Sr. se transformar no maior adivinho esportivo do Brasil. Gostaria de solicitar nesse momento q o Sr. fizesse alguns reparos nas regras dos comentário. q o Sr. respeitasse a vista cansada dos maiores de 50 anos e autorizasse as letras maisculas. E q o sr. incluísse tb nas regras a proibicao de fazer comentarios sobre o efeito etílico. Estou nesse estado infelizmente assistindo isso. Nao imaginava todo esse fracasso.Estou abalado psicologicamente.

Antoninho em 08 de julho de 2014

4 X 0 o q maldicao. Estou aqui profundamente transcedentado com o Sr.........

Antoninho em 08 de julho de 2014

Ceminterio numa hora dessas para refletir. Kkkkkkkkkk.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI