Fabiana da Silva pedia esmola São Paulo afora quando tinha 6, 7 anos. Logo se envolveu com meninos de rua, passou a cheirar cola e não demorou a cair no crack. Foi viciada durante longos e terríveis 14 anos, mas encontrou forças para se levantar.

Aos 35 anos, ela é protagonista do curta-metragem Depois Daquele Trem, da produtora Poesia Visual Filmes, dirigido pela cineasta Fernanda Fernandes.

Fernanda foi diretora-assistente do longa-metragem sobre drogas Quebrando o Tabu, que teve o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso como fio condutor e ganhou prêmio de melhor documentário pelo voto popular no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2012. No mesmo 2012, o curta Cine Rincão, co-dirigido por Fernanda, participou do Festival de Veneza. A cineasta dirigiu para a Benetton italiana o documentário Survival Guides São Paulo, sobre a imersão artística do artista plástico inglês Patrick Waterhouse com meninos de rua de São Paulo

Depois Daquele Trem, que vocês verão em seguida, foi realizado para o The Walkers, um festival sobre histórias inspiradoras do YouTube, em parceria com a marca de uísque Johnnie Walker.

Em menos de 3 minutos, é um soco no estômago — e uma chama de esperança:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 2 =

6 Comentários

Olhos borrados em 29 de julho de 2014

Que lindo, parabéns à diretora.

Paula em 09 de maio de 2014

O video todo é muito obvio. Mais do mesmo.

Neusa de oliveira em 05 de abril de 2014

Essa política paternalista não muda a vida das pessoas, mas elas próprias se dão conta que podem tudo, que há um início. Essa senhora é demonstração clara que dentro dela havia um sentimento de esperança, de brio e acordou para essa grande luta. Espero, pois sou pessoa que nasceu na grande pobreza, que ela construa bem o seu destino e de seus entes queridos. Coragem e força e Deus na frente de seus passos.

Reynaldo-BH em 04 de abril de 2014

Que DEUS a abençoe e os seres humanos não a maldigam mais ainda! FORÇA! A gente muda... A coragem nasceu junto com todo o resto.

adam smith em 04 de abril de 2014

Muito bom. E nao cai naquela vitimizacao, de o governo tem que me dar, eu sou coitada. Essas sao as pessoas (e nao o ente coletivo "povo") que precisa ter condicoes e possibilidades de crescer.

Antoninho em 04 de abril de 2014

Vontade para mudar.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI