Image
O C 141 Starlifter foi retirado do serviço ativo da Força Aérea americana em 2005: agora, estão virando matéria-prima para celulares, televisores e outros produtos (Foto: Reuters)

Você está vendo, acima, o gigantesco avião militar de transporte C 141 Starlifter, um dos orgulhos da Força Aérea dos Estados Unidos durante décadas.

Como tudo e todos, as grandes aeronaves também têm seu tempo de vida útil. E os grandes C 141, quando aposentados — eles pararam de voar nos EUA em 2005 –, junto a milhares de outros aparelhos, militares e civis, vão parar em cemitérios de aeronaves americanos. E partem para a reciclagem.

Veja um desses colossos sendo massacrado na base da Força Aérea Davis-Monthan, perto de Tucson, Arizona, onde fica o maior cemitério de aeronaves do mundo.

Antes de ser estraçalhado, os aviões são depenados por técnicos de tudo o que ainda pode ser útil, especialmente os motores e a parte eletrônica. Depois disso, é o massacre: uma espécie de retroescavadora corta primeiro a parte das asas que sustentava os motores. Em seguida, corta fora as asas. O avião é feito em pedaços adequados a seu transporte por caminhões.

Uma segunda sessão de cortes — e o que sobrou do grande pássaro vai para esteiras de reciclagem, que, imantadas, conseguem separar metais de plásticos e outros materiais.

O que sobra é moído e chega perto de virar pó – para, então, se transformar em matéria-prima para telefones celulares, automóveis, televisores e uma multidão de outros produtos.

Confira:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários

J.Torres em 04 de abril de 2012

Beleza de aparelho, caro Setti. Já tive a chance de, dentre outros modelos, estar pertinho (em solo) de um desses. Infelizmente, não foi possível entrar. Mas de fato, impressionava pelo porte. Um abraço. PS.: você mencionou um cemitério de aviões, em outra matéria. No video que acompanha a presente matéria já aparecem vários modelos. Tenho em algum lugar nos meus backups uma foto, creio que de uma área no deserto de Mojave, de um enorme cemitério. Só a quantidade de B-52s assusta. Foto de satélite, antiga já. Aguarde, meu caro J. Torres, porque vou publicar pelo menos um post sobre cemitério de aviões. Há realmente um no Deserto de Mojave, na Califórnia, mas o maior do mundo fica mesmo próximo à base da Força Aérea dos Estados Unidos que mencionei naquele post, dentro do município de Tucson, Arizona. Um abração

Jean em 03 de abril de 2012

Primeiro é utilizado em guerras na morte de milhares. Depois é reaproveitado por poucos com lucros em milhões.Ou seja os EUA tem domínio bélico e tecnológico do mundo. Parabéns senhores do mundo!

Teresinha em 02 de abril de 2012

Parece um monstrinho comendo o avião. Como é bom um processo de reciclagem com tanta eficiência.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI