Image
O símbolo da Cartier sobre os telhados de Paris: o filme “é uma pequena obra-prima”

“Queríamos um filme que desse orgulho a Steven Spielberg”, disse Arnaud M. Barberger, um dos diretores da veneranda grife francesa Cartier, ao falar do vídeo espetacular que você vai ver abaixo – sua primeira incursão no terreno dos comerciais para serem passados em salas de cinema. Spielberg, muito provavelmente, ficaria orgulhoso.

L’Odyssée de Cartier (a odisséia de Cartier), produzido para comemorar os 165 anos da legendária joalheria, foi dirigido pelo artista multimídia Bruno Aveillan, que realizou trabalhos do tipo para grifes de luxo como Louis Vuitton e Lanvin e acumula vários prêmios Clio de criação publicitária.

O mais que centenário jornal britânico The Daily Telegraph classificou os 3 minutos e meio do fime de “uma pequena obra-prima”, para cuja confecção a Cartier, decididamente, não economizou.

Na Rússia, na China, na Índia — e com Santos-Dumont

Na história, o símbolo icônico da marca – que os franceses chamam de pantera, na verdade a onça pintada brasileira – realiza uma viagem mundo afora rumo a momentos e locações vitais para a riquíssima história da Cartier.

O esplêndido felino viaja para uma coberta de neve São Petersburgo – lembrando as jóias que a Cartier por décadas fabricou especialmente para a família do czar da Rússia –, para a China, onde enfrenta um dragão dourado, para a Índia, num palácio erguido sobre um elefante e repleto de jóias, até saltar sobre as asas do 14-bis, célebre avião do Pai da Aviação, Alberto Santos-Dumont, quando se pode ver o clássico relógio Santos, encomendado em 1904 pelo brasileiro à Cartier.

(Como se sabe, Santos-Dumont foi quem popularizou o uso do relógio de pulso para homens em Paris, de onde a moda se estendeu.)

Do 14-bis a onça desce sobre o teto de um magnífico edifício até baixar até a gloriosa Place Vendôme, principal sede da Cartier, de onde vai ao encontro da supermodelo Shalom Harlow dentro do Grand Palais.

Mas para que estou contando tudo isso? Veja logo o vídeo, sugestão do fiel leitor do blog SergioD:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 2 =

16 Comentários

ANDRADE em 04 de novembro de 2013

Sr Setti,já há bastante tempo sou fã do excelente conteúdo postado em sua coluna,mas agora o senhor se superou nos brindando com este espetacular vídeo! Muito obrigado e continue sua merecida trajetória de sucesso,abraços!

Dulce Regina em 29 de junho de 2013

Maravilhoso !!! Ao assistir, vamos entrando num mundo encantado, tamanha a beleza, leveza e magnitude do vídeo. Um sonho, que toda mulher tem. Presentão, para este sábado. Abraços

Nilo em 03 de janeiro de 2013

show de beleza e bom gosto . obrigado por nos presentear com esta maravilha .

sayonara zabot em 01 de janeiro de 2013

sensacional ...fabuloso...emocionante...parabéns cartier por estarmos sempre nos encantando com suas óbras primas.....espetacular..éo máximo em sonho de consumo........

Kelly em 16 de setembro de 2012

Um dos melhores videos que já vi. Sensacional!

Paulo A. Torres em 04 de setembro de 2012

Vídeo sensacional, extremamente criativo e de bom gosto, sem cair na ostentação vulgar e apelativa! Agradeço a oportunidade de nos possibilitar assistir à esta obra-prima.

Guilherme em 20 de agosto de 2012

Parabéns Cartier, 165 anos de estória não é coisa pouca não!!!

Osvaldo Aires em 18 de abril de 2012

É realmente uma jóia Abraço

maria lucia em 15 de abril de 2012

Simplezmente estontiante tanto para o fisico como para a mente.Ao prestar atenção vc fica leve e sua imaginação voa em direção ao desconhecido,conhecido.

ubiratan moreira da silva em 11 de abril de 2012

a seleçao brasileira não conta mais com seus verdadeiros craques;os "famosos"hoje,sé pensam no dinheiro.Não sabem ou não querem saber o significado da palavra Pátria.

Vera Scheidemann em 11 de abril de 2012

Muito lindo ! O filme é, em si, uma jóia, sem trocadilho... rsrsrs Vera

Jorge G Hipólito em 11 de abril de 2012

Eu fiquei feliz pela primazia do vídeo em mostrar partes da história, bem como por mostrar as jóias e a belíssima Onça do Brasil. Infelizmente, humanos brasileiros, não querem protegê-la. Mas a garimpam sempre, nas nossas jazidas, essas compostas por outras jóias que compõem a mata atlântica. Às vezes reflito, e se nós humanos nos transformássemos também em jóias?

JOAQUIM VIEIRA DOS SANTOS em 11 de abril de 2012

Espetacular o vídeo...Parabéns! Só que chei estranho a onça-pintada caminhando na neve....orapois...poderia andar pela selva Amazonia ou da África...

Gabriel Mendonça em 10 de abril de 2012

Muito bom esse curta, mas há na matéria um erro muito comum, a "invensão" do relógio de pulso por Santos Dumont. Muita gente conhece uma estória de que ele precisava de um relogio pessoal que pudesse ser visto sem precisar ser pego, então desenhou um projeto e deu a Cartier o mesmo então fez para o aviador brasileiro um relógio de pulso, mas isso é um equivoco, os relógios de pulso são vistos desde 1530 (a rainha Elizabeth I tinha um, Carolina Murat, princesa de Nápoles e irmã de Napoleão Bonaparte também) e mesmo na época de Santos Dumont era comum o uso do relógio de pulso mas apenas por mulheres. Realmente Santos Dumont pediu a Cartier um relógio de pulso mas a única coisa que o joaleiro teve que fazer foi pegar o maior relógio feminino de pulso que fabricava, colocar uma pulseira de couro e dar a Santos Dumont que por sua vez apénas popularizou o relogio de pulso para homens afinal ele era um "popstar" da época na França. Esse erro não foi cometido somente sendo atribuido a Santos Dumont mas também a Athoni Patek e Adrien Phillipe (fundadores da empresa Patek-Phillipe). Obrigado por me chamar a atenção sobre o fato, caro Gabriel. Vou dar um jeito no texto. Um abraço e volte sempre.

ClaudioM em 10 de abril de 2012

O dragão chinês é evidente, mas apenas eu vi uma referência sutil aos BRICs (Índia e Brasil)? Pois não é que, de propósito ou não, lá estão? A China e a Rússia também! Abraços e volte sempre.

Cleia Maria Ramos em 10 de abril de 2012

Se eu pudesse..e o dinheiro desse...não é o meu sonho de consumo,mas são lindas jóias,adoraria o relógio...mas só em sonho...o video é mgnifico...amei...(eu me contentaria em ganhar uma caixinha,a gente ve em filmes,são lindas)

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI