Image
O pessoal do Porta dos Fundos brinca com o ciclo da corrupção: brinca? O vídeo é coisa séria e mexe em uma grande chaga brasileira

O ciclo e a perversidade da economia subterrânea e marginal, que inclui cidadãos e o Estado.

Esse vídeo é uma caricatura do modelo de corrupção e do ciclo da criminalidade: o bandido que paga propina ao policial corrupto, que responde ao político corrupto, que paga o dízimo para garantir seu pedaço do paraíso (ou seja, os votos dos fiéis).

Este é um dos primeiros vídeos produzidos pela Porta dos Fundos, o canal de vídeos que explodiu no YouTube, idealizado pelos atores, comediantes e produtores Antonio Tabet, Fabio Porchat, Gregório Duvivier, Ian SBF e João Vicente de Castro.

Segundo eles mesmos contam, o Porta dos Fundos foi o canal brasileiro na internet a atingir mais rapidamente a marca de 1 milhão de inscritos e venceu o prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte de 2013 como o “Melhor Programa de Humor Para TV”.

Por que postar agora um vídeo já feito há meses, sobre corrupção de agentes do Estado, que se estende pela sociedade?

Preciso explicar?

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =

8 Comentários

jonas em 19 de agosto de 2014

cade o video "em poucos segundos ,o ciclo da corrupção?

Leonardo Saade em 18 de junho de 2014

Caro Setti, o Porta dos Fundos me foi apresentado pela minha filha adolescente. Acho importante o humor independente, e o grupo mostrou uma iniciativa muito bacana ao apresentar seu trabalho ao público pela internet. Mas acho que o sucesso subiu à cabeça em pelo menos em um deles. O comediante e ator Gregório Duvivier, um dos fundadores do grupo hoje é colunista de um grande jornal e é um militante de esquerda confesso. Nada mais natural, já que os EUA tem vários comediantes que fazem shows e demonstram suas posições políticas através do humor. Mas acho que o tal Gregório pode fazer seu humor e defender suas posições políticas sem ofender outras pessoas que pensam diferente. Diversas vezes ele se refere a Veja como uma revista fascista de " direita", e constantemente debocha dos colunistas da revista. Recentemente ele debochou da coluna do Augusto Nunes pelo Twitter, por um post do Augusto sobre o presidenciável Aecio Neves ter sido bem recebido em um restaurante em São Paulo. Recentemente vimos a hostilidade que sofreu o ex-jogador Ronaldo por declarar apoio ao tucano, e a falta de respeito do ator Paulo Betti com os colegas ao emitir uma nota irônica sobre o encontro de atores globais na casa de Luciano Huck para apoiar a candidatura de Aécio. Acho saudável que artistas e músicos expressem suas posições políticas, mas não concordo com esse comportamento de patrulhamento que alguns militantes de esquerda fazem , como o tal Gregório fez com o Augusto. Ele pode muito bem expressar suas idéias sem criticar ou faltar com o respeito com a opinião de outros.

geroldo zanon em 13 de abril de 2014

No BRASIL sempre teve corrupção mas nunca tanto como na época do ****** e da *****

fank machado em 25 de março de 2014

As regras para publicação de comentários no blog, conforme relembrei aos amigos leitores incontáveis vezes, não aceitam textos escritos somente em maiúsculas, em respeito à boa educação, aos leitores e seguindo uma norma internacionalmente praticada na web. Como presumo que você saiba, palavras em maiúsculas significam palavras gritadas, não é mesmo? Confira as regras no link http://goo.gl/u3JHm Obrigado

JUSCELINO em 24 de março de 2014

como sempre muito sem graça....

marcio r. g. cortes em 24 de março de 2014

Caro Ricardo, Gosto não se discute como dizia minha vó lá da Ilha da Madeira...mas este tipo de humor...é politizado demais...não dá.

Ronaldo Barra em 23 de março de 2014

Será que foi assim a divisão das propinas recebidas na negociata da Petrobrás? Creio que não. Lá a coisa foi feita com apertos de mãos e tapinhas nas costas e discursos. A violência foi feita contra a população brasileira. Preciso explicar?

Dulce Regina em 23 de março de 2014

Que triste Setti, mas é exatamente assim... Isto ocorre tb aqui no bairro. Tem horas que tenho vontade de ir morar bem longe. Acho até perigoso fazer esses comentários . Sabe, aquela " pastinha francesa " que o Tuma Jr. comentou no " Roda Viva " ? Pois é...se colocam uma para rastrear meus contatos ? Mas temos que colocar a boca no trombone ! Do jeito que está, não pode ficar. Abs

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI