O vídeo abaixo mostra e-David em ação. Trata-se de uma “máquina de pintar” que, segundo seus criadores — uma equipe da Universidade de Konstanz, na Alemanha — ,”usa feedback visual para criar diferentes tipos de pinturas”.

O robô foi equipado com todos os meios necessários para pintar. Segundo texto da equipe que acompanha o vídeo, “cinco diferentes pincéis podem ser usados, e as cores podem ser selecionadas de um repertório de 24 cores diferentes. A máquina observa a si mesma enquanto pinta e decide, independentemente, onde acrescentar novas pinceladas”.

O robô, que não tem formato “humano”, usa um software para tomar decisões. Após cada pincelada, e-David tira uma foto, e o software calcula, a partir dela, se a imagem precisa ser clareada ou escurecida, por exemplo.

O objetivo final do time é ambiciosíssimo: não querem um robô que pura e simplesmente pinte. Querem alcançar um nível de sofisticação de software que permita ao robô fazer arte, com a liberdade que isso implica.

Será? Vejam o vídeo:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =

10 Comentários

OtaoAC em 21 de julho de 2013

É errado colocar inteligência humana X automatismo máquina. Já atualmente mais e mais o que se espera da mente humana é produtividade e isso a máquina dispara, sem limites. Daí que cabe ao humano tratar de modificar todo o seu sistema de ensino fazendo uma brutal distinção entre ensino e educação. Por enquanto qualquer proposta de mudar logo sobre ensino nas escolas é bobagem, já parte obsoleta.

Alberto Farias em 19 de julho de 2013

Parabéns ao homem e não à máquina. A verdade é que nunca haverá máquina inteligente, já que tudo que faz com maestria deve-se à imaginação humana. Como então seria uma máquina inteligente ? Aquela que , abastecida de todo conhecimento das várias áreas, conseguisse resolver questões como, por exemplo, a cura do câncer, o problema da Palestina etc. Pois nesse caso, a máquina teria que concatenar sobre todo acervo de sua memória, como exatamente faz o homem quando descobre, por exemplo, que parte de um remédio vem da barbatana do tubarão, a outra, de uma folha da Amazônia, mais a mistura de água terapêutica. Sim, a máquina será sempre burra, só os burros não enxergam isso.

Bruno em 19 de julho de 2013

Caro Setti, . Não precisa de agradecer. Nós devemos é colaborar com boas sugestões. E sobre o nome Bruno é suficiente mas nem precisa de se preocupar com isso. Abr, BR Nota: esta coisa do supermercado foi uma surpresa pela "tecnologia" que usa. Sempre pensei que a solução que todo mundo buscava implicaria outro modo de etiquetagem (tipo ondas de rádio ou outras).

Franco em 19 de julho de 2013

É mais um exemplo de como a Engenharia de Software ganha cada vez mais espaço em nossas vidas. e-David é um robô industrial de soldagem, que recebeu alguns sensores adicionais e câmeras. Seu grande diferencial, e o que o torna incrível, é o software. Quando assistimos a esse vídeo e nos lembramos dos recentes escândalos de espionagem do governo americano, percebemos com clareza o quanto a áreas de Engenharia de Computação, informática, etc., são e serão decisivas.

AlexRio em 19 de julho de 2013

Pergunta off topic: Setti, aqui nos comments tem como agregar foto junto com o comentario? Só se você fornecer o link da foto.

ze do matogrosso em 18 de julho de 2013

..melhor que todos os politicos brasileiros. Que não limpam a bu...a, quendo defec.... no povo.

Paulo em 18 de julho de 2013

Curioso enquanto lia o artigo lembrei-me de uma historieta do Professor Pardal, que inventou um autômato igual a esse. No fim, enquanto o robô estava demonstrando suas habilidades, artistas de verdade o destruíram, reclamando que aquela máquina acabaria com o ganha-pão deles...

Bruno em 18 de julho de 2013

Caro Setti, . Vi uma noticia de um scanner para o supermercado. É uma novidade, será revolucionário, e para mim (adoro ir ao supermercado) um alivio pois odeio as filas para pagamento ! . http://your.asda.com/news-and-blogs/introducing-rapid-scan-the-exciting-future-of-check-out-technology Muito obrigado pela ótima dica, caro Bruno. Como você já deve ter percebido, mais de uma de suas sugestões já viraram post -- com a informação de que você foi quem passou a sugestão (só divulguei o primeiro nome, a menos que você gostasse de ter o nome todo divulgado). Um abração

Kitty em 18 de julho de 2013

Boa noite caro Ricardo, É surpreendente o que um robot pode fazer!. Fiquei impressionada com a habilidade do mostrengo cibernético pinta,embora,seja um rosto desagradável, mas o que conta neste caso,é a técnica empregada..será que um dia muitas das funções que os humanos fazem hoje, serão substituídas por robots quase perfeitos?..Acho que não. Aqui o que se aprecia é a evolução robótica e, como eles podem ser úteis e aproveitáveis na industria ou mesmo em lares,ajudando nas tarefas domesticas, já que os empregados domésticos estão ficando cada vez mais difíceis de achar e são dispendiosos para muitas pessoas...claro, Ricardo, são apenas divagações da Kitty...mas valeu a pena de assistir o vídeo. Sem dúvidas a ciência corre a passos agigantados, enquanto a política e seus políticos caminham a passos de cágados! Um abração-Kitty

BOB em 18 de julho de 2013

Eis aqui o vovô deste robô: um autômato de 250 anos que até hoje desenha e escreve perfeitamente: http://www.youtube.com/watch?v=FUa7oBsSDk8

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI