Image
O fantástico time que trouxe pela primeira vez a taça para casa, após uma vitória de 5 a 2 sobre a anfitriã da Copa: de cima para baixo, da esquerda para a direita, Djalma Santos, Zito, o capitão Bellini, Nilton Santos, Orlando e Gilmar; Garrincha, Didi, Pelé, Vavá e Zagalo. A seguir, o massagista Mário Américo (Foto: Arquivo/Agência Estado)

Uma maravilha, uma joia: com o Brasil atrás do hexal, os torcedores têm a oportunidade inédita de assistir ao jogo que rendeu à Seleção a primeira taça, em 1958, na Suécia.

Na época, quando ainda não havia transmissão ao vivo, os brasileiros puderam acompanhar o jogo contra a Suécia apenas pelo rádio. Bom tempo depois, pelos telejornais do cinema que, porém, passavam trechos de partidas.

A emoção de ver o Brasil vencer de 5 a 2 o time da casa não foi o suficiente.

Determinado a ver o jogo completo com narração em português, o engenheiro Carlos Augusto Marconi, de 64 anos, um entusiasta da telecinagem (digitalização de filmes antigos), dedicou-se à tarefa de unir imagens e sons para recriar a partida realizada em Estocolmo há 56 anos.

Em 2006, Marconi conseguiu um vídeo sueco com falas em russo. Por coincidência, alguns meses depois, encontrou em um sebo um LP com a narração dos locutores Edson Leite e Pedro Luiz, da Rádio Bandeirantes. O áudio, no entanto, era insuficiente, já que tinha duração de apenas 60 minutos.

Na tentativa de completar a narração do jogo, Marconi foi atrás de outras gravações. Encontrou uma da Rádio Nacional do Rio, que também estava incompleta depois de um dos discos ter se quebrado.

Com apenas 15 minutos de áudio faltando, o engenheiro deu-se por satisfeito. Fez uma colcha de retalhos com as duas gravações e incluiu o som do estádio, retirado de um filme inglês que já possuía, ao fundo da trilha, para soar mais natural.

A produção, que conta inclusive com replays das principais jogadas, foi concluída em 2008, e disponibilizada no YouTube no mês passado a pedido da Folha de S. Paulo.

Confiram o resultado e guardem o link, pois vale a pena:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 7 =

Nenhum comentário

Mario Diniz em 14 de junho de 2014

A locução é ímpar e retrata o que era visto no Brasil, isto é, o som. Atuação impecável de Garrincha, Pelé, Zagallo, Didi, Nilton Santos, Djalma, Vavá. Imperdível!

joca em 10 de junho de 2014

que beleza. levou-me por um túnel do tempo. 58 anos! eu de calças curtas, no bar do bairro, cheguei até a dar uns pitacos nos copos de caipirinha que rolavam soltos.Arrisquei-me a levar uma surra de meu pai. Nãolevei. Tivesse levado, teria valido a pena.

Adilson Minossi em 10 de junho de 2014

Sett, só hoje pude ver o jogo todo. Sensacional!! Tinha escutado com meu pai esses jogos do Brasil em 58 pelo rádio. Eu já tinha meus 14 anos. Faz bem rever em imagens. Grato, valeu!!!

Woner Protásio em 09 de junho de 2014

Sensacional! Porém, não dá para não reparar a profusão de passes errados, além de matadas de canela aos montes.

Sonia Regina em 08 de junho de 2014

Boa tarde Sr. Setti Eu e meu marido assistimos o jogo e adoramos. É bom ver uma seleção brasileira, ganhar a copa pela 1ª vez, quando ainda não tínhamos exportações de nossos jogadores. Para ilustrar melhor, alguém lembra da marchinha carnavalesca: Lá se foi Vavá, lá se foi Mazzola, mas o Feóla nem deu bola, caiu no samba de camisola.... (não lembro o resto). Um abraço

Anônimo em 08 de junho de 2014

Genial, Ricardo Setti! . Principalmente pela narração (apesar da puxação de saco dos narradores aos cariocas Didi, Garrincha, Vavá e Nilton Santos...e de certa "má vontade" ao novato e "não-carioca" Pelé) . Pelo vídeo da final, os melhores em campo: . 1- Pelé (genial, craque: além disso, solidário, buscando as tabelas (com Zagallo, Didi, Garrincha, Vavá), consertando jogadas erradas (transformando “tijolos” em bola redonda), criando jogadas e dribles inimagináveis (estilo Pelé, como aquela “jogadinha” aos 44 do 1º tempo, um ensaio do golaço feito no 2º tempo, o 3x1)...Um detalhe do “Padrão Pelé”: poucos erros! Pouquíssimos erros! Além disso: 2 golaços, 1 bola na trave quando o jogo estava 1x1...detalhe: o gol da virada, do Vavá, em jogada do Garrincha, começou com ele, Pelé, na defesa brasileira, roubando a bola do atacante sueco, com categoria e iniciando, com categoria magistral, a jogada do contra-ataque decisivo...e se o Vavá não alcançasse a bola, o Pelé já estava na pequena área sueca, para conferir!...no 2º tempo, todas as jogadas do Rei foram impecáveis! Impressionante! O golaço do 3x1, do chapeuzinho, foi o gol do título, pois a Suécia, até então não estava morta, não...jogava muito bem (mas num nível inferior ao do Brasil, é lógico)! Foi um jogaço! E o golaço do Pelé, obra de gênio (em passe do Nilton Santos). Corta-luz despretensioso aos 20 e pouco do 2º tempo, Brasil 4x1: COISA DE GÊNIO, aos 17 anos de idade (já era o dono da seleção); o Romário imitou o lance, naquele gol do Bebeto, contra a Holanda, em 94. Mas o lance do Pelé, em 58, foi ainda com muito mais classe, pela velocidade do corta-luz (relâmpago...foi um corta-relâmpago). Pênalti no Garrincha, aos 31 min do 2º tempo (não marcado: o juizão marcou fora da área...PASSE MAGISTRAL DO PELÉ, DE ANTES DO MEIO DE CAMPO). Didi, jogando bem mall a decisão, bateu uma “folha-seca” desmilinguida, direto prá fora: foi, na verdade, um “galho-seco”: pesado e reto...prá fora! Já aos 35 min do 2º tempo, 4x2 para o Brasil, aí sim! Folha seca SENSACIONAL e GENIAL< que só o Didi foi capaz de produzir...todo mundo atônito e parado, brasileiros e suecos, o goleiro, coitado, o estádio inteiro, vendo a bola do Didi viajar, indomável e girando em câmara lenta e rápida! FOLHA-SECA...infelizmente, passou a centímetros do ângulo e foi para fora...Só nos 10 minutos finais de jogo, o Pelé deu uns 3 passes “meio no fogo” que geraram 3 contra-ataques perigosos suecos (um deles, gerou o 2º gol)...nervosismo dos 17 anos? . 2- Garrincha (genial, craque: mas claramente num nível inferior ao de Pelé; Garrincha era mais individualista, fominha, no sentido de perder várias jogadas (erros de dribles, tentativa de chutar a gol de longe) e armar contra-ataques nesses erros. Escorregou, no 2º tempo, na hora de fazer um gol, dentro da área. Aos 20 min do 2º tempo, Garrincha foi “João” de um sueco: levou uma meia-lua (mas méritos para Garrincha: estava voltando para ajudar a defesa e levou o olé) . 3- Orlando (atuação perfeita! Seguro, forte, limpo (jogando na bola). Salvou o Brasil em 2 ou 3 lances dentro da área, com suas antecipações precisas. No 2º tempo, melhor ainda! Antecipou tudo! Só não digo que o Orlando foi o 2º melhor em campo (ou, o MELHOR, pois o Pelé não conta (mesmo com 17 anos!) pois seria heresia com o Garrincha! . 4- Bellini (outro becaço! Parecia irmão gêmeo do Orlando! Atuação impecável). Jogou demais, também no 2º tempo. Deslocou a clavícula (antecipou o Beckembauer!) e des=deslocou em campo, mesmo! Raça! . 5- Zagallo (Como disse o narrador, lá pelos 30 min do 1º tempo: atuação magnífica de Zagallo! Um craque, o Formiguinha!...me surpreendeu...hehehe (eu só conhecia o Zagallo, péssimo técnico). Ê, Zagallo! Não precisava virar tão mala, depois de deixar de ser jogador! Eras um craque! E, como técnico, fez aquele timinho retrancado, em 74, deixando Ademir da Guia, Edu e Nelinho na reserva, no jogo contra a Holanda! Queria ver se o Feola não te deixasse jogar a final de 58! Gol do 4x1, importantíssimo (a Suécia ainda jogava muito bem)! Gol da raça! Gol de craque! Grande Formiguinha! . 6- Didi (é craque, mas decepcionou). Mostrou categoria, mas estava muito lento e errando demais!(deve ter errado na base de “cada 3 passes, acertava 1”; parecia o pai do Ganso! Deu para vislumbrar, um pouco, as razões do “misterioso” fracasso do Didi no Real Madrid, um ano depois (de 1959 a 1960)...atribui-se o fracasso a um boicote do Di Stefano e do Puskas...mas, que cracaço é esse que depende da boa vontade dos companheiros? O cracaço se impõe, é óbvio! A final de 1958, mostra esse lado “Ganso” do Didi...muitos erros e lentidão, infelizmente. Didi só jogou efetivamente bem, em 1958, nos últimos 15 minutos do jogo (foi importante, pois foi um jogo duro, jogaço, e a Suécia jogou muito bem, e perigosamente, o jogo todo)...Os suecos SEMPRE foram bons de bola, é essa a verdade!...Folha seca do Didi, aos 35 do 2º tempo, para fora, por centímetros!...Coisa de gênio! INGUILÁVEL! VALEU, DIDI! . 7- Nilton Santos (começou mal o jogo, omisso e errando a única bola que se dispôs a participar...mas depois de meia hora de jogo se impôs e mostrou que era craque...mas num nível inferior a Orlando e Bellini, pelo menos nesse jogo (e que jogo! O mais importante da história do Brasil, até então!). Escorregou, no 2º tempo, na hora de impedir um ataque perigoso dos suecos...cedeu o corner, na jogada . 8- Vavá (fez 2 gols decisivos no 1º tempo, foi artilheiro em 2 copas, correu o campo todo mas...errou demais! Atrapalhou o Pelé, o Garrincha, o Didi, trombou com os próprios jogadores, errou uns 50 passes, confundiu o uniforme dos Suecos (amamrelinha) com o do Brasil e entregou a bola para os inimigos...parecia uma espécie de Serginho Chulapa de 82 (que atrapalhava o Zico de fazer gol, contra a Itália)...mas o grande Vavá fez os gols! O Vavá reclamou ostensivamente com o Zagallo, umas 2 vezes no jogo: queria exclusividade dos passes do ponta, para ele. O Garrincha, nos corneres, só mandava a bola na direção do Vavá, mesmo se ele estivesse posicionado fora da área (28 minutos do 2º tempo). FOMINHAGEM! O Pelé teve que se virar para se impor com esses fominhas cariocas...Se ele não fosse o REI...Sumiu do mapa, no 2º tempo . 9- Gilmar (atuou pouco, mas quando a Suécia apertou (a Suécia esteve na bica de fazer 2x0, 2x1 e 2x2), o Gilmar fez intervenções importantíssimas (principalmente interceptando cruzamentos perigosíssimos com as mãos). Goleiraço! O melhor da história da Seleção! Bicampeão com méritos! , 10- Djalma Santos (começou mal, errando muitos passes, mas se recuperou, ainda no 1º tempo e mostrou categoria). Jogada engraçada (e sensacional) no 2º tempo: com o Brasil ganhando de 3x1, lateral para o Brasil, na defesa. Com dificuldade para levantar a bola para as mãos, Djalma Santos fica perto da área de Gilar e bate o lateral para o goleiro. Interpretando que o Djalma Santos fez essa “aproximação” de propósito, o juiz manda ela repetir o lateral, no ponto exato onde a bola saiu. O Djalma Santos, então, começou a andar, pela lateral, em direção ao meio de campo (como os jogadores fazem, até hoje, para bater lateral). O juiz apitou de novo, advertindo o Djalma Santos, achando que ele estava com picardia de novo. O Djalma Santos obedeceu o juiz e parou de andar com a bola na mão, paras bater o lateral. E imediatamente, bateu, quase que do meio-de-campo! Para as mãos do Gilmar, de novo, lá atrás, na área do Brasil! Hahaha Palmas de todo o estádio para o Djalma Santos! Torcida sueca de 1958! A melhor torcida da história! Povo civilizado é outra coisa! No Brasil, a torcida do Cruzeiro é a que mais se aproxima desse padrão sueco: aplaudiu o Cruzeiro quando jogou bem e perdeu a Libertadores, esse ano! E aplaudiu o Neymar, há 2 anos atrás, quando o Santos goleou o Cruzeiro com um show de bola do Neymar, no Independência . 11- Zito (um grande jogador, muito raça, jogo solidário...mas foi o que menos apareceu e, quando apareceu, cometeu alguns erros de passe...melhorou depois que o Brasil virou o jogo...antes disso, quando estava nervoso, e pior, acertou um passe de trivela “todo duro”, estilo “robô”, estilo “Dunga” (hehehe), o Garrincha estava impedido e o juiz marcou). Pareceu um "pré-Dunga", no jogo! Mas era melhor que o bom ex-jogador do Inter! Valeu, Zito! (que fez gol na final de 1962!) . Obs: o 5º gol do Brasil é parecidíssimo com o 4º gol do Brasil, em 70, pois nos 2 golaços a jogada é longa e passa pelo time inteiro (em 58, o goleiro da Suécia impede o gol do Zagallo aos 44min50seg, mas repõe a bola imediatamente e o brasil recupera a bola e o Zagallo cruza para o Pelé fazer de cabeça

Luiz Pereira em 08 de junho de 2014

Setti, bom dia, Sinal dos tempos, o locutor, lá pelas tantas agradece ao presidente JK, " o 1o torcedor do Brasil", pela ajuda que deu a CBD. JK seria ovacionado em um estádio. Hj, nem o popular Lulla se arrisca a ir ao Itaquerão. abs

JT em 08 de junho de 2014

O trabalho do engenheiro Marconi é magnífico, sem sombra de dúvidas. Mas se me permitem fazer uma crítica construtiva, dado que seria fácil para editar, seria com relação aos créditos digitados no documentário. Eles poderiam ser mais discretos ou condizentes com a época, pois do modo como estão - coloridos e chamativos demais - dão um certo aspecto amadorístico para um trabalho primoroso. No mais, é para ver e rever várias vezes.

“As leis que não protegem nossos adversários não podem proteger-nos.” Rui Barbosa em 07 de junho de 2014

- Prezado, que saudade desses tempos.... hoje, nem craques, nem futebol, nem segurança, nada...... que bom seria se, tivesemos anquela época a tecnologia de hoje, ou o POOOVO daquela época, hoje...... - - Lembrei-me da decisão. Naquela época era "onda" fazer balões, soltá-Los com bombas, e a noite, com lanternas. Tinha um tio que era especialista... Não sei os motivos, mas não acreditava que ganharíamos do Uruguai, e quis homenagear a truma... saiu para comprar papel, não achando o azul e branco, comprou verde e vermelho.... fez um balão PEÃO LIGÍTIMO, que não sai como ele queria, ficou mais para Charuto.... inicado o jogo, ele soltou o balão carregado de bombas..... o balão tutibiou, titubiou, fez que caia mas não caia, ... deu unm susto enorme, pois foi na direção do paiol de um quartel, porém, SUBIU, SUBIU E SE PERDEU NO CÉU AZULZINHO, ME ELMBRO QEU HAVIA POUQUISSÍMAS NUVES, brancas... seria a homenagem ao Uruguai??????????

Antoninho em 07 de junho de 2014

Na minha opiniao a melhor selecao de todas as copas. Garrincha e Pelé, juntos... Garrincha um Demolidor, Pelé impiedoso e ainda Didi criando com o Zagallo jogando livre e a personalidade forte do Nilton Santos e Bellini. Isso sim q se chama herdar um passado grande, mesmo com todas selecoes sublimes, como a de 70 e 82.

jan em 07 de junho de 2014

oi gentem como estamos na copa e ontem assisti o jogo brasilxservia onde o seu Galvão bueno falou uma das suas muitas bobagens eu fui verificar e constatei exatamente o contrario. durante a transmissão falou que o brasil é o pais mais violento com 11 expulsões durante todos os jogos. como sempre me foi dito que os mais violentos eram os uruguayos decidi buscar a verdade no site da fifa. realmente o brasil detem o máximo de expulsões . são 11 mais em 97 jogos. olhando as estatisticas fiz o seguinte levantamento baseado em quantidade de jogos versus jogadores expulsos e aqui a lista dos piores/mais violentos times (1 expulsão/numero de jogos) segundo minha modesta opinião e também a mais justa (eu acho) o pior é a republica tcheca com 1 expulsão a cada 1,5 jogo . jogo somente 3 vezes em jogos da copa e teve 2 expulsões!!! aqui a lista 1. rep tcheca 1,5 2. australia 2,5 3. camaroes 2,9 4. croatia 4,3 5.portugal 4,6 6. uruguay 5,9 7. Holanda 6,1 8. argentina 7,0 9. brasil 8,6 10. frança 9,0 melhor alguém avisar o bueno para verificar melhor quem é o mais violento e parar de falar bobagens!! aqui em baixo as estatísticas da fifa http://www.worldcup-history.com/index.php?siden=statistikk&antperside_get=32&order=antkamper&vm=&side=2 © 2014 Microsoft oi gentem como estamos na copa e ontem assisti o jogo brasilxservia onde o seu Galvão bueno falou uma das suas muitas bobagens eu fui verificar e constatei exatamente o contrario. durante a transmissão falou que o brasil é o pais mais violento com 11 expulsões durante todos os jogos. como sempre me foi dito que os mais violentos eram os uruguayos decidi buscar a verdade no site da fifa. realmente o brasil detem o máximo de expulsões . são 11 mais em 97 jogos. olhando as estatisticas fiz o seguinte levantamento baseado em quantidade de jogos versus jogadores expulsos e aqui a lista dos piores/mais violentos times (1 expulsão/numero de jogos) segundo minha modesta opinião e também a mais justa (eu acho) o pior é a republica tcheca com 1 expulsão a cada 1,5 jogo . jogo somente 3 vezes em jogos da copa e teve 2 expulsões!!! aqui a lista 1. rep tcheca 1,5 2. australia 2,5 3. camaroes 2,9 4. croatia 4,3 5.portugal 4,6 6. uruguay 5,9 7. Holanda 6,1 8. argentina 7,0 9. brasil 8,6 10. frança 9,0 melhor alguém avisar o bueno para verificar melhor quem é o mais violento e parar de falar bobagens!! aqui em baixo as estatísticas da fifa Terms

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI