Amigos do blog, vejam que operação espetacular levada a efeito pela Administração de Rodovias da Noruega: um helicóptero utiliza uma grande bola de aço para derrubar partes rochosas de um fiorde que ameaçavam desabar sobre uma estrada na região de Nordmøre, no litoral norte do país.

Concluída a operação — com as pedras desprendidas do fiorde contidas por uma cerca que protege a rodovia, para serem depois removidas –, a bola de aço é trocada por outra. Esta é um grande reservatório cheio de água, e permite que o operador do aparelho volte ao local e “lave” os detritos perigosos ainda remanescentes na montanha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × quatro =

7 Comentários

André em 11 de janeiro de 2012

Aqui em Palmas/TO o governador comprou um e fica dando voltinha com a população. Diz que é para os pilotos pegarem prática. E os hospitais e escolas...

Kenjiro Nagasawa em 09 de setembro de 2011

Quando teremos um cuidado destes no Brasil? Os helicópteros que seriam para utilização em melhorias para os contribuintes são muito apreciados pelos políticos para realizar passeios particulares. Fiquei imaginando os Sarneys, Cabrais e demais figuras de nossa fauna passeando neste helicóptero... mas agarrados à bola demolidora!

Beto em 09 de setembro de 2011

Espetacular mesmo, contudo o "gigantesco martelo" não é o mesmo recipiente que tranporta e derrama a água. Da pra ver que se tratam de coisas diferentes. Obrigado por sua atenção, Beto. Vou rever o material para, se for o caso, corrigir. Um abração e volte sempre.

aedijail silva ferreira em 09 de setembro de 2011

Vai demorar ainda muito tempo até que a "burrocracia" daqui deixe alguém solucionar de forma simples e eficiente algum problema em prol de quem paga impostos e trabalha neste país

JT em 09 de setembro de 2011

Caro Setti, Recentemente também andei fazendo limpeza numa estrada de serra, como eu não tinha helicóptero, tive que tirar uma árvore caída na pista no braço mesmo. Foi uma pequena aventura que passei descendo a serra de Campos do Jordão pela estrada velha, cujo relato está no link a seguir: http://www.mplafer.net/2011/09/longo.html Voltando ao assunto dos dez anos do 11 de Setembro, quero lembrar de outro triste aniversário, bem menos lembrado pela mídia brasileira: no dia 10 de setembro de 2001 morria o arquiteto e professor Toninho, o então prefeito de Campinas foi assassinado em circunstâncias ainda não esclarecidas. Ironicamente, mesmo sendo do PT, duvido que o caso do Toninho seja incluído em qualquer "Comissão da Verdade"...

Luiz Pradines em 09 de setembro de 2011

Ainda bem que o nosso DNIT tem profissionalismo e honestidade semelhantes à Administração de Rodovias da Noruega.

Sidney Hostert em 09 de setembro de 2011

Boa sugestão aos gestores da defesa civil de SC para reduzir os problemas com deslizamentos das encostas.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI