Image
O vulcão Eyjafjallajökull: cratera gigante de mais de 3 quilômetros de diâmetro, em meio a uma paisagem única — a da Islândia 

Ele tem o impronunciável nome de Eyjafjallajökull, e não entrava em erupção desde 1823 quando, no final de maio de 2010, resolveu novamente se manifestar.

Ao ver as fotos na imprensa, o fotógrafo e cineasta norte-americano Sean Stiegemeier não teve dúvidas — seguiu para a Islândia para registrar não apenas o colosso de 1.600 metros de altitude, uma gigantesca cratera de mais de 3 quilômetros de diâmetro e que, ainda por cima, fica em meio a um glaciar, como outras paisagens impressionantes desse país de natureza única.

Ele não pôde sobrevoar de imediato o colosso, por razões de segurança. Precisou esperar quatro dias, mas aí foi o tempo que ficou terrível por mais quatro dias — até que Stiegemeier finalmente pôde capturar as imagens de tirar o fôlego que vocês vão ver em seguida. São produto de um dia e meio de trabalho.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − um =

2 Comentários

Teresinha em 03 de dezembro de 2012

Graças a determinação dos mais ousados, podemos observar este fenômeno. É impressionante que o calor acomodado no interior da terra, fica bravo quando resolve nos visitar.

Marco em 03 de dezembro de 2012

Don Setti; Na minha opinião, o q faltou foi o som ou barulho do vulcão. Abs.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI