Um vídeo em que uma garota tem tanto prazer em votar que parece chegar ao orgasmo está dando o que falar na campanha para as eleições deste domingo, 28, na Catalunha, a região mais rica da Espanha. O vídeo foi colocado no Youtube pelas Juventudes Socialistas Catalãs, um braço da organização de juventudes do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), no poder há seis anos na Espanha, para estimular o voto, que não é obrigatório no país.

A líder do conservador Partido Popular (PP) na Catalunha, Alícia Sánchez-Camacho, considerou o vídeo “um desrespeito às mulheres”, e a secretária-geral do partido na Espanha, Maria Dolores de Cospedal, opinou que “campanha eleitoral não pode ser um vale-tudo”. Para a coligação conservadora catalã Convergencia i Unió (CiU), a peça publicitária é “nojenta”. Até a ministra socialista da Igualdade, Bibiana Aido, criticou o vídeo, porque ele conteria “propaganda enganosa”.

O Partido Socialista Catalão (PSC), em coligação com dois grupos de esquerda, governa a Catalunha há sete anos mas, segundo pesquisas de intenção de voto, deverá perder para a coligação conservadora CiU.

Assista ao vídeo e comente aqui: você acha que ele passou dos limites?

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × dois =

40 Comentários

Marcos Aarão Reis em 27 de novembro de 2010

Olha o mico!... Pensei que ia dar um furo.

alvaro em 25 de novembro de 2010

Na deliciosa comédia de Rob Reiner "Harry and Sally" há aquela famosa cena da Meg Ryan simulando um orgasmo. Mas o mais engraçado é a senhora que no fim do vídeo pede ao garçon o mesmo prato que a Meg teria comido. A senhora que fez essa pontinha no filme é a mãe do diretor Rob Reiner. http://www.youtube.com/watch?v=5nNhOH4Y0bI&feature=related

Anadir Vicari em 25 de novembro de 2010

Gostei... bem criativa...

Renan em 25 de novembro de 2010

É o caso de enviar aos espanhóis o video da candidata Cameron Brasil, "vote com prazer". Ou então dedicá-la à senadora e sexóloga Marta Suplicy, que com certeza tentaria elaborar uma explicação sobre as relações entre a libido e o poder. Mas eu preferiria ler só o resumo dizendo: "Já que é inevitável, relaxe e goze", o que é o caso dos brasileiros.

COP em 24 de novembro de 2010

Apenas uma correção, caro Setti, Com a última reforma ministerial, de outubro passado, Zapatero extingüiu o Ministério da Igualdade e, com isso, BIBIANA "se ha ido" (sorry, não deu para segurar...). As competências do Ministério da Igualdade foram repassadas ao "agora" Ministério da Saúde, Política Social e Igualdade, e BIBIANA AÍDO "rebaixada" a Secretária de Estado da Igualdade.

Frederico Hochreiter em 24 de novembro de 2010

Meu caro Wilson Alves: Umas das coisas que me agradam no blog aí do amigo Setti é a variedade de temas ora graves ora divertidos mas sempre instigantes, estimulando a discussão,Raramente se vêm comentários furibundos (não é seu caso, claro) e, quando aparecem, são sempre aceitos e, se for o caso, respondidos com bom humor e esportividade. Dentro deste espírito fiz meu comentário e respondi ao seu. O “irado”, no meu comentário, é claro que jamais se aplicaria a você em relação a seu presidente (antes que entenda errado, sei que ele também é meu presidente. O “seu”, aí, refere-se à representatividade. É meu presidente, mas não me considero representado por ele). O irado pareceu-me, foi em relação a meu comentário (e, com todo respeito, volta a repetir-se, na referência gastrointestinal a meus sentimentos de eleitor). Quanto ao rol de tremendas realizações do presidente não seria este o espaço adequado para comentá-las uma a uma. Mas são tantas e tão grandiosass que é impossível deixar de lembrar algo que já foi dito de muitas maneiras mas continuo preferindo aquela de John Ford em “O Homem que Matou o Facínora”: Quando a lenda é maior que o fato, imprima-se a lenda. Um abraço.

Marco Antonio (Curitiba - PR) em 24 de novembro de 2010

Esquerdistas têm noção de limite?

sinisorsa em 24 de novembro de 2010

Que videozinho babaca! Por que não escalaram um ator pra fazer esse ridículo? Ah, é por que é necessário usar aquele ângulo esperto lá no minuto 01:07, que deixa entrever os seios da sujeita. É óbvio que a reação do público masculino não seria a mesma caso a câmera filmasse o peito cabeludo e arfante de um ator. Ô falta do que fazer, meu santo Aparecido!

Jorge Carvalho em 24 de novembro de 2010

No Brasil, o vídeo deveria ser a simulação de um estupro, pois eu não sei quem é que sente prazer de votar neste país.

Wilson Alves em 24 de novembro de 2010

Não sou nem estou irado, senhor Hochreite, pelo contrário estou satisfeito a mais não poder com o Presidente do meu País que alavancou a economia, criou universidades, escolas técnicas, alimentou o povo carente com o bolsa família, elevou as classes sociais mais baixas, levou água ao sertão nordestino através de mais de um milhão de cisternas, está fazendo a transposição do Rio São Francisco, criou o Brasil Sorridente programa odontológico para a população carente, iluminou o Brasil criando o Luz para todos e deu transparência às ações do governo. Ouso afirmar que com tudo que Lula fez, alguém que tivesse engulhos com seu governo, certamente teria diarréia galopante nos outros governos que o antecederam.

locolorado em 24 de novembro de 2010

Inteligente e divertido , talvez eficaz se aumentar a presença jovem no pleito. SDS

Altamiro Martins em 24 de novembro de 2010

Setti, Não importa o tamanho do seu voto, mas o prazer que ele pode proporcionar. Pena que, no Brasi, já não podemos enfiar na urna. Tudo ficou reduzido ao uso do dedo. Mas há quem goste. Conheço mulheres que não abririam mão das rotinas ditas "preliminares" (equivalentes às convenções partidárias?). Me lembrei de uma das frases-síntese do Millôr: escrutínio é escrotidão. E por falar em escrutínio, entrei no website do TSE para saber mais sobre o conceito. Veja o que eu encontrei (citação de algum autor). Escrutínio O escrutínio é mais do que a simples contagem dos votos colhidos no decorrer de uma eleição. Tal contagem constitui-se apenas uma das fases do processo de apuração dos votos, vale dizer, uma das fases do escrutínio. Concluída a recepção de votos, as respectivas urnas são remetidas à junta eleitoral para apuração (Código Eleitoral, art. 154, VI). A partir desse momento inicia-se o escrutínio da eleição, ou seja, sua apuração. Setti, confesso ter saído de lá com mais dúvidas sobre o tema. Hahahahaha, caro Altamiro, bom humor é uma coisa ótima. Quanto às explicações do TSE, bem, estamos no Brasil, não é mesmo? Onde a colaboração de um criminoso com a Justiça em troca da redução da pena em vez de ser denominada "cooperação com a Justiça" ou algo do gênero, é "delação premiada". Já de cara afasta 90% dos que poderiam cooperar. Você já viu alguma segunda divisão em algum campeonato, como ocorre no planeta inteiro? Não, aqui existem séria 1-A, grupo não sei o quê -- nem as escolas de samba falam em segunda divisão. Temos uma enorme dificuldade em chamar as coisas como elas são. E o palavrório é sempre uma forma de encobrir alguma coisa. Abraços

Maurício em 24 de novembro de 2010

Ricardo: Não achei uma afronta o vídeo. Aliás, até criei um slogan para a versão masculina da propaganda: "Vote, se você for homem! Nessas eleições, ereção e prazer continuada por quatro anos" (sei lá... não sei o tempo do mandato por lá). Se a vida imita a arte... bem... como sou neto de espanhol, consigo a dupla cidadania e... se me tornar cidadão espanhol posso participar das eleições e ter uma... Uuuuuuuiiii... vou torcer para ter eleição todos os dias! Que maravilha! Agora, falando sério: se a propaganda é politicamente correta ou não, isso o público-alvo (os eleitores) irão responder. Ficarmos acusando não vai resolver nada. Ademais: o gozo da liberdade (em suas múltiplas formas, incluindo a participação em um pleito) se exterioriza de diferentes formas, dependendo de cada pessoa. Então, cada um na sua... e viva as eleições!!!

Angelo Losguardi em 24 de novembro de 2010

Achei de mau gosto, só isso. Não faço a menor idéia se passou dos limites. Pelo menos não é algo que - teoricamente - uma criança entenda. Menos mal.

Fernanda em 24 de novembro de 2010

hahahahahaha...essa foi boa...a propaganda pode até ser um pouco apelativa, mas não creio que a intenção tenha sido machista, como alegou a tal espanhola Alícia...eu não teria ficado ofendida como mulher, talvez apenas um pouco constrangida...mas tem impacto, isso temos de admitir...e aposto que mesmo os espanhóis devem ter mais com que se preocupar do que com um videozinho inofensivo...hahahaha Foram seus filhos que mandaram o vídeo, Setti? Muito legal...abraços... Oi, Fernanda, que bom que você gostou. Na verdade, para ser justo, o vídeo foi apresentado no portal Terra na sexta-feira passada. Eu estava em trânsito entre Brasília e São Paulo e não acompanhei como gostaria o noticiário. E o vídeo não me foi enviado por meus filhos, mas por um primo aqui de São Paulo mesmo, que o captou no site Huffington Post. Ele também não sabia que o Terra já o tinha apresentado, a partir do Youtube. De todo modo, achei que os amigos do blog iriam curtir. Abração

Cristina Machado em 24 de novembro de 2010

Hehehheee ... Muito divertido!! ... Uma pena que o assunto "sempre" mereça um pouco mais de conteúdo!! Sempre um #prazer (hoje mais literalmente falando impossível... =P) passar por aqui!! ;-) Valeu, Cristina, obrigado. Abraços

geraldo em 23 de novembro de 2010

Muito bom.Já aqui,considerando o quê os nossos politicos pensam da fidelidade partidaria... Após o orgasmo eleitoral não durma, não desgrude da carteira ,do cartão e pague o programa direitinho . ENTENDERAM ??? É uma zona mesmo.

RitaZ em 23 de novembro de 2010

Oi Setti, de jeito nenhum passou dos limites, acredito que seja para atingir o público jovem e com grandes chances de sucesso. Ótimos atores, adorei a mesaria. Filme muito criativo e você... sempre nos presenteando; a passsagem por aquí tornou-se obrigatória, mesmo quando não há tempo para comentar. Abs, Rita Obrigado pela "passagem obrigatória", cara Rita. Procurarei sempre ter novidades por aqui. Um abração

Angela Maria P. Glavam em 23 de novembro de 2010

Original!

tibartz em 23 de novembro de 2010

Achei um absurdo, pois como é possível alguém gozar em pleno exercício de cidadania??? Isso é um desrespeito com a pátria mãe!!! . Brincadeira, brincadeira. Achei o vídeo fraco, inofensivo e levemente divertido. hehe =] Até! Eu também. Abraços

Claudia em 23 de novembro de 2010

Fala sério.. que idiotice.. Pra começar propaganda enganosa.. pra continuar o maior exemplo de falta de criatividade dos últimos tempos... Falta de respeito para con la inteligência de nosotros.. Olhei com a certeza de que seria pelo menos engraçado... uma peça de humor.. arg.. Não vale ser olhado...

Carolina Murad em 23 de novembro de 2010

Não achei desrespeito, o exagero da comparação existe para mensurar a importância do voto. Abs.

Ana Maria Lopes em 23 de novembro de 2010

Achei de um péssimo gosto o vídeo.

Hugo Leandro Venturini em 23 de novembro de 2010

Achei apenas uma peça publicitária de mau gosto. Tolo, mas inofensivo para mim.

Thiago em 23 de novembro de 2010

Achei no mínimo criativo, muito legal! Imoral é corrupção na politica, falta de coerencia, entre outras coisas que estamos (infelizmente) acostumados. Peças publicitarias, geralmente tem um publica alvo, portanto é natural que causem polemicas com outros seguimentos. Legal que você gostou. Abração.

Lilian em 23 de novembro de 2010

Propaganda criativa! A imagem do vídeo demonstra que a produção é de país desenvolvido. Quer ver a diferença? Veja esse vídeo brasileiro CAMPANHA ELEITORAL SEXY: Cena de uma loira prestes a ter sua primeira vez é filme de campanha. http://www.youtube.com/watch?v=FbCUvVIB9bM Que diferença, hein, Lilian? Pelo amor de Deus... Abração

marcia setti em 23 de novembro de 2010

Oi Ric, Visca Catalunya! beijos Marcia Pois é, a turma lá é de morte, né? Beijos

lamasda em 23 de novembro de 2010

Pelo jeito as eleições por aqueles lados está à nível de vale-tudo por lá; não deixem o pudim-de-pinga-com-espremidinha assistir ou vamos ter algo mui pior por aquí

celsoJ em 23 de novembro de 2010

Uma bobagem, pior que propaganda de cerveja. Depender dela, o pessoal vai gozar em casa. Porque, cá prá nós, com os políticos não deve ser bom programa.

Lúcia - Gyn em 23 de novembro de 2010

Propaganda criativa é sempre boa de se ver e essa realmente surpreende, além de causar polêmica, portanto deve alcançar seu objetivo. Muito legal.

Frederico Hochreiter/BH em 23 de novembro de 2010

Permitindo-me responder ao irado comentarista Wilson Alves. Meus engulhos (e os de muita gente), são mais ligados à falta de opções, à quase inevitável escolha do desastre menor. Na única vez em que cheguei a algo próximo de um orgasmo (civico, bem entendido) não foi com um candidato derrotado. Pelo contrário. Foi eleito e já está aí há 8 anos. Sai em primeiro de janeiro próximo. Nesse, os engulhos vieram depois.

Neuza Haddad em 23 de novembro de 2010

Acho que a publicidade em todo o mundo abusa da imagem da mulher. Este é mais um caso.

Matias de Mello Alves em 23 de novembro de 2010

Claro que não tem nada demais. Não passou dos limites, não. Bem legal

Vladimir Tokarski em 23 de novembro de 2010

Achei muito legal,não tem nada demais. E a garota é bem bonitinha. Deveríamos ter esse tipo de propaganda eleitoral por aqui, isso sim.

André Maia Guerra em 23 de novembro de 2010

Espetacular! Que país livre, a Espanha. Viva!

Wilson Alves em 23 de novembro de 2010

Frederico Hochreiter você só tem engulhos na hora de votar porque invariavelmente seu candidato já chega na boca da urna derrotado. SUGESTÂO: Troque de ideologia, por conseguinte, de candidato ou tome um Engov.

Marco em 23 de novembro de 2010

Caro R. Setti: Esse tipo de orgasmo eu não conhecia,já ouvi falar de Bombons e Caramelos... Abs.

Esron Vieira em 23 de novembro de 2010

Achei divertido. Mostra que; em se tratando de plitica, vale quase tudo em todo planeta. Uma boa representação da atriz. Creio que já atingiu o publico alvo pretendido. Não tem como passar despercebido.

JOSÉ CARLOS WERNECK em 23 de novembro de 2010

Vídeo excelente.É por essas e muitas outras razões que sou contra aquela insossa máquina de votar,em que nem o próprio eleitor TEM CERTEZA MESMO que seu voto será computado,para o candidato que escolheu.

Frederico Hochreiter/BH em 23 de novembro de 2010

Que nada, Ricardo. Não passou dos limites de jeito nenhum. Foi um orgasmo até artistico, sem muito erotismo barato. E, tirante essas bobagens de "desrespeito às mulheres" (se o orgasmo fosse masculino seria desrespeito aos homens?) o fato é que é melhor ter orgasmos do que engulhos na hora de votar, como temos aqui.E quanto a vale tudo, a dona Cospedal deveria vir aqui acompanhar a eleição presidencial. Ahahahahah, Frederico, você tem razão! Abraços

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI