Image
O tigre do Sumatra, habitante de Leuser: apenas entre 100 e 300 vivem (Foto: Dave Watts)

Há maneira melhor forma de documentar a vida dos animais do que captá-los 100% à vontade em seus lares?

Acreditando que não, de fato não há, o projeto Eyes on Leuser, iniciado em junho de 2011 e que deve prosseguir pelo menos até o fim deste ano utiliza câmeras disfarçadas ou simplesmente escondidas para registrar o cotidiano de uma das faunas mais ricas do mundo.

Tesouro natural

Estamos falando do ecossistema de Leuser, abundante no norte da ilha de Sumatra, na Indonésia, conhecido como um dos mais exuberantes e variados de nosso planeta.

Um verdadeiro tesouro natural que, graças ao trabalho do EOL, concebido pelo cineasta holandês Martin Slothouwer em parceria com a Autoridade do Ecossistema de Leuser, vem sendo apresentado a pessoas de toda parte.

“Os vídeos que gravamos têm diversos objetivos: compreender a distribuição e o movimento das espécies, servir de poderosa ferramenta para apoiar atividades lobísticas e para todos os tipos de campanha promoção, educação e conscientização”, diz o comunicado de apresentação do Eyes on Leuser.

Câmeras ocultas

Image
Família de elefantes do Sumatra: espécie captada pelo projeto (Foto: globalspecies.org)

Por considerar os animais da região “raros, tímidos e/ou noturnos”, o projeto, que é financiado pelo Fundo Holandês de Conservação e o Fundo do Príncipe Bernhard da Holanda (1911-2004), crê que não apenas a melhor, mas a única maneira de filmá-los é deixando estas câmeras (de alta definição) a controle remoto ligadas por longos períodos.

A julgar pelos resultados, a paciência vale a pena. Nas imagens, os bichos estão realmente à vontade, e só em alguns casos ficam desconfiados da câmera. Parece um reality show de animais.

No vídeo mais recente, publicado no final de setembro após quatro meses de rodagens nas montanhas centrais de Leuser – em altitudes de até 2.300 metros -, é possível acompanhar os movimentos de cerca de 30 espécies.

Entre as quais, felinos espetaculares como o Tigre do Sumatra (Panthera tigris sumatrae) e o Gato de Mármore (Pardofelis Marmorata), o Urso do Sol (Helarctos malayanus) e o Elefante do Sumatra (Elephas maximus sumatranus), além de uma série de lindos, simpáticos e raros pássaros, macacos, roedores e lagartos. Assistam-o abaixo, e para mais vídeos, cliquem aqui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × um =

3 Comentários

Antonio Marmo em 24 de outubro de 2012

Super...quanta diversidade. A impressão é que os bichinhos desconfiam da presença da câmera. O tigre praticamente desmonta o equipamento.

Ismael Pescarini em 24 de outubro de 2012

Setti, que seria de nós sem reparar que a vida vai muito além dos grunhidos de um comandante das FARC ou da mediocridade de nossa política consruída mais com falcatruas que com discussões ideológicas? A natureza é mesmo uma fone pemanente de beleza e espanto. Como disse o Fereira Golulart, o espanto o faz criar. Um bom dia para voce e seus leitores. Desejo-lhe o mesmo, caro Ismael. E, sim, concordo com você. Um abração

Marco em 23 de outubro de 2012

Dom Setti: Imagina conseguir repouso ou dormir com esses vizinhos q rodeiam. Abs. Ps; Hj, o blog tá lento pra caramba. Levo quase 1 min para conseguir entrar nos coment. O Reynaldo-BH já me havia alertado, e alertei o pessoal de TI de VEJA. Ocorre o mesmo com o do Augusto. Abraço e obrigado, amigo Marco.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI