O fim do comunismo e a chegada do capitalismo — mesmo selvagem e imerso em corrupção — trouxeram à Rússia, depois dos primeiros anos de baderna e retrocesso, uma explosão de desenvolvimento proveniente, sobretudo, da enorme indústria do petróleo e do gás natural, mas também do desenvolvimento de alta tecnologia em diversas áreas.

A Moscou tradicional dos czares, imponente em seus edifícios seculares mas sombria e cinzenta com a horrenda arquitetura padronizada dos tempos do comunismo, está desaparecendo. Em seu lugar, surge uma cidade vibrante, que alia o melhor do tradicional com uma supermodernidade e um enorme movimento — que inclui o tráfego, com a multiplicação de veículos de todas as marcas e procedências.

Nem dá para reconhecer a cidade, conforme de onde ela seja vista. Confiram:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 13 =

13 Comentários

Mary Ann Silvian em 22 de dezembro de 2013

OBS: O "livre" é quando está ao acesso e em prol da população, atendendo sempre os seus gostos. "O cliente sempre tem razão", nesse caso. O limitado e o muito limitado é o contrário, estando ao acesso e principalmente sob controle e manipulação das corporações, mídia e dos políticos, enfim de outrem que não seja a própria população, havendo um sistema de manipulação, uma escravização que não permite o atendimento ás verdadeiras necessidades da população com qualidade e satisfação, também lhe dispondo uma variedade daora. O problema não é lucrar, mas sim de como você faz isso -- manipulando a massa pra consumir o que você quer através da mídia ou permitindo que a população livre de manipulações peça pelo que realmente precisa, sem consumismos ou sob ditadura dos esquerdistas.

Mary Ann Silvian em 22 de dezembro de 2013

"Capitalismo, sempre salvando seu mercado!". Pessoal não sabe a diferença entre capitalismo (livre mercado, trabalho em prol dos consumidores), imperialismo (mercado limitado, trabalho em prol somente das corporações ou determinadas causas) e comunismo (mercado muito limitado, em prol somente do próprio governo, com exploração dos trabalhadores). Acredito que Putin é odiado principalmente pelas leis em prol do homossexualismo que DEIXOU de aprovar. Pouco importa se ele providência uma boa vida á sua população, o que importa é que se encaixe nos padrões morais escrotos dos revolucionários.

zecarlos aquino em 21 de dezembro de 2013

moscou esta brilhando por neons igual a china mas vive na penumbra da politica tirÂnica de putim igual os chineses no comunismo

Marcello Castellani em 20 de dezembro de 2013

Tudo isso sem falar das belíssimas russas, não é caro Setti??

augusto junior em 20 de dezembro de 2013

Ricardo a Rússia hoje é um estado controlado pela FSB, antiga e eterna KGB. Putin é um ditador maquiado com um passado sombrio.

Cau Marques em 19 de dezembro de 2013

Poucas pessoas estão percebendo. Eu sou uma delas. O mundo caminha para uma situação onde convive a PROSPERIDADE e o AUTORITARISMO. Seja na Rússia, seja no norte da Europa (autoritarismo "civilizado"), no Brasil, nos EUA... Já estamos na civilização "relaxa, goza, e OBEDEÇA".

o sábio em 10 de abril de 2013

Os países que fazem parte dos BRICS têm algo em comum: A corrupção avassaladora...

juscelino em 07 de abril de 2013

Uma sugestão para mexer com o ego dos esquerdalhas travestidos de democratas e os mais trouxas ainda , os simpatizantes ignorantes..Juntamente com as fotos da nova russia colocar junto fotos da velha cuba. para ver se conseguem inferir alguma coisa.

gergra em 07 de abril de 2013

O Edgar Rios está triste. Vá pra Cuba então. Lá você verá sua fantástica ideologia comunista em toda sua plenitude e beleza... É fácil identificar o seu perfil: Chamar americanos de estadunidenses e o termo imperialista o classificam como um dos saudosistas da queda do Muro de Berlim. Quanto a redução da população, não foram todos para debaixo da terra, como voce descreve. Mais da metade deu o fora e os russos não estão a fim de gerar filhos para o estado, mesmo com todo o apoio de Putin. Alem disto, é o país com maior número de aborto do planeta, alem de ter uma taxa de mortalidade alta para um país que, apesar de não estar exatamente na categoria desenvolvido está longe de estar na pobreza. Estive em Moscou em 2012. Em frente ao Kremlin e a múmia do Lenin existe um shopping center de luxo. Comprar lá não é para qualquer ocidental imperialista. Tentei levar uma lembrança, uma camisa com dizeres soviéticos. Entrei em uma loja e só tinha uma com estampa: “I Love NY”. Achei um exagero, e se Lenin pudesse fazer alguma coisa...

Corinthians em 07 de abril de 2013

É Setti, O capitalismo deu vida à cidade. Ainda falta muito para a Rússia realmente se tornar um paíse democrático (mais que o caso brasileiro) mas é notório ver o quanto o capitalismo e os ares democráticos fazem bem à uma cidade.

Edgar Rios em 07 de abril de 2013

J.B.CRUZ, e ideologia capitalista é fantástica, não é anarquia de preços, duas guerras mundiais imperialistas, milhões de miseráveis no el dourado estadunidense, isso sem falar que a população da federação russa era de 153 milhões em 1990e hoje de aproximadamente 140,para onde foram, para debaixo do chão. Viva o capitalismo, viva os iphones, galaxys, ferraris e outras coisinhas mais, epidemia de crack, etc e etc.

juscelino em 06 de abril de 2013

us fans do capimunismu soviéticos vão a lôcura cum trem desse. dá lhes zé de abreu....

J.B.CRUZ em 06 de abril de 2013

A ideologia esquerdista é perversa, pois na teoria prega o bem-estar social e na prática, usurpa direitos,sequestra sonhos ,desrrespeita o livre-arbítrio e toma para sí as benesses alheias..Um fracasso....

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI