Image
“Lemos e escrevemos poesia porque somos da raça humana” (Walt Whitman)

Lançado em horário nobre, durante o Globo de Ouro nos Estados Unidos, comercial do novo Ipad Air traz um trecho do grande poeta americano Walt Whitman (1819-1892) narrado por Robin Williams, uma alusão clara ao filme Sociedade dos poetas mortos, de 1989.

Em tom solene, o vídeo sugere uma relação mais emocional, impactante, promovendo o tablet como um objeto partícipe de momentos fortes e importantes na vida de alguém, e abandonando o apelo ao design e à marca.

O trecho narrado é, em tradução livre:

“Não lemos e escrevemos poesia porque é bonitinho.

Lemos e escrevemos poesia porque somos membros da raça humana

e a raça humana está repleta de paixão.

E medicina, advocacia, administração e engenharia, são objetivos nobres e necessários para manter-se vivo.

Mas poesia, beleza, romance, amor… é para isso que vivemos”

Compare o mesmo trecho no filme “Sociedade dos poetas mortos”

LEIAM TAMBÉM:

VÍDEO ESPETACULAR: Jean-Claude Van Damme, em plena forma, em pleno ar

VÍDEO IMPRESSIONANTE: Tecnologia futurista captura movimentos dos olhos de pequenos animais

VEJAM O VÍDEO — Adeus manobristas: Marca japonesa desenvolve sistema no qual carro procura vagas e estaciona sozinho

VÍDEOS DE ARRASAR: a tecnologia 3D faz até tanques de guerra “entrar” no estúdio de TV, como se fossem esmagar o apresentador

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + cinco =

4 Comentários

Madruga em 02 de fevereiro de 2014

os publicitários merecem o salario que ganham...

Dulce Regina em 30 de janeiro de 2014

Fantástico ! Deu vontade de assistir o filme mais uma vez. Felizes aqueles que podem fazer poesias de momentos encantadores, e às vezes até tristes , da vida. Parabéns aos idealizadores do comercial.

moacir 1 em 30 de janeiro de 2014

Prezado Setti, Bonito demais.A poesia é uma coisa tão boa ,mas tão boa,que nela,as frases não são completas. São mensagens abertas,as quais interpretamos como podemos,como queremos...livremente! Obrigado

Roberto Souza em 30 de janeiro de 2014

Caro Setti, realmente emocionante. Sociedade dos Poeta Mortos está entre os filmes que considero imprescindíveis e deveria ser assistido por todos, mesmo aqueles não admiradores da sétima arte.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI