Image
Uma das imagens de Chicago presentes no vídeo: muito além de Gotham City (Foto: Eric Hines)

Terceira cidade americana em número de habitantes após Nova York e Los Angeles – 2,7 milhões em seu perímetro urbano, quase 10 milhões em sua zona metropolitana – a enorme e pulsante Chicago ocupa um lugar especial na história dos Estados Unidos.

Sobretudo a partir das primeiras décadas do século passado, quando tornou-se o primeiro grande centro do jazz, serviu de base para as atividades de gangsters como Al Capone e seu skyline passou a ser tomado por um número exponencial de arranha-céus, formando um aglomerado de concreto quase tão mundialmente conhecido quanto os da ilha de Manhattan, em Nova York.

Lar do Batman

No último decênio, Chicago também caiu nas graças de muitos fãs de cultura pop ao ser utilizada como cenário para nada menos que Gotham City, a sombria cidade fictícia habitada por Batman, nos dois primeiros dos três bem-sucedidos filmes sobre o super-herói dirigidos pelo badalado cineasta inglês Cristopher Nolan, Batman Begins (2005) e The Dark Knight (2008, no Brasil O Cavaleiro das Trevas).

Nolan só mudou o CEP de suas locações em seu terceiro longa para a série, o recentemente lançado The Dark Knight Rises (O Cavaleiro das Trevas Ressurge), e para isso precisou recorrer a diversas metrópoles dos Estados Unidos e do Reino Unido, incluindo Nova York e Londres.

Homenagem

Utilizando mais de 30 mil imagens captadas com câmera fotográfica de última geração entre julho e outubro deste ano e editadas em um vídeo com time lapse, o fotógrafo americano Eric Hines prestou belíssima homenagem ao centro de Chicago. Boa parte do filme, que tem como trilha sonora a canção “Trascendence”, da dupla americana The American Dollar, valoriza o aspecto noturno da cidade. A impressão que se tem, porém, é a de um núcleo urbano muito mais vívido e menos soturno do que toda a mística de Gotham City sugere. Ainda assim, trata-se de uma urbe para lá de imponente. Confiram:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 17 =

Nenhum comentário

Teresinha em 27 de novembro de 2012

A intensidade dos 3:29 min com tanta beleza merece a reverência da nova arte, pois a dedicação, aliadas a técnicas modernas fez um registro, transportou nossas sensações com muito encantamento.

selminha em 27 de novembro de 2012

Setti, estive em Chicago no ano passado, e fiquei maravilhada com a cidade. Para quem gosta de arquitetura, é um verdadeiro prêmio. Tanto os prédios clássicos, quanto os modernos, em conjunto com o lago Michigan, e os belíssimos jardins às suas margens, tornam a cidade simplesmente um museu a céu aberto. É de cair o queixo. Por ser mais distante, pouquíssimos brasileiros vão para lá fazer turismo. Mas vale a pena. Fora a paisagem, destacam-se os fantásticos museus, e um aquário grandioso. Eu diria que Chicago é uma New York passada a limpo. Ela é considerada, e com justa razão, a cidade grande mais limpa dos Estados Unidos. Recomendo a todos uma visita. Valeu, prezada Selminha. Se não fosse o vento, seria uma das melhores cidades do planeta para se viver. Ah, e não se pode esquecer também do inverno, que é uma barbaridade para quem não gosta de frio. Mas é civilizadíssima, bonita, limpa, tem tudo o que você diz. Abração!

Marco Antonio (Curitiba - PR) em 26 de novembro de 2012

Setti, se você concorda com este vídeo ajude a divulgá-lo: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=nxUGoD_Ud3U Grato.

Gilberto de Andrade Gaia em 26 de novembro de 2012

Passo todo dia por aqui para dar uma olhada na trinca lúcida de veja.com: você, Nunes e Reinaldo. Quando sobra tempo, sapeio o Jardim e as notícias. Só queria dizer obrigado por escrever perímetro urbano, referindo-se a Chicago, e não o asqueroso entorno, que além de tudo, é mal pronunciado: seria entorno (com a letra o pronunciada com acento agudo), do verbo entornar. Sei que a língua é dinâmica, etc. e tal, mas esse é um caso memorável de desprezo pelo idioma pátrio!

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI