VÍDEO: Programa eleitoral do DEM criticou o “pibinho” do país, a inflação, os altos juros e a paradeira da economia

Amigas e amigos do blog, devido a minha ausência do país por uns dias deixei de cumprir o compromisso de reproduzir no blog os programas partidários dos principais partidos que concorrem às eleições deste ano em relação ao vídeo do DEM que foi ao ar no final de maio.

O partido, aliado do PSDB na disputa presidencial, aproveitou seu tempo de TV para fazer duras críticas ao governo do PT e aponta a inflação, juros elevados, baixo índice de investimento e economia estagnada como os principais problemas que travam o crescimento do país. O programa lembra que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, em 2013, foi o segundo pior da América Latina. Poderia ter lembrado que foi o pior da América do Sul.

“O Brasil se tornou um país caro. Caro para quem quer investir aqui e para os brasileiros que sabem que a feira da semana que vem será mais cara da que se faz hoje”, disse o presidente da legenda, senador José Agripino (RN). Agripino comentou ainda a perda da credibilidade do governo e sua incapacidade de atrair investimentos para o país e ressaltou haver “um clima de desconfiança dos mercados e um desânimo na sociedade”.

O partido também lembrou o prejuízo bilionário do país com a compra da refinaria de Pasadena (EUA), os indícios de corrupção na Petrobras, as obras inacabadas e as promessas não cumpridas pela presidente Dilma Rousseff, além fazer de críticas à péssima situação da saúde pública e à crise no setor elétrico, causada por “uma gestão incompetente e irresponsável”.

Como proposta para combater a pasmaceira na economia, o partido defendeu a redução da máquina pública, mais privatizações e concessões de serviços públicos e o aumento da taxa de investimento para 25% do PIB. Quer também menos impostos e menos burocracia, mais apoio ao agronegócio e incentivo aos jovens empreendedores.

Participaram do programa os deputados federais Mendonça Filho (PE), Ronaldo Caiado (GO) e Onyx Lorenzoni (RS), além do pré-candidato ao governo da Bahia, Paulo Souto, e do ex-prefeito do Rio de Janeiro César Maia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =

Nenhum comentário

  • Jose Almeida

    Não comento sobre partido nanico…

  • Meia Verdade

    Jose Almeida – 11/06/2014 às 12:33

    Você lendo a matéria já tá bom demais.
    AECINFLAÇÃO….subindo como a inflação

  • Antoninho

    Esse é o único partido q possui ótimas qualidades e capacidade de administrar recursos públicos. O único q tem respeito por esses recursos. Como tarefa e trabalho público. E é considerado MONSTRUOSO e inimigo pelo PT. Tb nao se mistura com partidos ou qq coisa com prévia de alguns desvios. EXPULSA mesmo. Esse partido foi tentado ser DESTRUÍDO e OBSTRUÍDO. Pelo ex presidente Lula,nas últimas eleicoes quando ainda falava em vida e país maravilhoso. Esse partido nao pode deixar de existir jamais no Brasil como ideia organizadora do Estado.

  • Moacir 1

    Setti,
    Eu gostei do programa do DEM. Objetivo.
    Mas já que seus leitores não dão valor a PARTIDO NANICO,peço licença a você – em prol da audiência! – para publicar aqui o texto do planfleto distribuído ,ontem , na convenção do
    MAIOR PARTIDO BRASIL – O PMDB!! – que é O MAIOR ALIADO de Dona DilmA ,mas só praí só em uns 41%.
    Dizia a cartinha de amor,conforme o Lauro Jardim:
    //
    “Ao companheiro do PMDB,
    * Por que participamos de um governo onde nossos ministros não têm poder de decisão e nosso vice-presidente não é ouvido para nada?
    * Por que sermos co-responsáveis pela volta da inflação, da carestia, pela falência da saúde, da segurança e da educação? Por que sermos responsáveis pelo recorde mundial de homicídios e violência?
    * Por que sermos co-responsáveis pelos escândalos da Petrobras, pelo superfaturamento das obras da Copa e pelas promessas não cumpridas?
    * Por que ficar mais quatro anos assim? Só para dar mais quatro minutos de horário eleitoral para o PT?
    //
    Com aliados GIGANTES assim , quem precisa de adversários? Eu o PT fazia mais amigos ANÕES!
    Fico aqui imaginando ,o que dirão nos seus palanques e redutos eleitorais – longe dos olhos presidenciais – os deputados e senadores dissidentes – 273! – sem falar de mais todos aqueles outros deputados estaduais , prefeitos e vereadores traíras tão descontentes com o PT? Xiiii!
    BYE,BYE,HEGEMONIA PETISTA!
    Com certeza.
    Ah! Ia me esquecendo, os opositores aliados pmdbistas também VAIARAM ,no evento, o Rui Falcão.
    E o TEMER já falou: vai se vingar das bancadas ingratas.Ou seja,no Ceará,no Rio Grande do Sul ,na Bahia e no Rio de Janeiro vai ter guerra fraticida.
    Adivinha quem vai sair ganhando?
    Abraço

  • Antonio ricardo

    porque os governadores desse partido nunca completam os seus mandatos em setti me explica aí,ex brasilia e Rn.

  • Manoel Conceição Araújo Neto

    Não havia visto antes. Gostei! O programa está muito bom.

  • Malu

    O DEM sabe fazer mais oposição que o PSDB, isso e fato!

  • Platão

    Fiquei positivamente impressionado. Esperava a clássica defesa da iniciativa privada e a redução do tamanho do Estado. Só que governar um país não é só isso: o programa do DEM mostrou também preocupações sociais, e esforços na redução da pobreza. Afinal é a miséria que aflige parte da população brasileira QUE ABRE ESPAÇO PARA O POPULISMO!!!

  • Moacir 1

    Setti,
    Na semana passada a partir de outra reportagem da FSP ,eu comentei aqui que o número de trabalhadores em férias coletivas era de 25.000.
    Naquele total, porém, não estavam incluídos os funcionários que às vésperas da CopA , foram mandados para casa para ver os jogos.
    São já 85.000 os brasileiros em CopA ColetivA.
    Lentamente o “pessimismo” começa a afetar postos de trabalho.
    *
    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/06/1468820-ferias-coletivas-param-um-maracana.shtml
    *
    Abc