Image
Reprodução de trecho do vídeo: uma viagem épica pelo coração da Ásia

Às vezes, o trabalho de edição de um vídeo pode ser tão ou mais difícil do que realizar as filmagens.

Deve ter sido este o caso de Trans-mongolian: A Long Train Journey, clipe concebido pela produtora espanhola Factoria.

O resultado final é um bonito e surpreendente apanhado de imagens que totaliza apenas 4 minutos e sete segundos de duração, embora para obtê-lo os seus responsáveis, Rúben Sánchez e Cristina Fernandez, tenham rodado suas câmeras ao longo de 7.500 quilômetros.

Trans-mongoliana e Trans-siberiana

A distância, quase 2.000 quilômetros mais longa do que o trecho mais extenso do Brasil em rodovias –  5.577 Km entre Chuí e Oiapoque – corresponde à somatória de porções de duas lendárias rotas ferroviários asiáticas: a Trans-mongoliana (saindo de Pequim, capital da China, e chegando a Ulan Bator, capital da Mongólia) e a lendária Trans-siberiana (pela Rússia, partindo de Irkutsk , na Sibéria, rumo à capital, Moscou).

Image
Mapas resumidos da Trans-mongoliana (azul) e da Trans-siberiana (vermelho) (Fonte: tran-sibinfo.com)

Ao som de “Mongol Nutag”, canção do grupo mongol Sedaa, acompanhamos as múltiplas paisagens que a dupla registrou pelas janelas dos trens: montanhas sinuosas a perder de vista, vilarejos perdidos no meio do nada, enormes planícies, centros urbanos de curiosa arquitetura… vale bastante a pena:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =

7 Comentários

IZIDRO SIMÕES em 25 de março de 2013

Só uma correção: aí cita ser mais longa que do Oiapoque ao Chuí. O BRASIL NÃO É DO OIAPOQUE (AMAPÁ) AO CHUÍ (RS); É DO CABURAÍ (RORAIMA) AO CHUÍ (RS), E SEMPRE FOI. Entretanto, somente em 1925, quando o marechal RONDON demarcou as fronteiras do NORTE, é que se soube oficialmente que o CABURAÍ, fica a mais de 100 Km acima do OIAPOQUE. Entretanto, ATÉ HOJE, repete-se erradamente que seria do Oiapoque ao Chuí. REPETINDO: É DO MONTE CABURAÍ, AO CHUÍ. Caro Izidro, utilizamos no texto uma expressão popular consagrada, por mais imprecisa que ela seja do ponto de vista geográfico. Um abração e obrigado pela lembrança sobre a descoberta do marechal Rondon.

razumikhin em 24 de março de 2013

Se fosse na terra da mediocridade geral, o trajeto seria feito em ônibus. Aliás, ele é feito em ônibus.

NélsonX em 24 de março de 2013

Conheço a história das ferrovias brasileiras. Sou filho de ferroviário. Cresci dentro de máquinas ferroviárias. Desde as marias-fumaças, chegando as diesel-elétricas como estas. Antes do governo Juscelino, o nosso transportes, o pouco que existia, era feito pelas ferrovias. Com a chegada da indústria automobilística nesse governo, o Juscelino deu ênfase ao transporte rodoviário. Hoje, o Brasil é o maior fabricante de caminhões pesados e ônibus do mundo. Alguém imagina que isso vá mudar em proveito do transporte ferroviário...? As fábricas, GM Ford Iveco, etc, tem uma força política enorme. Vejam em que pé está a famigerada ferrovia norte-sul do não menos famigerado ex-governo Sarney...! Acho que foi aki no blog do R.Setti, que vi um vídeo de uma ferrovia chinesa de milhares de Km, subindo a cordilheira do himalaia em direção a capital do Tibet. Como brasileiro, dá inveja ver vídeos como esses.

Geraldine Csajkovics em 22 de março de 2013

Ainda não consegui entender o porquê do Brasil ter esse problema com trens, em sua história construiu poucas ferrovias, deixou acabar quase todas, desperdiçando o investimento, e não consegue assimilar a importância e economia na utilização dessa modalidade de transporte em nosso país continental. Sinto arrepios a cada orçamento divulgado para a construção da ferrovia RJ/SP.

MARMO em 22 de março de 2013

Setti Transmongolian...quase 8 mil km...A verdade é que viagens de trem -todas elas - são extremamente encantadoras...Milton canta isso (Maria fumaça não canta mais Para moças flores janelas e quintais), Drumond, Manoel Bandeira (Foge, bicho, Foge povo, Passa ponte, Passa poste, Passa pasto ,Passa boi, Passa boiada...)...Pena que as rodovias deixaram tudo isso para trás aqui.

luis em 21 de março de 2013

e nós, há anos, discutindo um trenzinho de campinas ao rio de janeiro...

JEBANIEL WOLFF em 21 de março de 2013

O vídeo é legal e a viagem muito interessante. Mas se tivesse que fazê-la ouvindo essa música, desceria na primeira estação.

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI