Image
Kevin Richardson nada com uma leoa: cumplicidade

Quando o assunto é a harmonia entre seres humanos e animais, é difícil ter mais autoridade do que Kevin Richardson, o Lion Whisperer (literalmente “Sussurrador de Leões”).

Aos 37 anos, este zoólogo sul-africano tornou-se mundialmente conhecido por viver entre espécies maravilhosas, mas perigosas e letais de grandes felinos, como leopardos, guepardos, panteras e os seus melhores amigos, os leões. Também circula à vontade entre as pouquíssimo confiáveis hienas.

No vídeo abaixo, enviado ao blog pelo amigo José Américo C. Medeiros, Richardson justifica o texto de apresentação de seu site, utilizando “amor” para ganhar intimidade e respeito dos animais, ao invés de “paus e correntes para romper os seus espíritos”.

Em um dos trechos, aparece segurando filhotinhos de uma leoa, algo inimaginável para os “simples mortais”, devido à inevitável reação institiva da fêmea do leão; em outro, troca cafunés com a chefe da família e até dorme de mãos dadas com ela; uma passagem ainda traz uma prole de filhotes leoninos se amontoando sobre Richardson. Parecem que estão o devorando, mas é só brincadeira afetuosa.:

Autodidata no complicadíssimo ofício de amansar feras apenas com carinho e confiança, Richardson admite que já passou por situações de risco em sua longa convivência com os bichos – que dura desde os três anos de idade – , embora nenhuma tenha posto sua vida em perigos mais sérios.

Assistam ao trecho abaixo e digam se este encontro do Lion Whisperer com um leopardo não assusta, apesar de se tratar de mais um “ataque” amistoso.

Kevin Richardson, que no Google disputa as atenções com um ex-integrante da boy band Backstreet Boys de mesmo nome, participa em diversos projetos ligados à preservação de e pesquisa sobre leões e outras espécies sul-africanas.

Image
Richardson recebe afagos de leões: não é para qualquer um

Entre os quais, Part of the Pride: My Life Among the Big Cats of Africa, biografia de 2009 ainda sem versão brasileira, diversos documentários e White Lion, longa de 2010 sobre as lendas africanas em torno do nascimento de leõezinhos brancos. O filme é rodado no parque natural The Kingdom, próximo a Johannesburgo, onde Richardson vive, próximo à fauna de amigos.

Assista ao trailer abaixo (os atores parecem um tanto canastrões, mas quem rouba a cena mesmo são as paisagens e, claro, os animais protagonistas):

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 − um =

15 Comentários

vinicius teixeira em 08 de setembro de 2014

achei isso incrível inexplicável colabore qualquer quantia animais livre .com

ellen em 19 de maio de 2014

esse homem é um ser especial... PARABENS!!! QUEM UM ANIMAL RESPEITA POR AMOR, VALE A PENA NÓS RESPEITARMOS...

Joana Lima em 26 de fevereiro de 2014

Incrível!!!!!! Maravilhoso!!!!!!!!

Ronaldo A. Pilon Filho em 20 de novembro de 2013

Com amor se conquista qualquer coisa, respeitar a natureza respeitr a vida, seja os animais ou homens, estaremos compartilhando com a natureza e deus, nós podemos fazer de nossas vidas um paraiso ou podemos fazer dela um inferno , só existe dois cminhos, mas o bem o amor e o respeito o mundo agradeçe a naturaza e os animais. assim nós evoluimos no mundo espiritual com diguinidade e amor.

gabriel em 05 de fevereiro de 2012

tem pessoas no mundo que tem dons especiais e outro que tem algum tipo e nem sabe... tá a prova uma,de uma bonita interação, que deixa claro que os animais pensam sim e tem sentimentos.

José Américo C Medeiros em 09 de novembro de 2011

Não poderia deixar de tê-lo mandado. Considero-o um homem e jornalista sensível, atento às belezas da vida em todas as suas formas.

odair jose beraldo em 09 de novembro de 2011

Lindo demais,pensar que antes da queda do homem os animais eram assim.

Adriana Bittencourt Martino em 03 de novembro de 2011

Que lindo, adoro gatinhos!

José Paulo De Resende em 02 de novembro de 2011

Magnífica relação entre um homem e animais selvagens. Lindo, sem palavras para descrever tão bela amizade deste homem com estes magníficos animais. Se entedem tão bem. Quisera que os homens se entendessem tão bem como Kevin Richardson e os animais selvagens.

Paulo em 27 de outubro de 2011

Isso é incrível Eu adoro os animais felinos!

Jane Araújo em 25 de outubro de 2011

Maravilhoso, tocante! Discordo de quem acha que isso possa ser ruim para os animais. Certamente o trabalho de Richardson é pela defesa e proteção desses felinos, que como todas as demais espécies do planeta estão em perigo. O avanço dos homens sobre seus habitats coloca todos em risco de extinção em poucas décadas. Ainda temos tempo de reverter a situação, mas precisamos de pessoas como esse homem para sensibilizar a opinião pública e as autoridades mundiais para a necessidade de respeitar o direito à vida de todos os seres. Cada espécie é única e necessária ao equilíbrio da Natureza.

Joker em 23 de outubro de 2011

não sei, não. às vezes fico pensando, quando vejo esses animais tão dignos, tão compostos, tão extraordinariamente altivos e ainda assim sensíveis: - as camisas de seda do ditador sanguinário kadafi eram ainda menos vulgares e ridículas do que as camisetas regata do 'irmão' lula... a chacun son destin, insistem os franceses, com sabedoria. felizmente, os animais não precisam eleger um vestuário...

JMello em 23 de outubro de 2011

A curiosidade do homem é irresistível! Como eu gostaria também de poder me aproximar de animais dessa maneira, principalmente os felinos. Mas, essa relaçao do homem com essas espécies nao tem utilidade nenhuma, antes pelo contrário, pode tornar esses animais vulneráveis ao seu único predador. Animais selvagens nao sao bichinhos de estimaçao e devem ser tratados como tal! Sds

Geneuronios em 23 de outubro de 2011

Ricardo escrevestes ... "harmonia entre seres humanos e animais". Ora, somos animais da espécie humana e nossa carga genética é muito semelhante a de outros animais. O que nos diferencia é que evoluimos de maneira diferente e chegamos a ter o cérebro que possuímos que de tão sofisticado nos dá a impressão de que existe um EU separado, quando na verdade somos apenas configurações químico-elétricas. Acabei de ler o recente e excelente livro do Miguel Nicolelis, "Muito além do nosso eu". Realmente as explicações para o que somos estão escancaradas, só não vê quem não quer.

Vera Scheidemann em 23 de outubro de 2011

Adoro os animais e adorei essa matéria. Um grande abraço ! Vera

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI