Image
O Rafale decolando do porta-aviões “Foch”, hoje “São Paulo”

Amigos desta coluna, vejam que interessante: a foto acima e os vídeos abaixo mostram um dos três caças supersônicos que concorrem à licitação em curso pelo governo brasileiro — o Rafale, da empresa francesa Dassault — pousando e decolando do convés do porta-aviões Foch.

Nos anos 90, o Rafale realizou 168 operações desse tipo.

Se o Rafale for o avião finalmente escolhido — concorrem também o F-18 Super Hornet, da Boeing americana, e o sueco Gripen –, essas cenas poderão acontecer, porque o Foch pertence desde 2000 à Marinha do Brasil: é o porta-aviões São Paulo, nau capitânea da esquadra.

Vejam os vídeos:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 4 =

11 Comentários

SergioD em 13 de março de 2011

Ricardo, analisando melhor a primeira foto, dá para se notar que o trem de pouso dianteiro se encontra abaixado. Tal fato pode demonstrar que houve uma tentativa de pouso frustrada ou a pratica de toque no convés e arremetida, exercício bastante praticado em navios desse tipo. Um abraço

SergioD em 13 de março de 2011

Ricardo, as catapultas a vapor ficam na parte da frente do porta-aviões. A primeira foto, certamente, é de uma passagem a baixa altitude sobre o navio ou um pouco a bombordo. Um abraço

wilson em 13 de março de 2011

Há um segmento que comparam com Super Etandard ? Não tenho informação a respeito, caro Wilson. Abraço

Elvio em 12 de março de 2011

Setti, Lá vou eu meter as fuças. A foto de abertura(?), pode ser uma "arremetida", normal em treinamentos embarcados ou não. Finge que vai e acaba não fondo.Com toque ou sem. SérgioD com a palavra, o cara manja. Se o Rafale é bom ou não, não sei, mas é bonito. Tipo um híbrido de Mirage III e o Eurofighter Typhoon. Isso é sempre muito bom. Tks, abs Elvio

sandovalsader em 12 de março de 2011

Amigo Sandoval, não vou publicar seu simpático comentário porque os profissionais do site de VEJA preferem não ser objeto de apreciações pessoais. Sei que você compreende. Abração e obrigado por estar sempre conosco.

sandovalsader em 11 de março de 2011

Belissimos artistas, belissimas mulheres, Bach e Yo Yo Ma. Voce se supera a cada post.... Muito, muito obrigado, caro Sandoval. Recebo o elogio não com vaidade, mas como um estímulo para prosseguir no trabalho. Fico feliz em obter retornos como o seu. O mérito deste post é da jornalista Domitila Becker, que trabalha, muito bem, comigo no blog e descobre essas coisas superinteressante. Abração

José Alberto Scur em 11 de março de 2011

Setti, a primeira foto é uma montagem. Nenhum aeroplano sobe naquela posição. É possilvel. Ou, então, é o efeito da catapulta do porta-aviões.

SergioD em 10 de março de 2011

Ricardo, com referência ao comentário do Roberto, já li em algum lugar, que existe grande possibilidade de compra de caças mais modernos que os velhos Skyhawks para a Marinha. Como o Rafale tem versão naval, assim como o F/A-18 Super Hornet, acho que o reformado São Paulo poderia operá-los. Sua catapultas a vapor foram completamente reformadas e acho que atualmente teriam capacidade de aviões como ele. Soube também que a SAAB estariam propensa a criar uma versão naval do Gripen NG. Se estiver errado, Roberto, por favor, me corrija. Um abraço para os dois. PS: Eu tinha visto esses vídeos tempos atrás. Pelo visto seu interesse por aviação só faz crescer.

Paulo Bento Bandarra em 10 de março de 2011

Cadê o dinheiro que estava aqui? O Lula comeu!

Siará Grande em 10 de março de 2011

Ricardo, veja a nota que acaba de sair no blog do Coronel. O governo petista continua financiando a ditadura assassina dos irmãos Castro. A política externa continua a mesma do exLulla, com mudanças apenas cosméticas. Coturno Noturno quinta-feira, 10 de março de 2011 Dilma:U$ 580 milhões para a ditadura assassina de Cuba. A visita de Marco Aurélio Garcia, o assessor especial petista junto às ditaduras assassinas ao redor do mundo, aparece no único jornal de Cuba, o Granma, sendo recebido pelo assassino Raul Castro (ver foto abaixo). Hoje o Estadão estampa a manchete que o BNDES já emprestou quatro vezes mais do que o BID em 2010. Quase U$ 100 bilhões. Desta fortuna, U$ 580 milhões foi para dar fôlego ao regime de terror de Cuba. Bem que o Comandante Tártaro podia sobrevoar o Triângulo das Bermudas, na volta da Ilha Prisão. Aliás, será que o assessor do Foro de São Paulo viajou num Tupolev da Cubana Airlines ou teve um jatinho à disposição?

roberto em 10 de março de 2011

Ricardo, realmente o Rafale decolou e pousou no, agora, São Paulo. No entanto jamais operou, o que significa que ele não pode pousar e/ou decolar com armamentos, combustível e equipamentos necessários ao emprego bélico do avião. Aliás ele ´so pousou para mantera qualificação dos pilotos, já que o Charles De Gaulle, porta aviões nuclear francês, estava alongando sua pista para, justamente, poder operar com o Rafale. Um abraço. Obrigado pelo esclarecimento, caro Roberto. Se você está seguro dessas informações, vou retirar do post qualquer menção à possibilidade de o Rafale operar no "São Paulo" -- coisa que, aliás, nunca esteve em cogitação pela FAB, não é mesmo? Abraço

VER + COMENTÁRIOS
TWITTER DO SETTI