Vídeos: um dos caças que o Brasil quer comprar pousando num porta-aviões que, hoje, é brasileiro

O Rafale decolando do porta-aviões “Foch”, hoje “São Paulo”

Amigos desta coluna, vejam que interessante: a foto acima e os vídeos abaixo mostram um dos três caças supersônicos que concorrem à licitação em curso pelo governo brasileiro — o Rafale, da empresa francesa Dassault — pousando e decolando do convés do porta-aviões Foch.

Nos anos 90, o Rafale realizou 168 operações desse tipo.

Se o Rafale for o avião finalmente escolhido — concorrem também o F-18 Super Hornet, da Boeing americana, e o sueco Gripen –, essas cenas poderão acontecer, porque o Foch pertence desde 2000 à Marinha do Brasil: é o porta-aviões São Paulo, nau capitânea da esquadra.

Vejam os vídeos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + quatro =

11 Comentários

  • roberto

    Ricardo, realmente o Rafale decolou e pousou no, agora, São Paulo. No entanto jamais operou, o que significa que ele não pode pousar e/ou decolar com armamentos, combustível e equipamentos necessários ao emprego bélico do avião. Aliás ele ´so pousou para mantera qualificação dos pilotos, já que o Charles De Gaulle, porta aviões nuclear francês, estava alongando sua pista para, justamente, poder operar com o Rafale. Um abraço.

    Obrigado pelo esclarecimento, caro Roberto. Se você está seguro dessas informações, vou retirar do post qualquer menção à possibilidade de o Rafale operar no “São Paulo” — coisa que, aliás, nunca esteve em cogitação pela FAB, não é mesmo?

    Abraço

  • Siará Grande

    Ricardo, veja a nota que acaba de sair no blog do Coronel. O governo petista continua financiando a ditadura assassina dos irmãos Castro. A política externa continua a mesma do exLulla, com mudanças apenas cosméticas.

    Coturno Noturno
    quinta-feira, 10 de março de 2011
    Dilma:U$ 580 milhões para a ditadura assassina de Cuba.

    A visita de Marco Aurélio Garcia, o assessor especial petista junto às ditaduras assassinas ao redor do mundo, aparece no único jornal de Cuba, o Granma, sendo recebido pelo assassino Raul Castro (ver foto abaixo). Hoje o Estadão estampa a manchete que o BNDES já emprestou quatro vezes mais do que o BID em 2010. Quase U$ 100 bilhões. Desta fortuna, U$ 580 milhões foi para dar fôlego ao regime de terror de Cuba. Bem que o Comandante Tártaro podia sobrevoar o Triângulo das Bermudas, na volta da Ilha Prisão. Aliás, será que o assessor do Foro de São Paulo viajou num Tupolev da Cubana Airlines ou teve um jatinho à disposição?

  • Paulo Bento Bandarra

    Cadê o dinheiro que estava aqui? O Lula comeu!

  • SergioD

    Ricardo, com referência ao comentário do Roberto, já li em algum lugar, que existe grande possibilidade de compra de caças mais modernos que os velhos Skyhawks para a Marinha. Como o Rafale tem versão naval, assim como o F/A-18 Super Hornet, acho que o reformado São Paulo poderia operá-los. Sua catapultas a vapor foram completamente reformadas e acho que atualmente teriam capacidade de aviões como ele. Soube também que a SAAB estariam propensa a criar uma versão naval do Gripen NG. Se estiver errado, Roberto, por favor, me corrija.
    Um abraço para os dois.
    PS: Eu tinha visto esses vídeos tempos atrás. Pelo visto seu interesse por aviação só faz crescer.

  • Setti, a primeira foto é uma montagem. Nenhum aeroplano sobe naquela posição.

    É possilvel. Ou, então, é o efeito da catapulta do porta-aviões.

  • sandovalsader

    Belissimos artistas, belissimas mulheres, Bach e Yo Yo Ma. Voce se supera a cada post….

    Muito, muito obrigado, caro Sandoval. Recebo o elogio não com vaidade, mas como um estímulo para prosseguir no trabalho. Fico feliz em obter retornos como o seu.

    O mérito deste post é da jornalista Domitila Becker, que trabalha, muito bem, comigo no blog e descobre essas coisas superinteressante.

    Abração

  • sandovalsader

    Amigo Sandoval, não vou publicar seu simpático comentário porque os profissionais do site de VEJA preferem não ser objeto de apreciações pessoais.
    Sei que você compreende.
    Abração e obrigado por estar sempre conosco.

  • Elvio

    Setti,
    Lá vou eu meter as fuças.
    A foto de abertura(?), pode ser uma “arremetida”, normal em treinamentos embarcados ou não. Finge que vai e acaba não fondo.Com toque ou sem.
    SérgioD com a palavra, o cara manja.
    Se o Rafale é bom ou não, não sei, mas é bonito.
    Tipo um híbrido de Mirage III e o Eurofighter Typhoon.
    Isso é sempre muito bom.
    Tks, abs
    Elvio

  • wilson

    Há um segmento que comparam com Super Etandard ?

    Não tenho informação a respeito, caro Wilson.
    Abraço

  • SergioD

    Ricardo, as catapultas a vapor ficam na parte da frente do porta-aviões. A primeira foto, certamente, é de uma passagem a baixa altitude sobre o navio ou um pouco a bombordo.
    Um abraço

  • SergioD

    Ricardo, analisando melhor a primeira foto, dá para se notar que o trem de pouso dianteiro se encontra abaixado. Tal fato pode demonstrar que houve uma tentativa de pouso frustrada ou a pratica de toque no convés e arremetida, exercício bastante praticado em navios desse tipo.
    Um abraço