Vídeos

Na TV, pergunto ao então presidenciável Aécio Neves: por que não responde a ataques pessoais, inclusive sobre uso de drogas?

Neste “Roda Viva” da TV Cultura que foi ao ar no dia 2 de junho de 2014, pergunto ao presidenciável tucano Aécio Neves, entre outros temas, por que ele não responde aos ataques sobre sua vida pessoal que sofre na web, inclusive sobre o uso de drogas.

Segundo o senador, quem o ataca são “quadrilhas”, reunidas “para cometer crimes”. Para ele, são sites financiados com dinheiro público. “Eu tenho que acreditar, e acredito firmemente no bom senso das pessoas”, afirmou. “Mas é preciso, também, que os instrumentos do Estado ajam”, complementou, se referindo a leis que punam criminosos de internet e apontando funcionários públicos de órgãos como a prefeitura de Guarulhos e a Eletrobrás como membros das supostas redes de caluniadores.

Aécio falou, ainda de seus 15 anos de vitórias eleitorais contra o PT em Minas, apesar da “leviandade das acusações” que sofria do partido.

Perguntado por mim sobre como evitar, em caso de vitória nas eleições, a entrada do PMDB em seu governo, o candidato riu e respondeu: “espero que não haja esta necessidade. Este não será o núcleo do nosso governo”. Aécio dsse, ainda, que “é natural que, num futuro governo, forças que hoje estão na oposição se unam, independentemente de quem seja o próximo presidente da República”.

Em outra participação, questionei Aécio sobre a possibilidade de apoiar ou ser apoiado pelo então candidato Eduardo Campos, do PSB – que morreria em desastre de avião dois meses e 11 dias após a veiculação do programa -, no caso de apenas um dos dois passar ao segundo turno. “Eu tenho que respeitar as suas opiniões, suas ideias; saúdo a sua vinda para o campo oposicionista”, disse. “Eu não vou mudar o meu norte. Minha briga não é com o PSB ou outros partidos de oposição que estão surgindo aí. Meu objetivo é apresentar ao Brasil uma alternativa a isso que está aí”.

Dirigida por meu amigo Augusto Nunes, a bancada de entrevistadores contou também com Cida Damasco (O Estado de S. Paulo), Fernando Barros e Silva (Piauí), Fernando Mitre (TV Bandeirantes) e Fernando Rodrigues (Folha de S. Paulo).

(Assista à íntegra do programa aqui)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais vídeos