Zózimo: Cabo eleitoral

O presidenciável Leonel Brizola, do PDT, pode até não saber, mas tem desempenhado de forma impecável seu papel na estratégia de campanha de seu rival Paulo Maluf, do PDS.

Quando Maluf estava embolado na disputa pelo quarto lugar nas pesquisas, um mês atrás, sua assessoria desenhou um cenário pelo qual ele deveria começar a polarizar com Brizola, visando chegar ao horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão em terceiro lugar.

A partir daí, enquanto Brizola continuaria a aparecer como o anti-Collor, Maluf, batendo no ex-governador do Rio, passaria a ser o anti-Brizola, com o objetivo de passar para o segundo lugar no finzinho da campanha e, com isso, chegar ao segundo turno.

Cauteloso no começo, Maluf, como se sabe, de uma semana para cá começou a investir sobre Brizola e, seja ou não por isso, já está em terceiro lugar.

Respondendo às críticas e polemizando com o candidato do PDS, Brizola está cumprindo direitinho sua parte.

 

(Nota publicada no Jornal do Brasil.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =