Zózimo: Erro de milhões

A assessoria do governador eleito de São Paulo, Orestes Quércia, fez todas as contas e concluiu que, no resultado final das eleições, o candidato do PMDB vai livrar mais de três milhões de votos de vantagem sobre o deputado Paulo Maluf, do PDS.

Como Maluf jurava por todos os santos que ganharia “com um milhão de votos na frente” e previa Quércia como o segundo colocado, houve um equívoco aritmético-político em suas contas que bate nos quatro milhões de votos.

É proeza para entrar no Livro Guiness dos Recordes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + seis =