Zózimo: Montoro na escuta

Enquanto a Constituinte, no Brasil, se engalfinha por questões como a duração do mandato do presidente José Sarney e a opção entre parlamentarismo e presidencialismo, um dos maiores interessados no desfecho da novela escolheu um cenário digno de chefe de Estado para esperar.

Trata-se do ex-governador paulista e presidenciável de primeira linha Franco Montoro, que ontem assumiu sua cadeira de representante da América Latina na Organização Internacional do Trabalho (OIT), em Genebra, fazendo um discurso — em espanhol — sobre a dívida externa latino-americana.

Entre outros dados estarrecedores que passou ao plenário, Montoro mostrou que a renda per capita de todos os países da América Latina, com exceção da Colômbia, diminuiu entre 1980 e 1985.

O ex-governador marcou sua volta, estrategicamente, para o próximo dia 28, quando o mandato e o sistema de governo já estarão decididos.

Para não perder nada do que ocorre à sua retaguarda, porém, ele telefona religiosamente todos os dias, para seus assessores.

 

(Nota publicada no Jornal do Brasil.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 5 =